Menu
2019-04-05T15:50:36-03:00
Estadão Conteúdo
Reflexo da recuperação lenta

Varejo em SP sobe 7,4% em março ante fevereiro, revela ACSP

Resultado ficou aquém do esperado pelo ritmo lento da recuperação econômica em função do recuo na confiança do consumidor, do moroso crescimento da massa salarial e do enfraquecimento da indústria que têm afetado o mercado de trabalho

2 de abril de 2019
10:13 - atualizado às 15:50
Varejo
Varejo -

As vendas do comércio varejista na capital paulista registraram queda média de 4,4% em março em relação ao mesmo mês de 2018, conforme a Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Entretanto, na comparação com fevereiro, houve crescimento de 7,4% e de 1,1% no acumulado deste ano até março.

De acordo com o levantamento divulgado nesta terça-feira, 2, o recuo registrado em março ante o mesmo mês do ano passado foi puxado tanto pelas vendas a prazo (-5,8%) quanto pela modalidade à vista (-2,9%). Conforme o economista da ACSP Marcel Solimeo, dois efeitos de calendário explicam o movimento: o dia útil a menos no terceiro mês de 2019 e a data móvel do carnaval (que em 2018 foi comemorado em fevereiro e, neste ano, em março). O evento é considerado uma data comercial fraca para o varejo, diz.

A despeito da alta de 1,1% na média deste ano, excluindo os efeitos sazonais como o carnaval, o economista afirma que o resultado ficou aquém do esperado. Segundo ele, o ritmo lento da recuperação econômica em função do recuo na confiança do consumidor, do moroso crescimento da massa salarial e do enfraquecimento da indústria têm afetado o mercado de trabalho.

Da mesma forma, a expansão de 7,4% das vendas em março no confronto com fevereiro deixou a desejar, já que, conforme a ACSP, o padrão médio vai de 10% a 15% no período. Nesta base de comparação, as vendas a prazo saltaram 15,9% influenciadas pela base fraca de fevereiro, enquanto as à vista cederam 1,2%.

Solimeo explica que o consumidor aproveitou para comprar itens de maior valor parcelados na Black Friday no final de 2018 e nas liquidações de janeiro de 2019, derrubando as vendas a crédito em fevereiro.

A expectativa da ACSP é que as vendas ganhem força assim que as reformas forem aprovadas, em especial a da Previdência, para que o Banco Central (BC) possa reduzir mais a taxa básica de juros e flexibilizar a política monetária.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

em brasília

Mourão diz que parte dos assessores de Bolsonaro distorce fatos

Vice-presidente afirmou nesta sexta-feira que existe “certa incompreensão” no seu relacionamento com o chefe do Executivo

seu dinheiro na sua noite

Free Solo: Ibovespa escala para perto da marca histórica

Com imagens de tirar o fôlego, o extraordinário documentário Free Solo conta a preparação do alpinista Alex Honnold para chegar ao topo do El Capitan, uma parede rochosa com quase 1000 metros de altura. Detalhe: a escalada é feita sem equipamentos de segurança. O filme vencedor do Oscar está disponível no Disney Plus. Mas quem não é […]

Respiro

E-commerce fatura R$ 7,72 bilhões com Black Friday e Cyber Monday em 2020

O valor representa aumento de 27,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

fechamento dos mercados

Ibovespa engata 5ª semana seguida de alta com Petrobras, Vale e aéreas

Índice local de ações não tinha sequência tão longa de ganhos semanais desde dezembro de 2019; dólar mantém trajetória de queda e juros longos se descomprimem de novo

duas semanas depois

Carrefour anuncia que vai deixar de usar seguranças terceirizados

Anúncio é uma resposta ao assassinato de João Alberto de Freitas – homem negro que foi espancado por seguranças de uma unidade do Carrefour em Porto Alegre

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies