Menu
2019-05-31T12:49:41-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
te cuida tesla!

Uma Ferrari ‘elétrica’: marca italiana mostra seu carro híbrido que acelera até 340 km por hora

O SF90 Stradale é o primeiro modelo recarregável que você poderá comprar a partir do próximo ano; em 2013, a empresa divulgou um modelo com características parecidas, mas vendas limitadas. Veja vídeo e fotos do carro.

31 de maio de 2019
12:49
ferrari-sf90-stradale
Imagem: Divulgação

A Ferrari anunciou seu primeiro modelo híbrido recarregável que, em tese, qualquer pessoa pode comprar. Trata-se do SF90 Stradale.

Em 2013, a companhia italiana divulgou um veículo com características parecidas, a LaFerrari. No entanto, a produção do carro foi limitada a 499 unidades — todos vendidas antes mesmo do modelo estar disponível no mercado.

O veículo chegou a custar US$ 1,4 milhão. Já o preço do SF90 Stradale ainda não foi divulgado pela empresa, que informou as especifidades técnicas do veículo. Entre outras coisas, a companhia diz que o carro tem um motor 4.0 V8 turbo, de 769 cavalos de potência e outros 217 cv de um conjunto elétrico — totalizando praticamente 1000 cavalos.

Segundo a Ferrari, o SF90 Stradale terá velocidade máxima de 340 km por hora e promete acelerar de 0 a 100 km/h em 2,5 segundos.

O nome do modelo é inspirado no veículo da Fórmula 1 que tem o mesmo título e o número 90 é uma comemoração aos 90 anos da Scuderia, a equipe de automobilismo da montadora. A empresa ainda informou que o veículo tem a possibilidade de rodar em quatro modalidades. Sendo elas:

eDrive - apenas os motores elétricos atuam

Hybrid - os motores são combinados, com a possibilidade do V8 ser desligado

Performance - todos os motores ligados

Qualify - todos os motores ficam ligados com o máximo do desempenho

Breve longa história

Fundada em 1939, a Ferrari é hoje uma empresa de capital aberto. Mas a história da empresa é longa. Inicialmente ela patrocinou pilotos e carros de corrida de terceiros, para só nos anos 1940 começar a própria produção.

No final da década de 70, metade das ações da empresa foram vendidas para a Fiat — mas 1988 ela já detinha 90% da Ferrari. Em 2014, a Ferrari vendeu 10% das ações de suas ações para Piero Ferrari, que fazia parte do grupo FCA.

Dois anos depois, a Ferrari se separou da FCA e fez um IPO de suas ações na bolsa de valores. Hoje ela opera no mercado de diversos países.

Ferrari SF90 Stradale - Imagem: Divulgação
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Segredos da bolsa

Com PIB brasileiro em foco, investidores monitoram juros futuros americanos e tensão em Brasília

O grande evento da semana é a divulgação dos números do Produto Interno Bruto brasileiro no ano passado, mas os investidores também monitoram o clima político em Brasília e os sinais de “superaquecimento” da economia americana

Novos tempos

Alvo de Bolsonaro, home office avança no setor público

Bolsonaro usou trabalho remoto para atacar presidente da Petrobras

Mais uma na área

FDA autoriza uso emergencial de vacina de dose única nos EUA

Imunizante é produzido pela Johnson & Johnson

Contra a pandemia

Matéria-prima para produção de 12 milhões de doses de vacina chega ao Rio

Total de efetivamente imunizados não chega a 1% da população brasileira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies