Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-12-27T17:12:40-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Planeje-se!

O que fazer ainda neste ano para aumentar sua restituição de IR em 2020

Contribuições para PGBL e doações incentivadas feitas ainda em 2019 podem ser deduzidas já na declaração de imposto de renda 2020

28 de dezembro de 2019
6:01 - atualizado às 17:12
Leão do Imposto de Renda dormindo
Abatimento de doações incentivadas e contribuições para PGBL só podem ser aproveitadas por quem entrega a declaração completa. - Imagem: Debbie Steinhausser/Shutterstock

O prazo de preenchimento e entrega da declaração de imposto de renda 2020 só começa em março do ano que vem, mas tem duas coisas que você pode fazer ainda neste ano para reduzir seu imposto devido e aumentar sua restituição. Isto é, desde que a declaração completa seja a mais vantajosa para você.

Se você está de recesso ou se a rotina no trabalho está mais tranquila por esses dias, aproveite para contribuir para um plano de previdência do tipo PGBL e para fazer uma doação incentivada a um projeto filantrópico aprovado pelo poder público.

PGBL

No caso do PGBL, você pode destinar até 12% da sua renda bruta tributável anual para a previdência privada e abater essa quantia na declaração do ano seguinte.

Ou seja, se você tiver uma renda bruta tributável de R$ 100 mil em 2019, pode investir R$ 12 mil em PGBL e deduzir este valor da base de cálculo do imposto de renda na época do ajuste anual.

Com isso, você adia o pagamento do imposto de renda sobre o valor da contribuição para quando sacar o plano, lá no futuro, ao se aposentar. Esse adiamento potencializa a rentabilidade dos recursos investidos.

Nesta outra reportagem, eu falo com mais detalhe sobre o investimento em PGBL no fim do ano.

Doações incentivadas

Já no caso das doações incentivadas, você pode destinar até 6% do seu imposto de renda devido em 2019 para os fundos públicos dos direitos da criança e do adolescente, fundos do idoso ou diretamente para projetos sociais previamente aprovados pelo poder público segundo leis de incentivo. Dá para doar mais 2% para projetos aprovados pelo Ministério da Saúde. Na declaração do ano que vem, basta deduzir o valor da contribuição.

A doação incentivada, portanto, nem chega a ser uma doação de fato. Trata-se de uma doação de IR, ou seja, você mesmo escolhe o destino de parte dos impostos que pagou, e não o governo.

Nesta matéria, eu explico em detalhes as regras das doações incentivadas, os limites de cada tipo e sugiro alguns projetos para os quais doar.

Mas como calcular esses percentuais?

Para saber se a declaração completa será a mais vantajosa para você no ano que vem e calcular os valores exatos das contribuições para PGBL e doações, o melhor caminho é fazer, ainda em 2019, uma simulação da sua declaração de IR do ano que vem.

Você pode partir dos seus holerites/contracheques, reunir os seus comprovantes de despesas dedutíveis e lançá-los no programa do IR 2019 mesmo, apenas para ter uma noção do valor da sua renda bruta tributável anual e do seu IR devido. O programa também indicará se a declaração completa será a mais interessante para você.

Não precisa se preocupar com os rendimentos tributáveis exclusivamente na fonte, como aqueles que advém de boa parte das aplicações financeiras, nem com a ficha de bens, pois estes valores não afetarão os resultados desses cálculos.

Restituição mais gorda

Aproveitando essas deduções, você terá uma restituição mais gorda em 2020, pois os valores usados para contribuir para previdência ou doar a projetos filantrópicos retornam para você.

Caso você ainda tenha IR a pagar após o ajuste anual em março/abril, os valores dedutíveis serão abatidos do valor ainda devido à Receita.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

DINHEIRO NA CONTA

Dividendos: Vibra (VBBR3) distribui R$ 148,5 milhões em JCP

Valor refere-se à segunda parcela de pagamento aos acionistas anunciado quando a Vibra ainda atendia como BR Distribuidora

Rumo aos dois dígitos

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 9,25%

Aumento da taxa básica dispara gatilho de mudança na forma de remuneração da poupança. Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

BC aumenta a Selic, Nubank conclui IPO e mercado reage bem à PEC dos precatórios; veja o que marcou esta quarta-feira

Conforme esperado pelos economistas após dados recentes mais fracos da atividade econômica brasileira, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu elevar a taxa básica de juros em 1,5 ponto percentual, a 9,25% ao ano, em sua última reunião do ano. Se em muitos momentos ao longo de 2021 o mercado acionário reagiu ao […]

2022 MAIS GORDO

Dividendos e JCP: Copel (CPLE6) engrossa a lista de pagamentos milionários aos acionistas; não fique fora dessa

Data da remuneração ainda não foi definida pela empresa, mas valerá para aqueles com posição até 30 de dezembro deste ano

FECHAMENTO DO DIA

Investidores tentam equilibrar noticiário e Ibovespa emplaca mais um dia de alta; dólar tem queda firme com ômicron no radar

Com o avanço da PEC dos precatórios, a pandemia se torna um dos únicos gatilhos negativos a rondar o Ibovespa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies