🔴 AÇÃO QUE JÁ DISPAROU 1.200% E AINDA ESTÁ BARATA – VEJA QUAL

Estadão Conteúdo
Reflexo da recuperação lenta

Varejo em SP sobe 7,4% em março ante fevereiro, revela ACSP

Resultado ficou aquém do esperado pelo ritmo lento da recuperação econômica em função do recuo na confiança do consumidor, do moroso crescimento da massa salarial e do enfraquecimento da indústria que têm afetado o mercado de trabalho

Estadão Conteúdo
2 de abril de 2019
10:13 - atualizado às 15:50
Varejo
Varejo -

As vendas do comércio varejista na capital paulista registraram queda média de 4,4% em março em relação ao mesmo mês de 2018, conforme a Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Entretanto, na comparação com fevereiro, houve crescimento de 7,4% e de 1,1% no acumulado deste ano até março.

De acordo com o levantamento divulgado nesta terça-feira, 2, o recuo registrado em março ante o mesmo mês do ano passado foi puxado tanto pelas vendas a prazo (-5,8%) quanto pela modalidade à vista (-2,9%). Conforme o economista da ACSP Marcel Solimeo, dois efeitos de calendário explicam o movimento: o dia útil a menos no terceiro mês de 2019 e a data móvel do carnaval (que em 2018 foi comemorado em fevereiro e, neste ano, em março). O evento é considerado uma data comercial fraca para o varejo, diz.

A despeito da alta de 1,1% na média deste ano, excluindo os efeitos sazonais como o carnaval, o economista afirma que o resultado ficou aquém do esperado. Segundo ele, o ritmo lento da recuperação econômica em função do recuo na confiança do consumidor, do moroso crescimento da massa salarial e do enfraquecimento da indústria têm afetado o mercado de trabalho.

Da mesma forma, a expansão de 7,4% das vendas em março no confronto com fevereiro deixou a desejar, já que, conforme a ACSP, o padrão médio vai de 10% a 15% no período. Nesta base de comparação, as vendas a prazo saltaram 15,9% influenciadas pela base fraca de fevereiro, enquanto as à vista cederam 1,2%.

Solimeo explica que o consumidor aproveitou para comprar itens de maior valor parcelados na Black Friday no final de 2018 e nas liquidações de janeiro de 2019, derrubando as vendas a crédito em fevereiro.

A expectativa da ACSP é que as vendas ganhem força assim que as reformas forem aprovadas, em especial a da Previdência, para que o Banco Central (BC) possa reduzir mais a taxa básica de juros e flexibilizar a política monetária.

Compartilhe

OFERTA DE BONDS

Jack Ma em apuros? Ação da dona do AliExpress cai forte em meio a rumores de que gigante do e-commerce precisaria levantar US$ 5 bilhões

23 de maio de 2024 - 12:19

Segundo a Bloomberg, a varejista estaria cogitando uma emissão bilionária de títulos de dívida (bonds) para levantar capital; entenda

BOM OU MAL?

Oncoclínicas (ONCO3) fará aumento de capital de R$ 1,5 bilhão — CEO e banco garantem operação; ações sobem quase 20%

23 de maio de 2024 - 10:09

A empresa afirma que os recursos levantados com o aumento de capital serão destinados à melhora da posição em caixa e redução da alavancagem financeira da companhia

MAIS DINHEIRO NO BOLSO

Nvidia anuncia alta de 150% nos dividendos e desdobramento de ações após trimestre com recorde de receita e salto no lucro

22 de maio de 2024 - 18:13

Os proventos passarão de US$ 0,04 por ação para R$ 0,10 por papel ordinário. Mas, como a companhia fará um desdobramento de ações, esse valor ainda será ajustado

GIGANTE DA IA

Lucro da Nvidia salta mais de 600%, receita bate recorde e ações disparam; confira os destaques do balanço da empresa

22 de maio de 2024 - 17:36

A gigante da Inteligência Artificial conseguiu ultrapassar as projeções já elevadas dos analistas e entregou números acima do previsto

DEDO GORDO

Citigroup é multado em mais de R$ 400 milhões — e tudo por causa do potencial erro de digitação de um trader de ações 

22 de maio de 2024 - 15:27

Os reguladores do Reino Unido aplicaram uma multa combinada de 62 milhões de libras por falhas nos sistemas de negociação em maio de 2022

PRETENDENTE INSISTENTE

BHP eleva oferta de megafusão com a Anglo American para quase US$ 50 bilhões — mas proposta é rejeitada de novo

22 de maio de 2024 - 14:39

Menos de duas semanas após a segunda tentativa, a BHP aumentou a proposta de aquisição em cerca de 17%, para US$ 49,87 bilhões

NOVOS TERMOS

Petrobras (PETR4) recebe sinal verde do Cade para cancelar vendas e manter cinco refinarias no portfólio

22 de maio de 2024 - 14:16

O acordo põe fim a obrigação de alienação de oito refinarias — incluindo três unidades já vendidas — que havia sido acertada entre o Cade e a Petrobras durante a gestão de Jair Bolsonaro

FABRICANTE DE CHIPS

É hoje! Veja o que analistas esperam do balanço da Nvidia: crescimento da gigante da Inteligência Artificial perdeu vapor?

22 de maio de 2024 - 11:02

Dados consensuais da Bloomberg apontam para uma expectativa de crescimento de 400% do lucros em comparação ao trimestre imediatamente anterior

O boi Subiu no telhado?

Sinal vermelho para a Minerva (BEEF3): autoridade uruguaia barra compra de plantas de abate da Marfrig (MRFG3) no país

21 de maio de 2024 - 18:38

O negócio faz parte de uma transação de R$ 7,5 bilhões anunciada em agosto do ano passado; Minerva deve recorrer da decisão

LUCHA LIBRE DAS FINTECHS

Como o Mercado Livre (MELI34) pretende enfrentar o Nubank em disputa pelo mercado do México

21 de maio de 2024 - 17:26

O Mercado Pago está em busca de uma licença bancária para se estabelecer como “o maior banco digital do México”, em uma briga direta com o Nu

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar