Menu
2019-06-07T18:53:50-03:00
Estadão Conteúdo
Quadro de estabilidade

Confiança empresarial sobe 0,2 ponto em abril ante março, afirma FGV

Foi a primeira alta após dois meses seguidos de queda, quando o Índice de Confiança Empresarial perdeu 3,5 pontos

2 de maio de 2019
9:42 - atualizado às 18:53
Trabalhador da indústria
Trabalhador da indústria - Imagem: Shutterstock

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) subiu 0,2 ponto em abril ante março, para 94,3 pontos, informou nesta quinta-feira, 2, a Fundação Getulio Vargas (FGV). Foi a primeira alta após dois meses seguidos de queda, quando o ICE perdeu 3,5 pontos. Na métrica de média móveis trimestrais, o índice recuou pela segunda vez, em 1,1 ponto.

Em nota, a FGV destacou que o quadro de abril é de estabilidade. "O resultado retrata uma economia que continua crescendo lentamente, levando as empresas a se tornarem gradualmente menos otimistas. A piora das expectativas em abril foi também influenciada pelo aumento da incerteza econômica no mês", diz a entidade.

A estabilidade de abril foi marcada por uma alta nas percepções sobre o momento corrente e uma queda nas visões sobre o futuro. O Índice de Situação Atual subiu 0,4 ponto em abril, para 90,6 pontos, "voltando ao nível de janeiro de 2019", segundo a FGV. Já o Índice de Expectativas (IE-E) caiu 0,5 ponto, para 99,3 pontos, terceira queda seguida e menor nível desde novembro do ano passado.

O ICE reúne os dados das sondagens da Indústria, Serviços, Comércio e Construção. O cálculo leva em conta os pesos proporcionais à participação na economia dos setores investigados, com base em informações extraídas das pesquisas estruturais anuais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo a FGV, o objetivo é que ICE permita uma avaliação mais consistente sobre o ritmo da atividade econômica.

A coleta do Índice de Confiança Empresarial reuniu informações de 4.366 empresas dos quatro setores entre os dias 1º e 25 de abril.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Energia elétrica

IPCA pode ir a 6,5% na bandeira vermelha

A bandeira vermelha 2, que tem custo adicional de R$ 6,243, iria a R$ 7,571 caso adotada a proposta da consulta pública

Esquenta dos Mercados

Relatório da inflação, leitura do PIB dos EUA e queda de ministro devem guiar a bolsa hoje

Assim como uma noite no deserto, o investidor deve ficar atento aos sinais para atravessar um momento de dificuldade

Volta ao original

Câmara rejeita emendas do Senado e retoma texto original de MP que eleva imposto para bancos

Deputados retomaram a alíquota de 25% na CSLL também para as agências de fomento e bancos de desenvolvimento estaduais

Para dar e vender

Defensivas e com potencial de crescimento: como as ações do setor de saúde ainda podem dar muitas alegrias na bolsa

A combinação de baixo endividamento, bons níveis de caixa e espaço para consolidação tornam as ações do segmento muito atrativas, segundo analistas

Fernando Cirne

A importância das fusões e aquisições para a Locaweb

Já avaliamos mais de 1.900 empresas e, desde o IPO, concluímos 10 importantes aquisições, que se somaram às outras seis concretizadas antes da abertura de capital

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies