Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2020-04-23T19:47:55-03:00
Seu dinheiro na sua noite

Moro num país tropical, com o dólar a R$ 5,52

23 de abril de 2020
19:47
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A escalada do dólar rumo a um novo topo – agora aos R$ 5,528 – por si só já era relevante o suficiente para ser a principal notícia desta quinta-feira.

Mas como já dizia um jornalista com quem trabalhei, nunca subestime a capacidade do Brasil de nos dar trabalho.

No começo da tarde, uma nova bomba estourou em Brasília com a notícia de que o ministro Sergio Moro poderia deixar o governo.

O motivo seria a decisão do presidente Jair Bolsonaro de demitir o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo.

Nem a saída de Moro nem a demissão de Valeixo foram confirmadas – o que não significa muito para quem conhece Brasília.

Afinal, não é de hoje que o presidente mostra insatisfação com o comando da PF. E divergências na condução do governo já levaram ao “divórcio amigável” de Bolsonaro e do ex-ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta.

A fome de Bolsonaro de mexer na PF se juntaria com a vontade de comer do Centrão, com quem o capitão começou a dialogar em busca de uma base de sustentação no Congresso.

A possível saída de Moro, ou pelo menos o que ela representaria para o governo, mexeu com os mercados. A bolsa ampliou a queda e o dólar acelerou a valorização assim que a notícia começou a circular.

Mas o novo salto da moeda norte-americana tem suas próprias razões. O Victor Aguiar traz para você um panorama completo de todos os fatores que levaram ao novo recorde do dólar.

Para onde vai o dólar?

Falando em dólar, o UBS aposta que o ímpeto da moeda vai arrefecer até o fim do ano. Resultado: a moeda deve terminar 2020 cotada a R$ 4,95, segundo a previsão do banco suíço. O cenário seria ainda mais positivo no ano que vem, se algumas variáveis contribuírem. Mas o que me chamou atenção mesmo foi o pior cenário possível projetado pela instituição: nele, o dólar subiria ao incrível patamar de R$ 7,35 em 2021.  Eu explico para você como os economistas chegaram aos números.

Atrás de dinheiro novo

A CVC foi uma das mais afetadas na bolsa com a epidemia do covid-19. Hoje, a operadora de turismo anunciou que avalia um plano para aumentar o seu capital e até contratou o Itaú BBA para avaliar a melhor forma de trazer dinheiro novo. O objetivo? Deixar o balanço mais forte para uma futura retomada na demanda por viagens, diz a empresa. Mas as boas intenções não encontraram eco nas ações da companhia, que fecharam em forte queda na bolsa.

Saudosos dividendos

O longínquo ano de 2019 registrou o maior volume de dividendos e juros sobre capital próprio distribuído por empresas negociadas no Ibovespa nos últimos dez anos. Os dados são da consultoria Economatica. O setor que mais distribuiu proventos foi o de bancos, liderado pelo Itaú Unibanco. Confira as 25 maiores pagadoras do ano passado nesta matéria.

Voltando aos trabalhos

A Lojas Renner decidiu que reabrirá gradualmente as suas lojas a partir de amanhã, após o fechamento determinado pelas autoridades em decorrência de medidas de isolamento social. A varejista informou que respeita os decretos de governos locais e critérios técnicos para permitir que suas lojas voltem a funcionar. Ainda assim, poderá rever o número de lojas em funcionamento. Saiba mais sobre o plano da varejista.

O que está do lado de lá

O futuro pós-coronavírus é nublado — e no entanto o que dele imaginamos é muito certo: um extremo ou outro, seja para bem ou para mal. Mas, e se eu disser que o que vai acontecer com o mercado, a economia e a política nos próximos meses pode muito mais ser uma combinação de vários cenários intermediários sem um clímax? O nosso colunista Rodolfo Amstalden escreve sobre o que fazer com o dinheiro quando nada acontece. Recomendo muito a leitura!

Uma ótima noite para você!

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Mudou de ideia?

Elon Musk passa a recomendar cautela com o dogecoin às vésperas de sua participação no SNL

O bilionário, que já fez a moeda-meme disparar 60% com apenas um tweet, exibiu um alerta para as limitações do mercado de criptoativos

pandemia

Estudo aponta relação entre negacionismo de Bolsonaro e evolução da pandemia no Brasil

Segundo o levantamento, em cidades onde o presidente obteve mais de 50% dos votos no segundo turno das eleições de 2018, número de mortes foi 415% maior do que nos municípios onde ele perdeu o pleito

Insistência incomoda

Ex-presidente do BC Affonso Pastore acredita que ajuste parcial da Selic é insustentável

O economista defende o reconhecimento explícito de que a instituição perseguirá o ajuste integral da taxa básica de juros

Turbulência

Latam reduz prejuízo em 79% e anota perda de US$ 430,8 milhões no 1º trimestre

A receita operacional total da aérea foi de US$ 913,1 milhões no primeiro trimestre, queda de 61,2% sobre o mesmo período de 2020

Bitcoin popular

Goldman Sachs e Citibank anunciam novos investimentos em bitcoin

A ideia é tentar oferecer a maior variedade de serviços e evitar as oscilações, típicas e comuns no mundo das criptomoedas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies