Menu
2019-04-03T18:13:46-03:00
Estadão Conteúdo
Inquietação na tropa

Reestruturação de carreira militar provoca divisão entre cúpula e base

Ministério da Defesa precisou se mobilizar ontem para negar que apenas a alta cúpula será atendida pelo texto apresentado

19 de março de 2019
11:58 - atualizado às 18:13
Militares
Militares - Imagem: Shutterstock

A divulgação da proposta em estudo pelo governo de reestruturação da carreira militar gerou inquietação na tropa e obrigou o presidente Jair Bolsonaro e a cúpula das Forças Armadas a agir para acalmar os ânimos dos militares de patentes inferiores, que se sentiram prejudicados. O texto deve ser apresentado ao Congresso até amanhã no mesmo pacote da reforma da Previdência da categoria.

Durante o fim de semana circularam por grupos de WhatsApp de militares várias versões da proposta. A temperatura das discussões se elevou porque uma delas sugere a criação de gratificações somente para oficiais de alta patente pela participação em cursos de habilitação militar, sem contemplar sargentos e suboficiais.

"Um general praticamente dobra o salário. Aí, vocês vão olhar o porcentual dos demais... Deixaram na mão dos generais, e eles decidiram", escreveu um suboficial em um dos grupos aos quais o jornal O Estado de São Paulo teve acesso.

O Ministério da Defesa precisou se mobilizar ontem para negar que apenas a alta cúpula será atendida. O próprio presidente utilizou seu Twitter no domingo para tentar acalmar a tropa. "Possíveis benefícios, ou sacrifícios, serão divididos entre todos, sem distinção de postos ou graduações", escreveu.

A reestruturação da carreira - com reajustes, aumento no bônus para ir para reserva e incremento das gratificações por qualificações - é uma exigência dos militares para serem incluídos na reforma da Previdência.

Bombeiro

Dois integrantes do Alto Comando do Exército, os generais Ramos Baptista, comandante militar do Sudeste, e Geraldo Miotto, comandante militar do Sul, também foram para o Twitter atuar como bombeiros.

"É importante destacar que as distorções e inverdades que estão sendo divulgadas nos grupos de WhatsApp são, na maioria, em relação ao Plano de Reestruturação da Carreira Militar, que está buscando melhorias para as Praças e para os Oficiais! Exército único e indivisível!!!", publicou o general Ramos. "Não vão conseguir nos dividir!!! Estamos juntos na mesma trincheira !!!", reforçou o general Miotto, às 6h57, antes de o expediente começar.

O ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, também entrou no circuito. Ele convocou os comandantes militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica para uma reunião, ainda pela manhã dessa segunda-feira, 18, em seu gabinete. Discutiram a estratégia de atuação para reduzir a temperatura na caserna.

Pelo País afora, comandantes de tropas foram orientados a se reunir com os graduados e reiterar o discurso que jamais agiram em benefício de uns em detrimento de outros.

Subtenente do Exército, o deputado Hélio Bolsonaro (PSL-RJ), um dos parlamentares mais próximos de Bolsonaro, gravou um vídeo dizendo que esteve no Ministério da Defesa por mais de três horas: "Jair Bolsonaro vai atualizar a proposta e vamos sair ganhando".

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

pandemia

Covid-19: Brasil passa das 210 mil mortes causadas pela pandemia

Nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde registraram 452 óbitos pela covid-19

seu dinheiro na sua noite

Antes tarde do que mais tarde

Com o uso emergencial de duas vacinas contra o coronavírus aprovado no Brasil, ainda que com muito atraso em relação a outros países (incluindo emergentes), o brasileiro pode enfim vislumbrar a possibilidade de um retorno à vida normal. Está certo que ainda vai demorar, e provavelmente veremos o resto do mundo voltar à normalidade, enquanto […]

Fechamento

Vacina empolga, mas incertezas ainda são muitas e limitam os ganhos do Ibovespa; dólar fica estável

Embora o início da vacinação tenha criado um princípio de euforia, as incertezas ainda são muitas e nublam o cenário

atenção, acionista

Itaúsa anuncia o pagamento de juros sobre capital próprio adicionais

Base do pagamento é a posição acionária final do dia 22 de janeiro; provento tem retenção de 15% de imposto de renda na fonte, resultando em juros líquidos de R$ 0,01768 por ação

insatisfações com a estatal

Petrobras sai em defesa de sua política de preços

Estatal listou uma série de respostas para justificar eventuais aumentos concedidos ou que possam vir a ser feitos este ano, diante de preços de petróleo em franca recuperação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies