Menu
Rodolfo Amstalden
Exile on Wall Street
Rodolfo Amstalden
Sócio-fundador da Empiricus e autor do Programa de Riqueza Permanente
2020-04-30T10:41:59-03:00
Exile on Wall Street

Zeitgeist

Em geral, os investidores mais experientes estão indignados, enquanto os mais novatos se mostram ansiosos, e até mesmo entusiasmados.

30 de abril de 2020
10:41
Ibovespa mercados queda
Imagem: Shutterstock

Nenhuma verdade pode curar um drawdown.

Tudo o que podemos fazer é superar este drawdown e aprender alguma coisa com ele.

Porém, isso nada adiantará para enfrentar o drawdown seguinte, que nos atingirá sem aviso.

Tendo experimentado cada detalhe da crise do subprime, em 2008, e do Fim do Brasil, em 2014, confesso que me sentia razoavelmente treinado para encarar o atual drawdown do coronavírus, por mais profundo que fosse.

Mas aí, justamente, se fez o desafio em novidade.

Existe um drawdown, e ele parece ser longo. Mas, até o momento, não demonstra profundeza.

Talvez a carência de sua profundidade epistemológica acabe refletindo na também parca profundidade de preços.

Se os investidores se negam a enxergar o impacto da recessão mundial e do caos político local, não há como a Bolsa cair muito.

A Bolsa não tem vontade própria, não se ajusta automaticamente, nem precifica expectativas racionais. Ela é apenas o espelho de uma geração, o zeitgeist.

E a geração atual demonstra certa insistência em devolver as coisas para como estavam antes, independentemente de os problemas terem sido efetivamente resolvidos.

Resolvê-los é adiá-los, diluir no tempo. Sempre podemos tomar emprestado das gerações em infinito mais um.

Veja, não estou falando que isso está certo ou está errado, não se trata de um juízo de valor. Sou um dos primeiros a ganhar quando a Bolsa sobe, qualquer que seja o motivo (ou a falta de motivo).

Estou apenas relatando como as coisas são. Ou melhor, como têm sido até o momento.

Você pode estar indignado com a frivolidade desta recuperação ou pode estar ansioso para o Ibovespa retomar os 100 mil pontos.

Em geral, os investidores mais experientes estão indignados, enquanto os mais novatos se mostram ansiosos, e até mesmo entusiasmados.

Tenho que alimentar esses dois investidores dentro de mim, em pé de igualdade.

O medo e a ambição, Apolo e Dionísio, a disciplina e a farra.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

DRAGÃO COM FOME

Comida pressiona inflação até o fim do ano, dizem analistas

Dólar em alta, oferta escassa por causa da entressafra e o auxílio emergencial estão provocando o aumento dos preços

CCR: Alerj recomenda retomar concessão de rodovia, mas governo é contra

Assembleia quer retomada da rodovia para reduzir tarifas, consideradas altas devido a irregularidades no contrato de concessão

TRETA

Maia e Alcolumbre criticam Salles após atrito com Ramos

Presidente da Câmara diz que ministro do Meio Ambiente resolveu destruir o próprio governo

SE PROTEJA

Títulos de renda fixa atrelados ao IPCA viram opção

Alta da inflação em outubro faz investidores e gestores avaliarem novas formas de proteção de patrimônio

SELEÇÃO DE NOTÍCIAS

BDR, bitcoin, shopping: o melhor do Seu Dinheiro na semana

O fim de semana chegou com uma notícia bastante esperada pelos investidores: a volta do Ibovespa ao patamar de 100 mil pontos. O principal índice da B3 foi impulsionado esta semana por dois acontecimentos. O primeiro deles foi o alívio das preocupações em torno do risco fiscal brasileiro, com políticos e governo demonstrando compromisso com a manutenção do teto de gastos. Outro tema foi a esperança de aprovação de um pacote de estímulos […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies