Menu
2019-07-10T15:51:29-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
olha pra quem pode sobrar

Netflix e Uber devem ser alvo de comissão da reforma tributária

Deputado que será o presidente da comissão disse que um dos focos do grupo é tributar aplicativos de prestação de serviços como Uber e Netflix

10 de julho de 2019
13:59 - atualizado às 15:51
Cena da série “La Casa de Papel”, da Netflix
Imagem: Divulgação

Aplicativos como Netflix e Uber devem ser um dos alvos da reforma tributária. A comissão especial na Câmara dos Deputados para discutir o projeto foi instalada nesta quarta-feira, 10.

Segundo o Deputado Hildo Rocha (MDB-MA), que será o presidente da comissão, Netflix, Uber e serviços similares ainda precisam ser alvos de uma revisão tributária. De acordo com ele, hoje aplicativos são favorecidos pela estrutura frágil de tributos do País.

“São empresas que auferem uma boa receita de serviço e que não deixam nada aqui para o Brasil, apenas captam esse dinheiro do esforço de cada um de nós e levam embora para outros países”, comentou Rocha, sem citar nomes.

Mas, em seguida, o deputado foi questionado se falava dos aplicativos, e então confirmou. “Esse é um dos focos que nós temos que tributar. Até porque, pouco se gera de emprego”, disse.

Começando os trabalhos

Nesta quarta-feira, o deputado Hildo Rocha foi eleito presidente da Comissão Especial da Reforma Tributária e o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), o relator do colegiado.

A comissão foi instalada para debater a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 45/19), que simplifica a tributação no País. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, esteve presente à reunião de instalação do colegiado.

De autoria do deputado Baleia Rossi (MDB-SP), a proposta acaba com três tributos federais – IPI, PIS e Cofins. Extingue também o ICMS, que é estadual, e o ISS, municipal. Todos eles incidem sobre o consumo.

No lugar, é criado o IBS - Imposto sobre Operações com Bens e Serviços, de competência de municípios, estados e União, além de um outro imposto, sobre bens e serviços específicos, esse de competência apenas federal.

O deputado Hildo Rocha afirmou que vai garantir a participação de todos os integrantes da comissão para produzir um texto de consenso e que atenda às necessidades da população. Segundo Rocha, os trabalhos no colegiado devem durar cerca de três meses.

*Com Estadão Conteúdo e Agência Câmara 

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Tensão em Brasília

Racha no Congresso põe reformas em xeque

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a reforma tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo. Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, […]

Rapidinhas da semana

BLINK: Itaúsa, B2W, Eletrobras e mais recomendações rápidas

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Alpargatas, Eletrobras, Itaúsa, Lojas Americanas e muito mais no Blink

Reserva de emergência

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, vende ações da Amazon e põe US$ 5 bi na conta

O bilionário Jeff Bezos vendeu cerca de 1,5 milhão de ações da Amazon nos últimos dias e pode vender outros 500 mil papéis em breve

Reduzindo a participação

CSN começa a se desfazer de suas ações da Usiminas

Aproveitando o bom momento do setor siderúrgico na bolsa, a CSN vendeu mais de 50 milhões de ações preferenciais da Usiminas

O melhor do Seu Dinheiro

A limonada da bolsa e do dólar, as ações mais indicadas do mês e outros destaques da semana

A semana que passou tinha tudo para ser bem azeda para os investidores. No cardápio de notícias dos últimos dias tivemos: A alta da taxa básica de juros e a sinalização de que novos ajustes vêm por aí; Muito barulho político com a CPI da Covid; O projeto da reforma tributária de volta à estaca […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies