Menu
2019-11-18T11:26:04-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
rumo ao topo?

TikTok chega a 1,5 bilhão de downloads – no ano, é o único entre os 5 mais baixados que não pertence ao Facebook

Rede social fundada pela startup chinesa ByteDance segue firme em sua popularização, impulsionada pelo mercado na Índia

18 de novembro de 2019
11:23 - atualizado às 11:26
TikTok
Imagem: Shutterstock

O mundo das redes sociais ganhou um ator fora do eixo das gigantes tecnológicas nos últimos anos: o TikTok. A rede social fundada pela startup ByteDance segue firme em sua trajetória e atingiu mais uma marca importante: 1,5 bilhão de downloads na App Store e no Google Play.

Neste ano, o aplicativo já é o terceiro mais baixado do mundo - 614 milhões de vezes -, atrás apenas do WhatsApp (baixado 707 milhões de vezes) e do Messenger (636 milhões). A iniciativa chinesa está à frente do Facebook e do Instagram em número de downloads em 2019, segundo dados do site Sensor Tower.

Na prática, o TikTok é o único entre os cinco aplicativos mais baixados que não pertence a empresa de Mark Zuckerberg. O app é da ByteDance, startup fundada pelo chinês Zhang Yiming. A empresa fez uma série de movimentos estratégicos nos últimos anos até, no final de 2018, receber um aporte de US$ 3 bilhões do grupo japonês SoftBank. Com isso, seu valor de mercado chegou aos US$ 75 bilhões.

Negócio da Índia

Embora o app tenha conquistado uma grande fatia do mercado chinês, o maior crescimento recente de número de usuários foi na Índia. 277,6 milhões de downloads foram feitos por usuários do País neste ano - 45% do número global -, ainda segundo os dados do Sensor Tower. China e Estados Unidos aparecem na sequência.

O número de downloads do TikTok no EUA chega a 37,6 milhões no ano. Mais um fator de preocupação para Zuckerberg? O público do aplicativo chinês é formado majoritariamente pela chamada geração Z - que, justamente, tem deixado de lado redes sociais como o Facebook.

Recentemente, o CEO da companhia americana entrou numa ofensiva contra o TikTok. No lado ideológico, chegou a dizer que, enquanto os serviços da empresa dele são usados por manifestantes de todo o mundo, o TikTok censura menções a protestos.

Na quarta-feira passada (12), a versão brasileira do Instagram, também da companhia americana, lançou o "Cenas", uma ampliação do recurso de edição de vídeo, semelhante ao TikTok.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

conteúdo patrocinado

Pequeno investimento, grande passo…

Caro leitor, Você não precisa de muito dinheiro para mudar a sua vida financeira. O que você precisa é começar. Como? Revise seu orçamento. Gaste menos do que ganha e poupe um pouco todo mês. Pronto, você já tem dinheiro para investir. E agora? Você sabe o que fazer com ele? Um investidor despreparado é […]

Carta de Brasília

Bomba fiscal bilionária exigirá coordenação política apurada; saneamento volta ao radar

Acredito que o resultado final dos vetos será positivo para o governo, com a manutenção daqueles que representam maior risco fiscal

perfil

‘Comunicador’ assume Tesouro para ‘virar a chave’

Economista Bruno Funchal segue a cartilha “fiscalista” de Guedes, mas enfrentará o momento de maior pressão desde a aprovação em 2016 do teto de gastos

fique atento

Caixa credita saque emergencial do FGTS para nascidos em março

No total, serão liberados, de acordo com todo o calendário, mais de R$ 37,8 bilhões para aproximadamente 60 milhões de trabalhadores

Planos de expansão

Celulose Irani pode captar mais de R$ 600 mi em follow on e tem planos de migração para o Novo Mercado

Com base no fechamento da última sexta-feira (R$ 4,95), a empresa pode captar R$ 455,5 milhões com a oferta de novas ações e R$155,9 viria da oferta secundária.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements