Menu
2020-03-03T19:51:00-03:00
Estadão Conteúdo
MORTE

Aos 67 anos, morre o jornalista Celso Pinto

Em 1999, o Celso Pinto foi convidado pelos controladores do grupo Folha e Globo para formar a equipe inicial de 160 jornalistas e as diretrizes do Valor Econômico, do qual era diretor de redação

3 de março de 2020
19:35 - atualizado às 19:51
Aos 67 anos, morre o jornalista Celso Pinto
SP - CELSO PINTO/MORTE/ARQUIVO - ECONOMIA - Foto de arquivo de 05/11/01 do jornalista Celso Pinto. Ele morreu nesta terça-feira, 03, aos 67 anos. Um dos jornalistas econômicos mais influentes de sua geração, Celso Pinto foi o fundador do jornal Valor Econômico, principal periódico especializado em economia do País. Ele estava internado desde o dia 8 de fevereiro no hospital Albert Einstein. 05/11/2001 - Foto: MARIE HIPPENMEYER/ESTADÃO CONTEÚDO - Imagem: MARIE HIPPENMEYER/ESTADÃO CONTEÚDO

Morreu hoje, aos 67 anos, o jornalista Celso Pinto. Um dos jornalistas econômicos mais influentes de sua geração, Celso Pinto foi o fundador do jornal Valor Econômico, principal periódico especializado em economia do País. Ele estava internado desde o dia 8 de fevereiro no hospital Albert Einstein.

Formado em Ciências Sociais pela USP, Celso Pinto começou a trabalhar em 1974 como repórter do jornal Folha de S.Paulo. Anos depois, graduou-se em jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Com uma trajetória de sucesso, o jornalista consolidou sua carreira na área econômica na Gazeta Mercantil, onde trabalhou em São Paulo e Brasília e como correspondente em Londres. Em 1996, voltou à Folha como colunista. Suas colunas eram acompanhadas pelos principais banqueiros e empresários do País e costumavam pautar a grande imprensa.

Em 1999, o Celso Pinto foi convidado pelos controladores do grupo Folha e Globo para formar a equipe inicial de 160 jornalistas e as diretrizes do Valor Econômico, do qual era diretor de redação.

Com trânsito livre em Brasília, o jornalista frequentou por mais de 30 anos as reuniões do FMI e do Banco Mundial. Em maio de 2003, a carreira de Celso Pinto foi interrompida após ele ter sofrido uma parada cardiorrespiratória.

Ele deixa a mulher, a também jornalista Célia de Gouvêa Franco, os filhos Pedro e Luís e um neto, Davi.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

CRESCENDO

Superintendência do Cade aprova compra da Easynvest pelo Nubank

Compra da Easynvest é a terceira feita pelo Nubank em 2020 e visa atingir desbancarizados

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Exile on Wall Street

Save the date: a alma do investidor imoral

Assim como a vida, o investimento também é um ato de equilibrar forças ambivalentes, a intuição de Dionísio com as técnicas de valuation nas planilhas de Apolo

Mercados hoje

Noticiário corporativo não traz fôlego suficiente e Ibovespa opera instável

A temporada de balanços corporativos, com os resultados do terceiro trimestre de 2020, começa a ganhar força no Brasil e no exterior, com grandes empresas entregando um resultado satisfatório.

DE OLHO NOS NÚMEROS

Santander, Unidas e Petz: os balanços que mexem no mercado nesta terça-feira

Resultados do terceiro trimestre mostram que empresas estão se recuperando dos piores efeitos da pandemia de covid-19

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies