Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2020-09-16T20:47:38-03:00
seu dinheiro na sua noite

A matinê dos Bancos Centrais

16 de setembro de 2020
20:47
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Hoje foi dia de matinê dupla no mercado financeiro. A chamada “super quarta” foi garantida com a decisão dos Bancos Centrais dos Estados Unidos e do Brasil sobre a taxa de juros.

O Federal Reserve foi a estrela da sessão de abertura, às 15h em ponto. O BC norte-americano cumpriu o script ao sinalizar que vai manter as taxas perto de zero por um longo período.

Mas quão longo? A maioria dos diretores do Fed espera a manutenção dos juros nos patamares atuais até 2023. O certo é que as taxas por lá não devem subir enquanto a inflação média não atingir a meta de 2% ao ano.

A primeira reação do mercado ao filme do Fed foi até positiva, mas não o suficiente para sustentar o Ibovespa no azul. O principal índice da B3 caiu 0,62% e voltou a ficar abaixo dos 100 mil pontos, mas o dólar também recuou.

Com a bolsa já fechada, os investidores compraram a pipoca para acompanhar a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a taxa de juros aqui no Brasil, que saiu logo depois das 18h.

O BC brasileiro também confirmou as expectativas ao colocar um ponto final ao ciclo de cortes com a Selic em 2% ao ano.

A grande dúvida agora é quanto tempo a taxa permanecerá no patamar mínimo da história, com as pressões fiscais e o repique da inflação no radar. Confira os detalhes da decisão do Copom e as pistas deixadas pelos diretores do BC.

EMPRESAS

 A Truxt Investimentos gostou do cãozinho na bolsa. A gestora se tornou acionista relevante da Petz, rede de pet shops que estreou na bolsa há menos de uma semana, e atingiu 7,14% de participação na companhia após o disputado IPO.

 Por falar em aumento de participação, a britânica Salic, maior acionista da Minerva Foods, elevou a fatia na companhia para 33,83%. O anúncio acontece em meio à notícia de que a empresa pode abrir o capital da subsidiária Athena na Nasdaq.

 A Vale quer bombar a sua produção de minério de ferro. A meta é alcançar 450 milhões de toneladas anuais no futuro. Não há data específica para chegar ao objetivo. Veja como a mineradora pretende chegar lá

 A startup Snowflake caiu nas graças dos investidores, ao saltar mais de 100% hoje na Nasdaq. A empresa foi capaz até mesmo de atrair Warren Buffett para o seu IPO, coisa rara de se ver. Saiba quanto já vale a empresa, com só um dia de mercado.

POLÍTICA E ECONOMIA

 Todas as maiores lideranças políticas do País testaram positivo para o novo coronavírus. Hoje foi a vez do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), confirmar que está com covid-19. Saiba onde ele pode ter contraído a doença.

O custo dos alimentos subiu e fez o IGP-10 subir junto. A inflação medida pelo índice avançou 4,34% em setembro, ante 2,53% em agosto. No ano, o IGP-10 acumula alta de 13,98%.

 A Semana do Brasil foi boa para o e-commerce. O segmento faturou R$ 2,3 bilhões, crescimento de 25% em relação ao mesmo período do ano passado. No entanto, em 2019, a alta havia sido mais forte em relação a 2018.

COLUNISTAS

 As supostas divergências entre Paulo Guedes e Jair Bolsonaro. O papel da sorte nos investimentos. O repique da inflação e o ritmo de retomada da economia. Na coluna de hoje, o Felipe Miranda traz os impactos para os seus investimentos em uma análise “3 em 1”.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

SD PREMIUM

Segredos da Bolsa: Semana promete ser agitada com Copom, IBC-Br, Biden e mais…

A semana promete ser agitada, com importantes indicadores no radar e a “mudança de guarda” nos Estados Unidos

Temos vacina!

Por unanimidade, Anvisa aprova uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford/AstraZeneca

Primeiros profissionais de saúde já foram vacinados em pronunciamento do governador de São Paulo, João Doria

Mais uma recomendação

Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford/AstraZeneca

Mais cedo, área técnica havia defendido aprovação da CoronaVac

Ainda falta...

Anvisa devolve pedido de uso emergencial da Sputnik

Laboratório russo não apresentou os requisitos mínimos para que o pedido de uso emergencial pudesse ser analisado pela agência

Quase lá

Área técnica da Anvisa recomenda uso emergencial da CoronaVac

Diretores da agência analisam pedidos de uso de vacinas. No momento, a área técnica ainda faz a apresentação. Em seguida, a relatora do tema, diretora Meiruze Freitas lerá seu voto, com os outros quatro diretores da agência votando depois

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies