Menu
2020-05-18T18:21:12-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Altas e baixas

Azul, CVC, Gol e exportadoras: os destaques do Ibovespa nesta segunda-feira

A perspectiva de desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus e o possível reaquecimento do setor de viagens impulsionou as ações de Azul, CVC e Gol. As exportadoras caíram com o alívio no dólar

18 de maio de 2020
15:36 - atualizado às 18:21
Avião Airbus A320 Neo operado pela Azul Linhas Aéreas
Avião Airbus A320 Neo operado pela Azul Linhas Aéreas - Imagem: Shutterstock

O Ibovespa e as demais índices acionários globais tiveram uma sessão bastante positiva nesta segunda-feira (18), sustentados pelo clima mais otimista que tomou conta dos investidores desde o início do dia. E, por aqui, as ações da Azul, da CVC e da Gol — todas ligadas ao setor de viagens — despontaram entre as maiores altas da sessão.

Um dos motores para esse bom desempenho das bolsas mundiais foi o avanço num possível tratamento contra o coronavírus. A Moderna, empresa americana de biotecnologia, anunciou mais cedo que todos os 45 voluntários que participaram dos testes com uma nova vacina que está em desenvolvimento produziram anticorpos que podem ajudar na proteção contra a doença.

A notícia fez as ações da Moderna dispararem em Wall Street e injetou confiança nos investidores quanto a uma solução para a pandemia. E essa possibilidade acabou impulsionando o setor aéreo e de viagens, um dos mais impactados pelo surto global e coronavírus.

Com as restrições impostas à circulação de pessoas e o fechamento das economias de boa parte do mundo, a demanda por viagens caiu drasticamente — e a perspectiva de manutenção de algumas medidas de distanciamento social por tempo indeterminado impede que o setor de turismo vislumbre uma recuperação no médio e longo prazo.

Assim, caso uma vacina de fato seja desenvolvida, boa parte dessa incerteza se dissiparia: a imunização contra o coronavírus dispensaria a necessidade de medidas de isolamento e distanciamento por um período prolongado, reaquecendo o mercado de viagens.

Considerando toda essa linha de pensamento, vimos Azul PN (AZUL4) disparando 29,87% hoje, a R$ 14,39 — os papéis da companhia aérea recuavam mais de 80% no acumulado do ano até o fechamento de sexta-feira (15). CVC ON (CVCB3) subiu 19,24% e Gol PN (GOLL4) teve ganho de 14,46%.

As ações da Azul e da Gol ainda tiveram um incentivo extra nesta segunda-feira: a queda de mais de 2% do dólar à vista, a R$ 5,7206. E isso porque as companhias aéreas são particularmente sensíveis às oscilações cambiais, dada a dolarização de boa parte de suas dívidas.

Além disso, boa parte dos custos e despesas das aéreas também é denominada em moeda americana: gastos com combustível de aviação e manutenção de aeronaves variam de acordo com a cotação do dólar — assim, por mais que o lado operacional das empresas esteja longe da capacidade máxima, os custos podem oscilar para cima caso o câmbio seja pressionado.

Exportadoras em baixa

Se o alívio no dólar ajudou as companhias aéreas, ele atrapalhou as exportadoras: ações de empresas que vendem ao exterior — como papeleiras e frigoríficos — apareceram na ponta negativa do Ibovespa nesta segunda-feira.

Minerva ON (BEEF3), em baixa de 9,94%, liderou as perdas do Ibovespa, seguida por Suzano ON (SUZB3), em queda de 8,55%; Klabin units (KLBN11), com baixa de 7,96%; Marfrig ON (MRFG3), com recuo de 6,62%; e JBS ON (JBSS3), com desvalorização de 6,60%.

Vale ressaltar, no entanto, que essas ações subiram bastante nos últimos dias, pegando carona na valorização recente do dólar — na lista acima, apenas JBS ON não tem desempenho positivo em maio. Assim, a baixa de hoje foi mais uma realização de lucros do que uma mudança de perspectiva em relação às exportadoras.

Os papéis da Marfrig ainda tiveram um segundo fator de influência: a empresa divulga seus resultados financeiros hoje, depois do fechamento dos mercados — veja aqui o que esperar dos números.

Top 5

Confira abaixo as cinco maiores altas do Ibovespa nesta segunda-feira:

CÓDIGONOMEPREÇO (R$)VARIAÇÃO
AZUL4Azul PN14,39+29,87%
CVCB3CVC ON12,58+19,24%
BRKM5Braskem PNA26,95+14,97%
GOLL4Gol PN12,43+14,46%
MRVE3MRV ON15,48+13,82%

Veja também as cinco maiores baixas do índice:

CÓDIGONOMEPREÇO (R$)VARIAÇÃO
BEEF3Minerva ON12,96-9,94%
SUZB3Suzano ON41,18-8,55%
KLBN11Klabin units20,00-7,96%
MRFG3Marfrig ON13,11-6,62%
JBSS3JBS ON21,79-6,60%

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

O melhor do seu dinheiro

MAIS LIDAS: Cogna, o trade da moda, virou pó

Um trade da moda chamou a atenção recentemente: as opções de compra (call) de Cogna, a antiga Kroton. O papel atraiu diversas pessoas físicas e movimentou as discussões nas redes sociais. Para quem não está familiarizado com investimento em opções, basicamente a ideia neste caso era pagar um valor para ter o direito de compra […]

Popularidade em alta

Para 47%, Bolsonaro não tem nenhuma culpa por mortes relacionadas à Covid-19

Quase metade dos brasileiros, 47%, considera que o presidente Jair Bolsonaro não tem culpa pelos óbitos relacionados à Covid-19 no Brasil, segundo pesquisa Datafolha divulgada neste sábado, 15, pelo jornal Folha de S. Paulo. Os que acham que Bolsonaro tem responsabilidade somam 52%. A pesquisa foi feita por telefone com 2.065 brasileiros adultos que têm […]

Popularidade recorde

Eurasia aponta que chances de impeachment de Bolsonaro caem para 10%

Melhora na popularidade do presidente Jair Bolsonaro reduz as chances, que já eram remotas, de um impeachment, segundo avaliação da consultoria de risco político.

Contaminação

Setor vê jogada comercial da China em notícia sobre frango com Covid-19

Embora a China não deva anunciar embargo à carne do Brasil, a divulgação já prejudicou o produto nacional. Segundo fontes, podem haver motivos políticos e comerciais envolvidos.

MEDO DE PERDER DINHEIRO FAZ BEM

As vantagens de ser um investidor covarde

Você tem que ter medo. O excesso de confiança é muito perigoso. O Bobby Axelrod fala isso em um episódio do Billions: ‘eu sinto o gosto do medo na garganta, eu não quero ficar pobre

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements