Menu
2019-07-10T15:20:28-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
vai desidratar?

Bancada da bala consegue acordo para suavizar aposentadoria de policiais, diz jornal

Segundo a publicação, entre os termos do acordo, quem ainda vai entrar na carreira deve permanecer com idade mínima em 55 anos, como era o desejo do Executivo

10 de julho de 2019
15:18 - atualizado às 15:20
10/07/2019 Visita Institucional à Câmara dos Deputados
Bolsonaro chegou a atuar para suavizar as regras de aposentadoria para os policiais. - Imagem: Marcos Correa /PR

Deputados da bancada da segurança pública conseguiram construir um acordo com líderes partidários e governo para que policiais federais, policiais rodoviários federais e policiais legislativos tenham regras mais brandas na reforma da Previdência. A informação foi publicada pelo jornal Folha de S. Paulo

Segundo a publicação, entre os termos do acordo, para quem já está na carreira a idade mínima de aposentadoria deve ser de 53 anos para homem e 52 anos para mulher - além de um “pedágio” de 100%.  Mas quem ainda vai entrar deve permanecer com idade mínima em 55 anos, como era o desejo do Executivo inicialmente.

Mais cedo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou a possibilidade de se retirar a idade mínima para a aposentadoria das carreiras policiais, entre elas, Federal, Rodoviária Federal e policiais legislativos.

Para Maia, a medida seria um benefício para a categoria no momento em que outras carreiras dão sua cota de sacrifício. De acordo com Maia, todos têm que participar porque, de outra forma, o sistema entrará em colapso fiscal e todos serão prejudicados.

"A retirada da idade mínima é péssima. A construção de uma regra de transição igual a do regime próprio é uma sinalização que não é a melhor, mas ela é mais correta e mais justa", disse Maia.

Na quinta-feira passada, o presidente Jair Bolsonaro chegou a atuar para suavizar as regras de aposentadoria para os policiais. Líderes de partidos alinhados ao governo confirmaram que Bolsonaro os procurou para um acordo.

O presidente admitiu que sugeriu mudanças para a aposentadoria de policiais que servem a União no texto da reforma da Previdência. Mas disse que a proposta não foi acatada pela categoria

"Eu fiz uma excelente proposta, não aceitaram. Agora vai para o voto", lamentou ao ser questionado se teria feito alguma orientação sobre o assunto, como informado por líderes da Câmara.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Expansão

Rede D’Or assina memorando para aquisição de hospital na Paraíba

Documento prevê que Rede detenha 51% do capital social do Hospital Nossa Senhora das Neves

Após investigação

China multa Alibaba em US$ 2,8 bilhões por prática de monopólio

Foco foi prática que força comerciantes a escolherem uma plataforma, em vez de poderem trabalhar com mais.

Efeitos da Covid

Grupo Educação Metodista se prepara para pedir recuperação judicial

Com dívidas de cerca de R$ 500 milhões e em dificuldades desde 2015, o grupo viu sua situação se deteriorar em meio à pandemia

Cessão onerosa

Petrobras: Conselho aprova acordo sobre excedentes em Sépia e Atapu

Para a área de Atapu, a participação da estatal na cessão onerosa fica em 39,5% e em Sépia de 31,3%.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies