🔴 +35 RECOMENDAÇÕES DE ONDE INVESTIR EM MARÇO – VEJA GRATUITAMENTE

Cotações por TradingView
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Metas para o novo ano

Juntar dinheiro é a maior meta financeira para o próximo ano, segundo estudo da CNDL

Mesmo que mais pessoas estejam mais dispostas a se planejar, os entrevistados da pesquisa mostraram que ainda têm alguns receios. No topo da lista de maiores temores para a vida financeira em 2019 estão o não pagamento de contas (61%), seguido pela não capacidade de conseguir guardar dinheiro (45%). Na sequência, estão abrir mão de determinados confortos no dia a dia (34%), não obter um emprego (28%) e perder o trabalho (20%)

Bruna Furlani
Bruna Furlani
2 de janeiro de 2019
11:25 - atualizado às 17:16
Pessoa conta notas de dinheiro de 100 reais
Dinheiro - Imagem: Shutterstock

Um levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) aponta que mais da metade dos entrevistados colocou que a principal meta financeira para o ano que se inicia é juntar dinheiro (51%). Em seguida, está sair do vermelho (37%). Mesmo sentindo os reflexos da crise econômica, sete em cada dez entrevistados estão mais otimistas com o cenário econômico e acreditam que a sua vida financeira será melhor neste ano.

O percentual de pessoas que disseram que a vida deve piorar foi de apenas 8%. Já as pessoas que acham que vai ficar igual é de 6%. Ainda que estejam mais positivos, os entrevistados comentaram que a crise deve continuar a impactar no dia a dia. Mas boa parte das pessoas (51%) pretendem se organizar ou controlar melhor as contas da casa para evitar efeitos nocivos no orçamento.

Maiores receios 

Mesmo que mais pessoas estejam dispostas a se planejar, os entrevistados ainda têm alguns receios. No topo da lista de maiores temores para vida financeira em 2019 estão o não pagamento de contas (61%), seguido pela não capacidade de conseguir guardar dinheiro (45%). Na sequência, estão abrir mão de determinados confortos no dia a dia (34%), não obter um emprego (28%) e perder o trabalho (20%).

O ano que se passou de fato não foi fácil. Porém, o levantamento mostrou também que 61% dos entrevistados conseguiram colocar em prática ao menos algum projeto que haviam planejado para 2018. Dentre os projetos, o ato de fazer uma reserva financeira aparece na terceira posição com apenas 15%. Quando questionados sobre os motivos para não realizar tais tarefas, a maioria (53%) justificou a falta de dinheiro como o maior motivo. Já outros impeditivos foram os preços altos para 50% dos entrevistados e o desemprego (33%).

Mas 94% das pessoas não conseguiram concretizar algum projeto que haviam planejado em 2018. Dentre as maiores dificuldades estão juntar dinheiro (33%), quitar contas atrasadas (25%) e adquirir ou reformar a casa (25%).

O estudo foi feito com 702 pessoas entre 27 de novembro e 10 de dezembro de 2018, em todas as regiões brasileiras. A margem de erro da pesquisa é de 3,7 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%.

Compartilhe

Quebrando o porquinho

Saques da caderneta de poupança chegam a R$ 12,7 bilhões em julho e já ultrapassam os R$ 63 bilhões no ano

4 de agosto de 2022 - 16:34

Mês tem terceira maior captação líquida negativa do ano para a aplicação mais popular do país, que só teve captação positiva em maio

E agora?

Virou poupança? Nubank só vai começar a pagar rendimento na NuConta após 30 dias; entenda

11 de julho de 2022 - 15:09

Mudança de rendimento da conta do Nubank deve começar no final de julho e será aplicada exclusivamente ao saldo dos novos depósitos

VIRALIZOU

Não seja irracional a ponto de deixar o seu dinheiro na poupança: o investimento mais seguro do país rende o dobro e pode evitar que inflação ‘queime’ sua grana; entenda

7 de junho de 2022 - 14:05

O dragão da inflação está à solta e está fazendo o seu dinheiro de refém, conheça o investimento que tem o poder de proteger seu patrimônio e coloca a poupança ‘no chinelo’ quando o assunto é rentabilidade e segurança

ARTHUR GANHOU!

Quanto rende o prêmio do BBB22? Confira como o vencedor pode investir R$ 1,5 milhão

26 de abril de 2022 - 19:40

Após 100 dias de reality, o ator Arthur Aguiar confirmou o favoritismo e levou o prêmio de R$ 1,5 milhão

Contas de pagamento

PicPay e 99Pay: retorno de mais de 200% do CDI para qualquer valor acabou, mas remuneração pode ter aumentado; entenda

16 de abril de 2022 - 7:00

Contas de pagamento, como PicPay e 99Pay, já chegaram a pagar percentuais bem elevados do CDI sobre o saldo em conta, que foram sendo reduzidos com a alta da Selic; mas, em alguns casos, remuneração absoluta aumentou

Subiu de novo

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 11,75%

16 de março de 2022 - 19:24

Taxa básica de juros deve subir mais ao longo do ano. Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa com a nova alta da Selic

IR 2022

Como declarar poupança e conta-corrente no imposto de renda

10 de março de 2022 - 7:00

Achou que não precisava declarar caderneta de poupança só porque ela é isenta de IR? Achou errado!

Renda fixa tranquilinha

CDB: como ganhar mais que a poupança de forma prática e com a mesma segurança

5 de março de 2022 - 15:20

Entenda o que é e como funciona o CDB, investimento de renda fixa de baixo risco que costuma ficar mais interessante em épocas de juro alto

IR 2022

Eles também precisam ser declarados! Saiba quais são os rendimentos isentos e não tributáveis no imposto de renda

2 de março de 2022 - 7:00

Entre os principais rendimentos isentos estão bolsas de estudo, lucros e dividendos de empresas, indenização por rescisão de contrato de trabalho, além de rendimentos de aplicações financeiras. Confira como declará-los no imposto de renda 2022

TR acima de zero

A rentabilidade da poupança melhorou um pouco mais – e você talvez não tenha percebido. Vale a pena voltar para a caderneta?

18 de fevereiro de 2022 - 6:12

A Taxa Referencial (TR) saiu do zero pela primeira vez em quatro anos devido às altas recentes nos juros, incrementando o retorno da caderneta

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies