Menu
2020-11-13T11:38:02-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Mundo dos fundos

SPX mantém aposta de que BC terá de elevar Selic antes do esperado

Com R$ 35 bilhões em patrimônio, a gestora de Rogério Xavier manteve as posições tomadas na parte curta da curva de juros — ou seja, com a aposta de alta nas taxas

12 de novembro de 2020
11:51 - atualizado às 11:38
Rogério Xavier, sócio-fundador da SPX Capital
Rogério Xavier da SPX - Imagem: Leo Martins

O Banco Central sinalizou na última reunião do Copom que pretende manter a taxa básica de juros (Selic) nas mínimas históricas por um longo período para estimular a economia. Mas não convenceu a SPX Capital.

Com R$ 35 bilhões em patrimônio, a gestora de Rogério Xavier manteve as posições tomadas na parte curta da curva de juros — ou seja, com a aposta de alta nas taxas. Lembrando que o mercado já coloca hoje nos preços o risco de alta da Selic em 2021.

Leia também:

“Acreditamos que a pressão pela extensão do estado de calamidade pública em 2021 ou mesmo manobras criativas para financiar o Renda Brasil continuarão a pesar sobre o risco dos títulos públicos e sobre a curva prefixada”, escreveu a SPX em sua carta mensal aos investidores.

Nesse contexto, a gestora avalia que o BC terá uma tarefa árdua se quiser mesmo manter a Selic nos atuais patamares. Mas reconhece que pode encontrar certo alívio com o resultado das eleições americanas, teoricamente mais favorável para mercados emergentes.

Os ganhos no mercado de juros e moedas impulsionaram a rentabilidade do SPX Nimitz, o principal fundo da gestora, que rendeu 1,62% em outubro, contra 0,16% do CDI. No ano, o retorno acumulado é de 7,21%, contra 2,45% do indicador de referência.

Eleições nos EUA

Sobre o resultado das eleições nos Estados Unidos, com o cenário de vitória do democrata Joe Biden e Senado e Câmara divididos, a SPX reduziu a expectativa de aprovação de estímulo fiscal de US$ 4 trilhões para US$ 1 trilhão.

Com isso, a gestora também revisou a projeção de crescimento da economia norte-americana em 2021 de 5% para 4%. “Os republicanos, agora na oposição, devem retomar uma postura de maior austeridade fiscal, em contraponto a uma visão democrata mais benevolente com déficits fiscais.”

Principais posições

Além da aposta na alta dos juros no curto prazo, a SPX informou que está "seletivamente vendida" em moedas de países emergentes, mas não informa quais, nem se o real está entre elas.

Em bolsa, a gestora segue comprada em setores cíclicos nos Estados Unidos e seletivamente em empresas que foram negativamente impactadas pela pandemia. Na bolsa brasileira, os fundos possuem ações dos setores de utilities (serviços públicos), consumo e mineração contra o Ibovespa.

A SPX mantém ainda posições em metais preciosos, industriais e grãos e títulos de dívida de empresas de baixo risco (investment grade) nos EUA. Leia aqui a carta da SPX na íntegra.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

depois do fundo do poço

Na bolsa, Gol, Azul e CVC recuperam parte das perdas com pandemia

Avanço das vacinas empolgou o mercado todo, mas não basta para explicar o desempenho dos papéis ligadas ao setor de aviação

após atrasos

Petrobras vai concluir venda de oito refinarias em 2021, diz CEO

De acordo com o diretor de Comercialização e Logística, estatal poderá aumentar as exportações de petróleo bruto, mas a tendência é de que os novos donos das unidades adquiram a commodity no mercado interno

volta ao normal?

Aneel aprova retomada do sistema de bandeiras tarifárias a partir desta terça

Mecanismo havia sido suspenso em maio devido à pandemia do novo coronavírus, e a agência havia acionado a bandeira verde, sem cobrança de taxa extra, até o fim deste ano

seu dinheiro na sua noite

O doce novembro da bolsa

O que você considera uma boa rentabilidade mensal para os seus investimentos? Um retorno equivalente a oito vezes o que a renda fixa paga em um ano inteiro está de bom tamanho? Pois foi esse o ganho de quem investiu em novembro na bolsa — imaginando aqui a compra do BOVV11, um dos fundos que […]

Balanço do mês

Após disparada, bolsa é um dos melhores investimentos de novembro; dólar foi o pior

Bitcoin lidera o ranking, seguido do Ibovespa, que subiu mais de 15%; piores desempenhos ficaram por conta do dólar e do ouro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies