Menu
2019-09-11T12:29:10-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
nos ares

Força Aérea Brasileira recebe o primeiro caça sueco Gripen

Primeiro modelo a ser fabricado no Brasil deve ficar pronto em 2023 e contará com um diferencial: dois lugares

11 de setembro de 2019
10:22 - atualizado às 12:29
Homem olhando para o céu.
Imagem: Shutterstock

Um grupo heterogêneo de cerca de 200 pessoas aguardava ansioso na tarde desta terça-feira, 10, o desenrolar de uma projeto que começou em 2014: o primeiro caça Gripen da Força Aérea Brasileira (FAB).

O contrato, assinado há cinco anos, atravessou três governos e a recessão brasileira. No total, serão 36 aeronaves, que devem começar a operar no País a partir de 2021. O primeiro modelo a ser fabricado no Brasil deve ficar pronto em 2023. O Gripen contará com um diferencial: dois lugares.

Parte do acordo prevê a transferência de tecnologia da fabricante sueca Saab para o Brasil. Segundo o brigadeiro Valter Borges Malta, do Comando da Aeronáutica, o pacote inclui armamentos e dará ao Brasil a possibilidade de projetar seus próprios modelos de caças no futuro.

Com os suecos

São 200 brasileiros trabalhando no projeto do Gripen na sede da empresa sueca. A expectativa é que, quando a produção dos aviões de combate estiver operando no Brasil, o País se torne uma plataforma de venda dos caças aqui fabricados para outros governos.

Um dos possíveis interessados no Gripen é o governo da Colômbia. Além do Brasil, a Saab também tem contratos com Indonésia, África do Sul e República Tcheca, entre outros.

Com a crise e o corte de gastos do governo, no entanto, apenas cerca de metade do R$ 1,1 bilhão previsto para o programa este ano foi liberado.

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo, reconheceu que as perspectivas de recursos não são positivas, mas que o ministério tentará reverter a situação.

Veja a foto do caça Gripen brasileiro

Primeiro caça Gripen da FAB / Divulgação Saab - Imagem: Saab/ Divulgação

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Otimismo cauteloso

Lucro da Movida tomba 94% no segundo trimestre, mas CFO espera recuperação: ‘Carro sai mais forte’

Companhia está “cautelosamente otimista”, diz Edmar Lopes Neto, que prevê crescimento da frota e atesta recuperação da demanda

listagem no novo mercado

Caixa Seguridade protocola retomada de IPO na CVM e listagem na B3

Caixa Seguridade informou que a controladora protocolou perante ao órgão e à B3 o pedido de retomada do registro de IPO de ações ON

números da pandemia

Covid-19: Brasil tem 104 mil mortes e 3,16 milhões de casos acumulados

Ontem o painel trazia 103.026. Ainda há 3.454 óbitos em investigação

seu dinheiro na sua noite

O Ibovespa entre o Céu e o Inferno

Desde que ultrapassou novamente os 100 mil pontos, em meados de julho, o Ibovespa tem ficado meio… de lado. Essa é a expressão usada no mercado quando um índice ou ativo fica nesse “chove não molha”: sobe um pouquinho, cai um pouquinho, mas sempre rondando o mesmo patamar. E não é que o noticiário esteja […]

Resultados do trimestre

Marfrig, Ultrapar e os balanços que mexem com o mercado

A temporada de balanços dos resultados do segundo trimestre esquenta com a divulgação dos resultados de seis empresas com ações no Ibovespa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements