Menu
2019-04-21T17:38:52-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Petrobras

Alta da gasolina este ano é superior à do óleo diesel

Petrobras, contudo, não repassou integralmente os ajustes da cotação do petróleo no mercado internacional, e gasolina aumentou menos do que deveria

19 de abril de 2019
12:42 - atualizado às 17:38
Posto de combustível em Brasília
Distribuidoras também absorveram parte da alta da gasolina para manter preços competitivos - Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Apesar das ameças de uma nova greve dos caminhoneiros por conta do preço do diesel, a gasolina acumula alta ainda maior em 2019. O reajuste promovido pela Petrobras para a gasolina vendida nas refinarias chega a quase 30%, contra 24% do diesel.

O consumidor ainda não sentiu o impacto totalmente porque os distribuidores estão absorvendo parte do aumento.  No primeiro trimestre, o aumento na bomba foi de apenas 0,7%, contra uma alta de 20,2% nas refinarias no mesmo período, segundo associação do setor. A intenção é garantir o volume de vendas e manter a competitividade.

A Petrobras, por sua vez, também não repassou integralmente os ajustes da cotação do petróleo no mercado internacional.

Segundo o diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), Adriano Pires, para acompanhar os preços internacionais, a Petrobras teria de ter elevado o preço do litro da gasolina em 18 centavos, e não apenas 11 centavos. A cotação internacional subiu 11%, mas o reajuste da gasolina foi de 6%.

Dados do IBGE mostram que a alta da gasolina começou a pesar mais no bolso do consumidor a partir de março deste ano, quando foi responsável por 16% da inflação oficial. O IPCA foi de 0,75% naquele mês. O combustível é o terceiro item que mais afeta o orçamento das famílias, atrás apenas da refeição consumida fora de casa e do custo do empregado doméstico.

A Petrobras informou, em nota, "que continuam em vigor os princípios de preço de paridade internacional (PPI)" e ressaltou que, desde setembro de 2018, a diretoria da empresa aprovou mecanismo de proteção (hedge) complementar à política de preços da gasolina, o que permite à estatal ter a opção de alterar a frequência dos reajustes diários no mercado interno.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Planos decolando

Eve faz parceria com Blade para disponibilizar eVTOL nos EUA, diz Embraer

A Eve planeja disponibilizar, junto a seus parceiros locais, até 60 aeronaves para uso da Blade pelos EUA a partir de 2026

Pane no sistema

Aplicativo do Nubank enfrenta instabilidade; banco diz que problema foi resolvido

Segundo o serviço Downdetector, que agrega reclamações de internautas sobre serviços online, o número de notificações de problemas com o Nubank começou a subir a partir das 10h29 desta quinta, chegando a um pico às 11h14

Fusões e aquisições

Modalmais anuncia aquisição de três escritórios e expansão das operações no sul do Brasil

Juntos, eles somam cerca de R$ 2 bilhões sob custódia. São eles: Nova Capital, em Santa Catarina, Valore e Elbrus Capital, ambos do Paraná

Inflação global

Há riscos de inflação global maior e mais persistente, diz diretor do FMI

Segundo ele, a visão do Fundo é que o “salto” recente nas pressões inflacionárias reflete desequilíbrios entre a oferta e a demanda que são temporários, influenciados também por altas nos preços de commodities, ante uma base de comparação “muito fraca” no ano passado

Via rápida

BBM Logística pega um atalho na estrada do IPO e pode captar até R$ 1,6 bilhão

Empresa parananse optou por fazer uma oferta restrita, uma via mais rápida porque dispensa o pedido de registro prévio na CVM

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies