Menu
2020-01-17T08:01:42-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
O que mexe com os mercados?

Crescimento da China desacelera, mas preocupação é o dólar

PIB chinês apresenta menor ritmo de crescimento em 29 anos, mas npumeros do varejo e indústria surpreendem. No Brasil, o mercado procura pistas do que deve acontecer com a Selic

17 de janeiro de 2020
7:55 - atualizado às 8:01
dólar
Imagem: Shutterstock

O dia começa com os investidores digerindo os dados que chegam da China.

A guerra comercial fez o seu estrago e o PIB chinês apresentou o menor ritmo de crescimento em 29 anos ao marcar 6,1%. Já o varejo e indústria surpreenderam positivamente, indicando uma arrancada e resposta aos estímulos governamentais no final do ano.

As bolsas asiáticas fecharam em alta com os resultados positivos e colados na sequência de alta das bolsas americanas.

Os índices futuros na bolsa de Nova York seguem no azul, impulsionados pela visão de que o acordo comercial favoreceu a economia local. Ontem foi dia de mais recorde em Wall Street, com folêgo extra renovado pelos balanços corporativos positivos e fortes indicadores na economia.

Nos Estados Unidos, as bolsas podem ganhar ainda mais. estímulo para subir se os números da produção industrial e sentimento do consumidor vierem positivos.

Os bons ventos do exterior ajudam a impulsionar as bolsas europeias, que abrem no positivo.

Fantasma do câmbio

Mas por aqui a história é um pouco diferente. O mercado local tem apanhado dos indicadores econômicos, que estragam a festa dos investidores e mostram que a economia ainda não está no ritmo de crescimento desejado.

Depois de uma sequência de resultados decepcionantes, ontem foi dia do mercado respirar um pouco mais aliviado. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado a 'prévia' do PIB pelo BC, teve um crescimento de 0,18%. O número veio acima do esperado pelos analistas.

Mas não foi o suficiente para fazer o mercado brasileiro decolar. No fim do dia o índice marcava uma alta de 0,25%, aos 116.704,21 pontos.

E nessa toada, quem segue sofrendo é o dólar. A moeda americana só teve duas sessões de queda em 2020 e voltou a se aproximar da casa dos R$ 4,20.

Cotado a R$ 4,1902, as atenções agora se voltam para qual será o próximo passo do Copom. Os investidores retomam a divisão das apostas pelo caminho a ser tomado pela Selic, já que um novo corte pode pressionar ainda mais a divisa americana.

Hoje, a fala de Campos Neto ne Universidade de Miami entra no radar já que o mercado doméstico procura pistas sobre novos cortes ou o fim do ciclo. No começo da semana o presidente do Banco Central havia reafirmado que deve seguir com cautela na condução da política monetária.

Fique de olho

  • Bradesco foi multado pelo pagamento de previdência complementar de colaboradores. A medida foi considerada remuneração disfarçada.
  • Seguindo com o planejamento de diminuir sua participação no setor de gás natural, a Petrobras vai atuar como comercializadora do gás natural importado da Bolívia.
  • Lojas Renner irá propor em Assembleia a divisão de 50% dos resultados de 2019, em dividendos e juros sobre capital próprio.
  • Em operação de aumento de capital, as Lojas Americanas levantaram R$ 222,1 milhões.
  • JP Morgan vendeu 27 milhões de ações ordinárias da Marfrig e reduziu a sua participação para 4,88%.
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

varejo online

B2W tem alta de 56% nas vendas e diminui prejuízo, que chega a R$ 43,8 milhões

Linha final do balanço é 57% melhor do que há um ano, enquanto mercado falava em prejuízo de R$ 60 milhões no terceiro trimestre; receita teve alta de 58,5% no período

cardápio de balanços

Suzano, Fleury e Totvs: os balanços que mexem com o mercado nesta sexta

São empresas cujas ações fazem parte da carteira teórica do Ibovespa – ou seja, os resultados das companhias ajudam a calibrar o índice

Sucessão no bancão

Milton Maluhy Filho será o novo presidente do Itaú Unibanco

Maluhy tem 44 anos e ingressou no Itaú em 2002. Após passar por diversas funções, o executivo ocupa o cargo de vice-presidente da área de riscos e finanças do maior banco privado brasileiro.

Big Techs

Resultados de Facebook, Google, Amazon, Twitter e Apple mexem com o mercado; veja números

Apesar dos resultados estarem bastante acima do esperado pelos analistas, as ações de algumas das gigantes caíram no pós-mercado em NY

Rombo

Governo Central tem déficit de R$ 76,1 bilhões em setembro

O resultado, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, sucede o déficit de R$ 96,096 bilhões de agosto.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies