Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-11-20T10:07:27-03:00
Estadão Conteúdo
mudança de postura

Pela primeira vez desde 2002, UE não obriga países membros a reduzir dívida

Em vez disso, entidade procura incentivar alguns deles a ampliar gastos para ajudar a economia

20 de novembro de 2019
10:07
Contas
Contas - Imagem: Shutterstock

Pela primeira vez desde 2002, a Comissão Europeia - braço executivo da União Europeia (UE) - não está tomando medidas legais contra quaisquer de seus países membros em função de dívidas ou déficits orçamentários elevados e, em vez disso, procura incentivar alguns deles a ampliar gastos para ajudar a economia.

A comissão disse nesta quarta-feira que oito países da UE estão sujeitos a ficarem bem aquém das metas do bloco de atingir um déficit orçamentário abaixo de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) e dívida em torno de 60% do PIB.

Esses países, que incluem Espanha, França, Bélgica e Itália, não aproveitaram suficientemente os tempos de prosperidade econômica para sanear suas finanças públicas, segundo avaliação da comissão.

"Isso é preocupante porque níveis de endividamento muito elevados limitam a capacidade de responder a choques econômicos e pressões do mercado", comentou Valdis Dombrovskis, vice-presidente da comissão.

Apesar disso, a comissão não está agindo legalmente para obrigar integrantes do bloco a controlar suas finanças. A última iniciativa neste sentido foi contra a Itália, cujo governo ampliou gastos fortemente apesar de sua dívida gigantesca.

A comissão também encorajou hoje países com finanças em ordem, particularmente Alemanha e Holanda, a gastar mais. Com a desaceleração da economia da zona do euro, especialistas dizem que os governos precisam aumentar investimentos.

Nos últimos meses, o Banco Central Europeu (BCE) vem defendendo a ampliação de estímulos fiscais. Em setembro, o BCE revelou um abrangente pacote de estímulos monetários, mas também apontou a necessidade de que os governos façam a sua parte no âmbito fiscal. Fonte: Associated Press.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

NOTA DE PESAR

Quem foi Armando Klabin, responsável por conduzir companhia ao ramo de embalagens

Presidente do conselho de administração da Klabin faleceu ontem, no Rio de Janeiro, aos 89 anos

Coluna do jojo

Bolsa hoje: as idas e vindas da taxa de juros

Confira os principais destaques que movimentam os mercados no Brasil e no exterior

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro abre em alta após ‘Super Quarta’ e dólar recua; saiba o que movimenta a bolsa hoje

A ‘Super Quarta’ trouxe um novo capítulo para o tapering e movimentar os negócios, mas os juros no Brasil devem ter impacto limitado no pregão de hoje

O melhor do seu dinheiro

A prova de fogo dos investimentos em renda fixa, Bolsas depois da ‘Super Quarta’ e outros destaques que mexem com seu dinheiro

Antes de pensar em ficar rico com investimentos, é preciso pensar no dia de amanhã. Então é fundamental reservar uma parcela do seu patrimônio para constituir uma reserva de emergência. Trata-se daquele dinheiro que você pode resgatar a qualquer momento para um caso de necessidade. Por isso mesmo, deve ficar em aplicações conservadoras e com […]

Efeitos da pandemia

Câmara aprova isenção de Imposto de Renda para pessoas com sequelas pela covid-19

Caso o projeto seja sancionado, caberá ao Ministério da Saúde estabelecer os critérios de caracterização, bem como as condições para a manutenção dos benefícios

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies