⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
2020-02-17T19:36:34-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

Um brilho no futuro da Oi

17 de fevereiro de 2020
19:35 - atualizado às 19:36
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Em recuperação judicial desde 2016 e com uma dívida bilionária, a Oi é uma empresa que divide a opinião de analistas do mercado. Para uns, as ações da tele representam uma aposta de risco, porém com chances de render uma bolada caso o turnaround seja bem-sucedido. Para outros, no entanto, o risco se mostra excessivo, e é melhor ficar de fora.

Em meio às polêmicas e a um processo de RJ complicado, as ações da Oi têm passado pela forte volatilidade típica das ações de valor unitário baixo, e também sofrem influência de cada novo capítulo da sua novela. Nos últimos 12 meses, os papéis caíram quase 31%, mas em 2020 valorizam quase 20%.

Nessa montanha-russa de preços e emoções, um movimento do maior acionista da companhia poderia estar acionando o sinal amarelo para os minoritários. A gestora de investimentos GoldenTree Asset Management, que chegou a deter 16% de participação na Oi, vem se desfazendo dos seus papéis há cerca de um ano. Agora, tem menos de 10% de participação.

Seria um sinal para o investidor abandonar o barco junto? Afinal, quando o “dono” vende, boa coisa não pode ser, certo? Depende. No caso dos analistas do BTG Pactual, que estão no time dos que recomendam as ações da Oi, esse movimento de venda não é um sinal negativo. O Kaype Abreu explica por que eles pensam assim nesta matéria.

Um pouco de China, um pouco de balanços

A bolsa terminou o primeiro pregão da semana em alta e conseguiu retomar o patamar dos 115 mil pontos. Tudo graças a um combo de boas notícias: no exterior, o governo da China anunciou um novo pacote de estímulos à economia. Aqui no Brasil, os resultados trimestrais e os acordos das empresas aumentaram o apetite do investidor. Agora, quando o assunto é dólar, a história acaba um pouco diferente, como você confere na cobertura do Victor Aguiar.

Cheio de novidades

Foi assim que o grupo Carrefour Brasil iniciou a semana. A varejista anunciou ontem a compra de 30 lojas da rede Makro por R$ 1,95 bilhão, e o presidente da companhia deu ao Estadão alguns detalhes sobre a aquisição, que você confere nesta matéria. Mais cedo, outra novidade: a empresa fechou uma parceria com a Ultragaz para a venda de vale gás em algumas de suas lojas. Confira os detalhes dessa história.

Cada vez mais #veggie

A Marfrig anunciou hoje que seu hambúrguer vegetal passará a fazer parte do cardápio da tradicional lanchonete paulista Chicohamburger. O novo produto foi batizado de Revolution Burger CH e se soma à onda vegetariana dos restaurantes fast-foods e hamburguerias.

Quem te viu, quem te vê

Depois de crescer quase 36% no ano passado, os fundos imobiliários apresentam a maior desvalorização da história do investimento dentro de um intervalo de 45 dias neste começo de ano. De 1º de janeiro até a última sexta-feira, os ativos perderam na Bolsa R$ 3,28 bilhões em valor de mercado. Mas os motivos não são tão ruins quanto se imagina, pelo contrário. Entenda o porquê nesta matéria.

Para tudo!

Com dificuldades de aprovar a reforma administrativa no Congresso, o governo resolveu travar novos concursos públicos federais e usá-los como moeda de troca para pressionar os parlamentares. A reforma promete mexer com as carreiras do funcionalismo público e encontra forte resistência no Legislativo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Ibovespa fecha setembro no azul, o potencial da Weg (WEGE3) e a semana do bitcoin; confira os destaques do dia

30 de setembro de 2022 - 19:19

O último pregão do mês foi também o último antes da definição do primeiro turno das eleições presidenciais de 2022. Apesar disso, levou um tempo até que a política fosse o principal gatilho para os negócios.  Isso porque o debate final entre os candidatos à chefia do Executivo não trouxe grandes mudanças no cenário-base, já […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa fecha setembro no azul por um triz após nova onda do ‘efeito Meirelles’; dólar vai a R$ 5,39

30 de setembro de 2022 - 18:53

O Ibovespa deixou a política parcialmente de lado no último pregão antes do pleito de domingo

Balanço do mês

Os melhores investimentos de setembro: dólar tem a maior alta do mês, e Brasil vai na contramão do mundo com valorização de quase todos os ativos

30 de setembro de 2022 - 18:42

Títulos prefixados vêm logo em seguida, beneficiados pelo fim do ciclo de alta da Selic no Brasil. Veja o ranking completo dos melhores e piores investimentos do mês

EFEITO MEIRELLES 2.0

Bolsa amplia alta e Magazine Luiza (MGLU3) dispara com novo rumor sobre Henrique Meirelles no governo em caso de vitória do petista

30 de setembro de 2022 - 16:01

Descolando de seus pares internacionais, a bolsa brasileira opera em forte alta, mas o grande destaque fica com a curva de juros e a disparada de ações do setor de consumo

É HORA DE COMPRAR?

Morgan Stanley altera recomendação da Weg (WEGE3) de venda para compra e papel sobe mais de 6%

30 de setembro de 2022 - 15:51

Na avaliação dos analistas, a Weg (WEGE3) tende a se beneficiar das tendências de automação, eletrificação e descarbonização do mercado e pode subir 29,3%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies