Menu
2020-07-30T10:36:49-03:00
Estadão Conteúdo
EFEITO COVID-19

Com covid-19, PIB dos EUA tomba 32,9% e tem pior resultado para 2º trimestre desde 1947

Departamento do Comércio informou também que o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) caiu à taxa anualizada de 1,9% no segundo trimestre

30 de julho de 2020
10:36
Estados Unidos
Estados Unidos - Imagem: Shutterstock

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos tombou à taxa anualizada de 32,9% no segundo trimestre de 2020, de acordo com dados publicados nesta quinta-feira, 30, pelo Departamento de Comércio do país. A primeira leitura do indicador deixa evidente o forte impacto da pandemia de covid-19 na economia americana e é o pior resultado para o período desde 1947.

O resultado, no entanto, veio melhor do que a mediana de 26 estimativas consultadas pelo Projeções Broadcast, que apontava contração de 35%.

O Departamento do Comércio informou também que o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) caiu à taxa anualizada de 1,9% no segundo trimestre. Já o núcleo do PCE, que desconsidera preços de alimentos e energia, recuou 1,1% no mesmo intervalo.

A contração da atividade americana no primeiro trimestre foi confirmada em 5%.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

fique de olho

Itaú anuncia pagamento de juros sobre capital próprio

Serão R$ 0,05648 por ação, com retenção de 15% de imposto de renda na fonte; pagamento é uma antecipação aos aos dividendos e JPC do resultado de 2021

mudanças na estatal

Conselheiro recém-eleito da Petrobras renuncia

Marcelo Gasparino da Silva foi eleito no último dia 12; executivo indica medida como “irrevogável”

seu dinheiro na sua noite

B3 Fashion Week

A semana de moda da bolsa brasileira está pegando fogo! Flashes por todos os lados, comentários entusiasmados, queixos caídos a cada novo desfile. As grandes marcas não pouparam esforços para a coleção outono/inverno — e, como era de se esperar, um intenso burburinho toma conta dos bastidores. Essa sexta-feira foi particularmente animada, com a Renner […]

Moradia classe A

Pandemia, juros baixos e dólar caro: combo impulsiona o mercado de imóveis de luxo

Uma combinação que prejudicou boa parte das empresas brasileiras acabou beneficiando o segmento imobiliário de alto padrão

fechamento da semana

Brasília impede Ibovespa de decolar, mas saldo da semana ainda é positivo; dólar vai a R$ 5,58

No Brasil, o que garantiu um bom desempenho do Ibovespa foi a alta das commodities e a recuperação econômica de Estados Unidos e China.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies