Menu
2019-05-31T12:49:41-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
te cuida tesla!

Uma Ferrari ‘elétrica’: marca italiana mostra seu carro híbrido que acelera até 340 km por hora

O SF90 Stradale é o primeiro modelo recarregável que você poderá comprar a partir do próximo ano; em 2013, a empresa divulgou um modelo com características parecidas, mas vendas limitadas. Veja vídeo e fotos do carro.

31 de maio de 2019
12:49
ferrari-sf90-stradale
Imagem: Divulgação

A Ferrari anunciou seu primeiro modelo híbrido recarregável que, em tese, qualquer pessoa pode comprar. Trata-se do SF90 Stradale.

Em 2013, a companhia italiana divulgou um veículo com características parecidas, a LaFerrari. No entanto, a produção do carro foi limitada a 499 unidades — todos vendidas antes mesmo do modelo estar disponível no mercado.

O veículo chegou a custar US$ 1,4 milhão. Já o preço do SF90 Stradale ainda não foi divulgado pela empresa, que informou as especifidades técnicas do veículo. Entre outras coisas, a companhia diz que o carro tem um motor 4.0 V8 turbo, de 769 cavalos de potência e outros 217 cv de um conjunto elétrico — totalizando praticamente 1000 cavalos.

Segundo a Ferrari, o SF90 Stradale terá velocidade máxima de 340 km por hora e promete acelerar de 0 a 100 km/h em 2,5 segundos.

O nome do modelo é inspirado no veículo da Fórmula 1 que tem o mesmo título e o número 90 é uma comemoração aos 90 anos da Scuderia, a equipe de automobilismo da montadora. A empresa ainda informou que o veículo tem a possibilidade de rodar em quatro modalidades. Sendo elas:

eDrive - apenas os motores elétricos atuam

Hybrid - os motores são combinados, com a possibilidade do V8 ser desligado

Performance - todos os motores ligados

Qualify - todos os motores ficam ligados com o máximo do desempenho

Breve longa história

Fundada em 1939, a Ferrari é hoje uma empresa de capital aberto. Mas a história da empresa é longa. Inicialmente ela patrocinou pilotos e carros de corrida de terceiros, para só nos anos 1940 começar a própria produção.

No final da década de 70, metade das ações da empresa foram vendidas para a Fiat — mas 1988 ela já detinha 90% da Ferrari. Em 2014, a Ferrari vendeu 10% das ações de suas ações para Piero Ferrari, que fazia parte do grupo FCA.

Dois anos depois, a Ferrari se separou da FCA e fez um IPO de suas ações na bolsa de valores. Hoje ela opera no mercado de diversos países.

Ferrari SF90 Stradale - Imagem: Divulgação
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

CARREIRA

Empiricus lança MBA de Análise de Ações com Estácio e oferece emprego de até R$ 25 mil a melhor aluno

Curso terá diploma de pós-graduação do MEC; programa alia conteúdo acadêmico com a prática de mercado dos profissionais de investimento.

Custo bilionário

Governo prevê a contratação de quase 51 mil servidores no orçamento de 2021

A partir de 2022, o custo anualizado do governo para manter essas novas despesas sobe para R$ 4,5 bilhões.

SÓ ELOGIOS

O bom, o ótimo e a Weg: BofA eleva preço-alvo das ações a R$ 90

Para analistas, empresa tem tudo para manter os resultados em patamares alto, justificando valor de mercado caro

MAIS UMA

Dona da Puket e da Imaginarium quer listar ações na bolsa

Uni.co, controladora das marcas, pretende utilizar recursos para expandir operações e vender participação do fundo Squadra

Desemprego

Brasil perdeu 382,5 mil empresas em 5 anos de saldos negativos, diz IBGE

Em cinco anos de dificuldades e fechamentos de empreendimentos, 2,9 milhões de trabalhadores perderam seus postos de trabalho

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies