Menu
2019-06-08T12:20:18-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
vem novidade por aí

Quem tem medo da concorrência? Netflix testa novas ferramentas

Companhia deve enfrentar mais concorrência com lançamento de seus serviços de streaming da Disney e Apple na segunda metade de 2019

8 de junho de 2019
6:01 - atualizado às 12:20
Cena de Unbreakable Kimmy Schmidt, produção da Netflix
Cena de Unbreakable Kimmy Schmidt, produção da Netflix - Imagem: Divulgação

Quem nunca ficou por vários minutos em frente ao computador ou com o celular em mãos até encontrar um filme ou série para ver? Ciente disso, a Netflix está disposta a encontrar maneiras de tornar mais divertida a experiência de escolher e assistir ao seu catálogo.

A mais recente delas é um feed parecido com o a linha do tempo do Instagram, segundo o site Business Insider. A publicação diz que a empresa está testando um feed que inclui conteúdo extra de programas de TV e filmes, além da possibilidade de compartilhamento pelos usuários.

Na versão de testes que alguns usuários tiveram acesso, o recurso aparece em uma guia chamada "Extras". Segundo o porta-voz da Netflix ao site Business Insider, os testes variam de duração e região.

"Estamos testando um feed de extras de vídeo em nosso aplicativo móvel para ajudar os fãs a se conectarem mais profundamente com os títulos que amam e descobrirem novos conteúdos para assistir", disse.

Outro teste recente feito pela empresa foi uma ferramenta de lista semanal de títulos mais assistidos em sua plataforma no Reino Unido. Já no ano passado, a empresa lançou trailers na vertical, no estilo do Snapchat, em seu aplicativo para celular.

Vem mais concorrência aí

A Netflix não vive exatamente uma situação confortável. A companhia deve enfrentar mais concorrência até o final do ano. Em novembro, a Disney estreia seu próprio serviço de streaming. A Apple também tem promessa semelhante para a segunda metade de 2019.

Mas no período entre janeiro e março, a Netflix superou as expectativas do mercado. A empresa ganhou globalmente 7,86 milhões de novos assinantes, contra 7,14 milhões esperados. Só nos EUA houve 1,74 milhão de novos assinantes ante o 1,57 milhão esperado pelos analistas.

No primeiro trimestre, o lucro foi de US$ 344,1 milhões, contra US$ 290,1 milhões no mesmo período do ano passado. A receita também cresceu: de US$ 3,7 bilhões para US$ 4,52 bilhões. O faturamento veio em linha com as expectativas.

Os papéis da empresa fecharam o pregão desta sexta-feira (7) em alta de 1,05%, cotados a US$ 360,87, na Nasdaq.

*Com informações da Business Insider e Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Acordo confirmado

Notre Dame Intermédica e Hapvida chegam a acordo para combinação de negócios

Ações da Notre Dame serão incorporadas pela Hapvida; acordo resultará em uma das maiores empresas de saúde do mundo

Sem trégua

Brasil passa de 254 mil mortes por covid-19

Número de casos da doença supera a marca de 10,5 milhões

Estrada do futuro

Em breve, você ganhará dinheiro investindo em uma Mona Lisa

Recebíveis de tecnologia, obras de arte, criptomoedas… o mundo dos investimentos está mudando numa velocidade avassaladora. E pela primeira vez na história os investidores individuais estão fazendo parte dessa mudança

Orçamento em foco

Presidente da Câmara defende a desvinculação total do orçamento

Arthur Lira (PP-AL) rejeita tese segundo a qual desvinculação deixaria setores essenciais sem recursos

Liminar

Tribunal de Contas de São Paulo suspende leilão de linhas da CPTM

Leilão estava previsto para a próxima terça-feira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies