Menu
2019-07-28T14:50:58-03:00
Muito além de Moro e Maia

A lista de “Vermelho”: hackers de autoridades fizeram mais de mil vítimas

Segundo a Polícia Federal, celulares invadidos incluem Moro, Maia, Davi Alcolumbre, Paulo Guedes e Joice Hasselmann; “Vermelho” diz também ter invadido celulares de Lula e Dilma

28 de julho de 2019
11:50 - atualizado às 14:50
shutterstock_1218355114
Além do ministro da Justiça Sérgio Moro, hackers teriam feito mais de mil vítimas. - Imagem: Shutterstock

O presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Justiça Sérgio Moro, procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato, e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), e Davi Alcolumbre (DEM), estão na lista dos hackeados por alvos da Operação Spoofing, que prendeu quatro por invasões de celulares de autoridades.

A Polícia Federal estima, em uma análise preliminar nos celulares dos investigados, que são mais de mil vítimas. Somente Walter Delgatti Neto, conhecido como "Vermelho", afirmou em depoimento que iniciou suas invasões por um promotor de sua cidade, Araraquara.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Marcel Zanin Bombardi foi responsável pela denúncia contra "Vermelho", em 2017, por tráfico de drogas e falsificação de documentos públicos, na ocasião em que foi preso com remédios e uma carteirinha falsa da Medicina da USP.

A partir da invasão do celular do promotor de Justiça, o hacker diz que obteve contatos de procuradores, já que acessou um grupo do Ministério Público Federal.

Ele cita que chegou a invadir os celulares de José Robalinho Cavalcanti, ex-presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República a partir do grupo. Em junho, o Cavalcanti afirmou ter tido uma suposta conversa com um hacker que se passava por Marcelo Weitzel Rabello de Souza, membro do Conselho Nacional do Ministério Público.

Por meio de um procurador da República do qual não se lembra, ele ainda afirma que acessou o celular de Kim Kataguiri (DEM), deputado federal. Na agenda do parlamentar, "Vermelho" cita que obteve acesso ao celular do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

"Vermelho" também diz ter invadido o celular do ex-procurador-geral Rodrigo Janot a partir da agenda do ministro.

Por meio do celular dele, também afirma ter invadido os aparelhos de procuradores da Operação Lava Jato, como Deltan Dallagnol, Orlando Martello Júnior e Januário Paludo.

Em sua suposta rota até o alegado fornecimento ao site "The Intercept", ele afirma ter invadido também os celulares dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

Na agenda da petista, diz ter encontrado o número de Manuela D’Ávila, ex-deputada pelo PC do B. Ele diz que a ex-parlamentar teria intermediado o contato com o editor do "The Intercept" Glenn Greenwald. Ela admite que recebeu o contato de um hacker e o repassou ao jornalista.

Os nomes de vítimas de hackeamentos, no entanto, vão muito além do relatado por "Vermelho".

Somente no mandado de prisão contra "Vermelho" e outros três suspeitos na Spoofing, consta que já eram investigadas as invasões de celulares do desembargador federal Abel Gomes, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, no Rio, do juiz Flávio Lucas, da 18ª Vara Federal do Rio e dos delegados da PF Rafael Fernandes, em São Paulo, e Flávio Vieitez Reis, em Campinas.

Em uma análise preliminar sobre os celulares de investigados, a Polícia Federal afirma ter encontrado mil vítimas. Entre elas, estariam o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre.

Já foi comunicado de que foi vítima dos ataques o presidente do Superior Tribunal de Justiça, João Otávio de Noronha.

Entre os hackeados, estão ainda o ministro da Economia, Paulo Guedes; e a líder do governo Bolsonaro no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP).

O presidente Jair Bolsonaro também foi alvo do ataque hacker, segundo o Ministério da Justiça.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, afirmou ter sido alvo de uma tentativa frustrada de hackeamento. Segundo dados da Procuradoria-Geral da República, 25 membros do Ministério Público Federal também foram hackeados.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

CORONAVÍRUS

Xi Jinping alerta para a ‘grave situação’ criada pela disseminação ‘acelerada’ do novo coronavírus

Até agora, as autoridades disseram que a doença já infectou mais de 1.300 pessoas e matou 41. Mas a Comissão Nacional de Saúde anunciou que 237 pacientes estão em condições graves

ECONOMIA

‘Recessão profunda torna retomada lenta’, diz economista do Insper

“Um ponto a se considerar é que, somando com os resultados de 2018, já são quase 1,2 milhão de empregos desde a crise. O mercado de trabalho demorou para responder, porque a recessão foi muito profunda, mas está respondendo”, falou Sergio Fripo

AINDA SOBRE A 'CAIXA-PRETA'

TCU dá 20 dias para BNDES explicar auditoria milionária da ‘caixa-preta’

Após um ano e dez meses focado em oito operações com as empresas JBS, Bertin, Eldorado Brasil Celulose, a auditoria não apontou nenhuma irregularidade

DE OLHO NA VALE

Vale paga multas ao governo mineiro, mas questiona cobranças do Ibama

De acordo com dados da Semad, foram aplicados até o momento 11 autos de infração em decorrência do rompimento da barragem no dia 25 de janeiro de 2019

OLHO NAS STARTUPS

Volume de aportes em startups do País cresce 80% e atinge US$ 2,7 bi em 2019

O número de aportes, por sua vez, cresceu 8,3% na comparação com 2018, mas não bateu recordes – em 2017, foram 263 investimentos no País, mas com valor individual menor, totalizando US$ 905 milhões

ACORDOS

Bolsonaro assina 15 acordos com a Índia e fala que comércio poderá superar US$ 50 bilhões até 2022

O principal acordo assinado é o de cooperação e facilitação de investimentos (ACFI), segundo o jornal Folha de S.Paulo

MAIS LIDAS DO SEU DINHEIRO

MAIS LIDAS: O sonho da aposentadoria rápida

Caro leitor, O que te assusta mais: o coronavírus ou a fila do INSS? Não tenho dúvidas de que a nova doença foi o assunto da semana no mundo todo, mas o desejo de se aposentar rápido – e sem depender do governo – foi o que bombou aqui no Seu Dinheiro.  O projeto Aposente-se aos […]

DE OLHO NA TECNOLOGIA

Toyota investe US$ 394 milhões em companhia de táxi aéreo elétrico, Joby Aviation

Parecida a um drone, a aeronave tem capacidade para quatro passageiros mais o piloto, possui seis hélices, um alcance de 150 milhas (aproximadamente 240 km) e pode voar até 200 milhas por hora (cerca de 320 km/h)

POLÍTICA

Em Davos, Doria se ‘afasta’ de Bolsonaro

Nesses 12 meses de intervalo, o clima entre os dois não apenas esfriou como houve troca de farpas tendo como pano de fundo o cenário político de 2022

EMPREGO

Em 1º ano, Bolsonaro gera mais vagas que Temer, mas fica atrás de Lula e Dilma

Com a economia ganhando tração a partir do segundo semestre do ano passado, o Caged registrou saldo positivo de 644.079 vagas com carteira assinada em 2019

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements