Menu
2019-07-11T21:41:32-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Olha a reforma

Maia reabre sessão e deputados votam destaques da Previdência

Deputados já aprovaram mudança no cálculo de benefício das mulheres. Ainda há outras 14 propostas de mudança no texto

11 de julho de 2019
18:14 - atualizado às 21:41
Maia Previdência
Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Demorou, mas o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), retomou a sessão que vai avaliar os destaques à reforma da Previdência, que teve seu texto-base aprovado na noite de ontem, por 379 votos a 131. A sessão abriu por volta das 17h30 e os deputados já votaram e derrubaram o tradicional pedido de retirada de pauta por 339 votos a 75. Agora acontece a análise das emendas e destaques.

Maia pediu aos deputados que querem aprovar a reforma para que não ataquem a oposição em temas que não sejam a Previdência, para evitar mais dificuldades em avançar na votação.

Além dele, pela manutenção da pauta do dia, falou o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), que foi relator da reforma da Comissão Especial.

Segundo Moreira, é preciso ficar muito atendo, pois alguns dos destaques apresentados poderão destruir a estrutura da reforma. “Precisamos ficar muito atentos”, disse.

Para o relator, se comprometer com benefícios impagáveis e sem orçamento é demagogia.

Moreira também falou, mais de uma vez, em construir a votação de destaques via entendimento para avançar na votação da reforma.

Emendas e destaques

Os parlamentares debateram e aprovaram por 344 a 132 a emenda aglutinativa número 5, apresentada pela bancada do DEM, que busca mudar o cálculo da aposentadoria para as mulheres. Ainda há outro pedido semelhante a ser avaliado.

Pelo texto-base da reforma, com 20 anos de contribuição, o benefício será de 60% da média salarial de contribuição, subindo dois pontos porcentuais para cada ano a mais de trabalho. A bancada feminina negociou para que a regra dos dois pontos seja aplicada a partir dos 15 anos de contribuição para as mulheres, já que, para elas, a reforma prevê que o tempo mínimo de contribuição é de 15 anos, e não 20, como no caso dos homens.

O segundo destaque em análise, de número 95, da bancada do PSB tratava sobre exigências para contribuição mínima. O pedido foi rejeitado por 334 votos a 155 votos. Ainda restam 14 propostas a serem avaliadas.

A ideia do presidente da Câmara é levar a sessão adiante até encerrar as emendas e destaques e fazer a votação da proposta em segundo turno amanhã.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

atenção, acionista

Itaú Unibanco anuncia pagamento de juros sobre capital próprio

Segundo a empresa, os valores serão pagos com base na posição acionária do dia 10 de dezembro

seu dinheiro na sua noite

Um zero a zero para se comemorar

O gol é um detalhe. A frase atribuída a Carlos Alberto Parreira representa um marco do estilo considerado retranqueiro do ex-técnico da seleção brasileira. Ainda que Parreira negue a afirmação, o fato é que o Brasil sagrou-se campeão da Copa de 1994 sob o comando do técnico depois de um empate por zero a zero […]

separação em curso

Conselho de administração do Itaú aprova criação da Newco, dona de parte da XP

Cisão ainda precisa ser aprovada pelos acionistas, e caso isso aconteça, eles vão passar a deter participação também na Newco

fechamento dos mercados

Ibovespa perde ímpeto sem NY, mas consegue fechar em leve alta aos 110 mil pontos

Índice acionário estendeu sequência de altas em sessão de marasmo por liquidez reduzida. Embate entre Guedes e Campos Neto realça questão fiscal, mas juros recuam com leilão do Tesouro

eleição em são paulo

Empresários e investidores entregam manifesto a favor da candidatura de Boulos

Candidato é tratado como empreendedor social e, em conversas reservadas, o MTST é comparado a uma startup de sucesso

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies