Menu
2019-07-31T08:10:51-03:00
Estadão Conteúdo
queridinho dos investidores

Antes do Inter, japoneses foram atrás do Nubank

Investimento não foi fechado por um desacordo entre as duas partes sobre duas questões: o total do aporte e o valor de mercado que o Nubank alcançaria com ele

31 de julho de 2019
8:06 - atualizado às 8:10
Cartão da fintech Nubank
Imagem: Divulgação

Responsável por liderar rodadas de investimentos que já injetaram quase US$ 700 bilhões em startups brasileiras, o SoftBank tinha outra opção no mercado local de fintechs: o Nubank.

Segundo apurou o Estado, o grupo japonês e a empresa do cartão de crédito roxo estiveram em tratativas - em abril, a cofundadora do Nubank, Cristina Junqueira, chegou a participar de um jantar com Marcelo Claure, líder do fundo latino de US$ 5 bilhões do SoftBank. Outros participantes do jantar, como Gympass, Loggi e Rappi, receberam aportes dos japoneses.

Segundo fontes do mercado, o investimento não foi fechado por um desacordo entre as duas partes sobre duas questões: o total do aporte e o valor de mercado que o Nubank alcançaria com ele. A opção pelo fundo do Vale Silício TCV acabou sendo mais vantajosa para a brasileira - com o negócio, o Nubank foi avaliado em cerca de US$ 10 bilhões. Para Felipe Matos, autor do livro 10 Mil Startups, o Inter acabou sendo a “segunda melhor opção disponível no mercado”, por já ter um histórico de bons resultados e ser “nativo digital”.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

responsabilização

JBS aprova em assembleia ação contra irmãos Batista

Processo diz respeito a prejuízos causados por crimes revelados nos acordos de colaboração e leniência firmados pela JBS com a Procuradoria Geral da República

em live

Se necessário, voltaremos a fazer transferência do BC para o Tesouro, diz secretário

Em agosto, CMN já havia autorizado o Banco Central a repassar R$ 325 bilhões para o Tesouro Nacional

Balanço do mês

Bitcoin e dólar são os melhores investimentos de outubro; ativos de risco ficaram para trás de novo

Por pouco o Ibovespa não ficou entre os melhores investimentos do mês, mas segunda onda de coronavírus na Europa derrubou as bolsas; risco fiscal, eleições americanas e indefinição quanto a estímulos fiscais nos EUA também pesaram

seu dinheiro na sua noite

O saci à solta nos mercados

Não sei dizer exatamente quando nem quem tomou a iniciativa de importar dos países anglófonos a celebração do Halloween, o Dia das Bruxas. O fato é que desde que as crianças brasileiras começaram a sair fantasiadas pedindo doces no último dia de outubro houve uma série de tentativas de “tropicalizar” o evento. Embora não seja […]

Disparou

Dívida bruta do governo deverá encerrar o ano em 96% do PIB

Endividamento cresceu 20,2 pontos por causa de pandemia.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies