Menu
2019-10-14T14:15:09-03:00
Estadão Conteúdo
Quem disse que acabou?

Modelo de privatização da Sabesp não foi descartado, diz secretário de SP

Para Marcos Penido, o principal tema para o avanço do processo de venda da Sabesp atualmente é o marco regulatório do setor

14 de junho de 2019
16:05 - atualizado às 14:15
Sabesp
Imagem: Shutterstock

Apesar de destacar apenas a capitalização da Sabesp durante evento nesta sexta-feira, em São Paulo, o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Marcos Penido, afirmou que o modelo de privatização não foi descartado.

"Não é que foi descartada (a privatização). Nossa primeira visão é a questão da capitalização, para mudar o patamar da Sabesp, transformá-la numa holding. Não se descarta uma privatização e uma empresa forte. A partir de quando se criar a holding, se aumenta a capacidade de investimento, ela passa a ser mais atrativa", afirmou, durante evento promovido pelo Lide, na manhã desta sexta-feira, 14.

Segundo Penido, hoje o principal tema para o avanço do processo é o marco regulatório do setor. "Estamos aguardando aprovação", disse. Conforme o secretário, o modelo de capitalização se mostra hoje mais viável, mais seguro, mas tal visão não fecha a porta para uma privatização "no momento mais viável, que for mais vantajoso", disse.

Ainda conforme o secretário, o grupo de trabalho está estudando a questão da Sabesp junto do conselho e trabalham todas as hipóteses.

Penido destacou que o grande balizador do processo envolvendo a Sabesp será a aprovação do marco legal. "PL foi aprovado no Senado e em revisão na câmara. Esse vai ser o grande balizador e o norte que vai definir inclusive a finalização da modelagem e prazos previstos", disse.

Questionado sobre como o governo pretende proceder com a capitalização, se seria por diluição da participação, disse que tudo vai ser definido na modelagem. "Valor do investimento depende justamente do que virá no fechamento do marco regulatório", afirmou.

O Secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo reforçou que, após a capitalização, a Sabesp terá capacidade para não só atuar em São Paulo, mas auxiliar outros agentes.

"Ela tem capacidade para não só atuar no Estado de São Paulo, como também vir ajudar a blocos em outros locais e levar essa expertise para o Brasil, cuidando desse ponto que é frágil no País. Só 40% da população tem esgoto tratado", disse.

Segundo Penido, este é um momento oportuno para que a empresa saia do patamar que está e passe a vir a ser uma empresa ainda maior e consiga elevar o potencial de investimento.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

13 notícias para começar o dia bem informado

Pode parecer que a frase a seguir tenha uma contradição, mas é isso mesmo. A renda fixa deu uma boa chacoalhada nos últimos dias. O mau humor dos mercados com a possível pedalada fiscal do programa Renda Cidadã esticou os juros futuros. Para Alfredo Menezes, CEO da Armor Capital e ex-diretor da Tesouraria do Bradesco, […]

CRISE PESADA

Desemprego é recorde e pode piorar

Total de postos extintos supera os 11,5 milhões e taxa de desemprego no trimestre até julho é a pior da série histórica da Pnad

esquenta dos mercados

Otimismo com novo pacote de estímulo nos Estados Unidos anima bolsas globais

No Brasil, os investidores seguem atentos ao noticiário em Brasília e nas novidades envolvendo a forma de financiamento do Renda Cidadã

DINHEIRO NO BOLSO

SulAmérica vai pagar R$ 75 milhões em JCP aos acionistas

Valores estão previstos para serem pagos a partir de 16 de abril de 2021, em uma parcela única

OFERTA NA BOLSA

Natura anuncia oferta global de ações de R$ 6,2 bilhões

Empresa quer levantar recursos para acelerar o crescimento nos próximos três anos e reduzir o endividamento em dólar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements