Menu
2019-02-01T12:50:43-02:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Renda Fixa

Investimento em LCA pode ficar mais atrativo

CMN libera condições de aplicação da LCA, assim bancos e produtores poderão pactuar livremente condições do produto, podendo resultar em taxas maiores para o investidor

31 de janeiro de 2019
18:51 - atualizado às 12:50

O investimento em Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) pode ficar mais atrativo depois de uma determinação do Conselho Monetário Nacional (CMN). Para o investidor, o grande atrativo desse tipo de papel de renda fixa é a isenção do Imposto de Renda.

O objetivo da LCA é direcionar recursos para o agronegócio. Pela estrutura do produto, do montante captado, 35% têm de ser direcionado aos produtores. Desse percentual, uma fatia de 40% tinha de ser destinada a operações com juros de até 8,5% ao ano.

Agora, essa fatia de 40% que tinha juro tabelado foi extinta, ampliando o volume de recursos que terão livre pactuação entre as partes.

Até então, sempre o banco queria fazer uma emissão de LCA ele tinha de garantir uma parcela da carteira de risco menor para se enquadrar nessa fatia de juros até 8,5%. Agora, a instituição poderá desenhar diferentes emissões de LCA com distintas relações de risco e retorno, o que pode resultar em papéis com taxas maiores de retorno para o investidor. Atualmente as taxas médias das LCAs rondam os 10% ao ano. O estoque de LCA está na casa dos R$ 150 bilhões.

Segundo o chefe do Departamento de Regulação do Banco Central (BC), Cláudio Filgueiras, a expectativa é de que a emissão de LCAs aumente com essa liberação, elevando, também, o financiamento ao agronegócio. “Essa liberação dará mais fluidez ao papel”, disse.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Mudanças

BB confirma Ieda Cagni para presidência do Conselho de Administração

Nesta quarta-feira, foi realizada a primeira reunião do novo Conselho do Banco do Brasil. Na ocasião, os membros eleitos na assembleia definiram os ocupantes dos cargos de presidente e vice-presidente do colegiado.

Seu Dinheiro na sua noite

A receita do dr. Copom: +0,75 ponto de Selic na veia

O Copom cumpriu as expectativas e aumentou a Selic ao nível de 3,5%. No entanto, o comunicado trouxe algumas surpresas

Ficou para 31 de maio

Bolsonaro veta novo adiamento de prazo para entrega do Imposto de Renda

O presidente aceitou a recomendação feita pelo Ministério da Economia, que previa um impacto negativo na arrecadação da União e estados com uma nova data

Mudança nos juros

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom

Veja o que ficou igual e o que mudou na decisão do Copom a respeito da taxa Selic, elevada ao patamar de 3,5% ao ano

CRYPTO NEWS

O mercado está cheio de bitcoin, mas as prateleiras estão vazias

O fluxo de saída da criptomoeda mais famosa das exchanges é algo inédito deste ciclo e pode representar a falta do ativo nas exchanges de cripto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies