Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-07-03T11:37:20-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
mais resultados

Índice de Preços ao Consumidor sobe 1,43% em maio

Índice inclui preços da indústria extrativa e de transformação e mede a evolução dos preços de produtos na “porta da fábrica”

3 de julho de 2019
10:21 - atualizado às 11:37
Fábrica
Fábrica - Imagem: shutterstock

O Índice de Preços ao Produtor (IPP) registrou alta de 1,43% em maio, informou nesta quarta-feira, 3, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O índice inclui preços da indústria extrativa e de transformação e mede a evolução dos preços de produtos na "porta da fábrica", sem impostos e fretes.

Com o resultado de maio, o IPP acumulou aumento de 3,99% no ano. A taxa em 12 meses até maio foi de alta de 7,36%. A taxa de abril foi revista de uma elevação de 1,27% para 1,22%.

Considerando apenas a indústria extrativa, houve elevação de 6,50% em maio, após o aumento de 3,02% registrado em abril. Já a indústria de transformação registrou alta de 1,18% em maio, ante aumento de 1,13% no IPP de abril.

Segundo o gerente do IPP, Alexandre Brandão, valorização do dólar ante o real tem pressionado os preços dos produtos industriais na porta de fábrica. "O real se depreciou 2,7% ante o dólar em maio ante abril. De janeiro a maio, o real caiu mais de 10%", calculou Brandão.

A alta do dólar tem influência sobre o IPP através do encarecimento de insumos para a indústria, como o petróleo; do preço das commodities, que são cotadas em dólar no mercado internacional; e do valor obtido com produtos que são exportados.

"Quando o dólar sobe, o exportador recebe mais reais por aqueles produtos, mesmo que mantenham o mesmo preço em dólar, então o preço em reais sobe", justificou Brandão.

Puxando a alta

A alta de 1,43% nos preços dos produtos industriais na porta de fábrica em maio foi decorrente de reajustes disseminados, que alcançaram 18 das 24 atividades pesquisadas.

As maiores altas ocorreram entre os produtos das indústrias extrativas (6,50%), refino de petróleo e produtos de álcool (3,28%), farmacêutica (2,89%) e impressão (2,27%).

Em termos de influência, os segmentos que mais contribuíram para a alta do IPP em maio foram alimentos (com alta de 1,75% e impacto de 0,39 ponto porcentual), refino de petróleo e produtos de álcool (com impacto de 0,35 ponto porcentual), extrativas (impacto de 0,30 ponto porcentual) e outros produtos químicos (alta de 1,27% e impacto de 0,10 ponto porcentual).

Bens de capital

Os bens de capital ficaram 1,27% mais caros na porta de fábrica em maio, ainda segundo dados do IPP. Os bens intermediários registraram elevação de 1,81% nos preços em maio, ante um avanço de 0,95% em abril.

Os preços dos bens de consumo, por outro lado, subiram 0,92% em maio, depois de uma alta de 1,70% em abril. Dentro dos bens de consumo, os bens duráveis tiveram alta de 0,14% em maio, ante aumento de 1,02% no mês anterior. Os bens de consumo semiduráveis e não duráveis avançaram 1,08% em maio, após a alta de 1,84% registrada em abril.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

o melhor do seu dinheiro

Economia mundial: Um drama em dois atos

Os dois principais palcos da economia mundial estão com peças bem distintas em cartaz, mas ambas têm roteiros carregados de dramas que convergem um ao outro. Na maior economia do mundo, o mercado de juros volta a ficar pressionado após alguns meses de quase estabilidade. As últimas indicações do Federal Reserve sobre o rumo da […]

ficou para depois

Com maior aversão ao risco, Bluefit confirma adiamento de IPO

Adiamento é valido por um período de até 60 dias úteis contados a partir de 24 de setembro; empresa citou “condições de volatilidade no mercado de capitais”

estatal do RS

Privatização da Corsan, com IPO na B3, terá assessoria do BNDES

Primeiro serviço prestado pelo banco deve ser o de fornecer metodologia para seleção das instituições financeiras que coordenarão a abertura de capital

diversificação

Westwing compra Zarpo Viagens, ampliando lifestyle

Empresa adquirida trabalha em parceria com hotéis, resorts, pousadas e companhias aéreas; valor da operação não foi revelado

FECHAMENTO DO DIA

China e Estados Unidos aumentam cautela dos mercados globais e Ibovespa amarga queda de 3%; dólar avança

Apesar da Petrobras ter mais uma vez protagonizado atritos no cenário local, os maiores focos de cautela vieram do exterior e o Ibovespa acompanhou o ritmo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies