Menu
2019-07-03T11:37:20-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
mais resultados

Índice de Preços ao Consumidor sobe 1,43% em maio

Índice inclui preços da indústria extrativa e de transformação e mede a evolução dos preços de produtos na “porta da fábrica”

3 de julho de 2019
10:21 - atualizado às 11:37
Fábrica
Fábrica - Imagem: shutterstock

O Índice de Preços ao Produtor (IPP) registrou alta de 1,43% em maio, informou nesta quarta-feira, 3, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O índice inclui preços da indústria extrativa e de transformação e mede a evolução dos preços de produtos na "porta da fábrica", sem impostos e fretes.

Com o resultado de maio, o IPP acumulou aumento de 3,99% no ano. A taxa em 12 meses até maio foi de alta de 7,36%. A taxa de abril foi revista de uma elevação de 1,27% para 1,22%.

Considerando apenas a indústria extrativa, houve elevação de 6,50% em maio, após o aumento de 3,02% registrado em abril. Já a indústria de transformação registrou alta de 1,18% em maio, ante aumento de 1,13% no IPP de abril.

Segundo o gerente do IPP, Alexandre Brandão, valorização do dólar ante o real tem pressionado os preços dos produtos industriais na porta de fábrica. "O real se depreciou 2,7% ante o dólar em maio ante abril. De janeiro a maio, o real caiu mais de 10%", calculou Brandão.

A alta do dólar tem influência sobre o IPP através do encarecimento de insumos para a indústria, como o petróleo; do preço das commodities, que são cotadas em dólar no mercado internacional; e do valor obtido com produtos que são exportados.

"Quando o dólar sobe, o exportador recebe mais reais por aqueles produtos, mesmo que mantenham o mesmo preço em dólar, então o preço em reais sobe", justificou Brandão.

Puxando a alta

A alta de 1,43% nos preços dos produtos industriais na porta de fábrica em maio foi decorrente de reajustes disseminados, que alcançaram 18 das 24 atividades pesquisadas.

As maiores altas ocorreram entre os produtos das indústrias extrativas (6,50%), refino de petróleo e produtos de álcool (3,28%), farmacêutica (2,89%) e impressão (2,27%).

Em termos de influência, os segmentos que mais contribuíram para a alta do IPP em maio foram alimentos (com alta de 1,75% e impacto de 0,39 ponto porcentual), refino de petróleo e produtos de álcool (com impacto de 0,35 ponto porcentual), extrativas (impacto de 0,30 ponto porcentual) e outros produtos químicos (alta de 1,27% e impacto de 0,10 ponto porcentual).

Bens de capital

Os bens de capital ficaram 1,27% mais caros na porta de fábrica em maio, ainda segundo dados do IPP. Os bens intermediários registraram elevação de 1,81% nos preços em maio, ante um avanço de 0,95% em abril.

Os preços dos bens de consumo, por outro lado, subiram 0,92% em maio, depois de uma alta de 1,70% em abril. Dentro dos bens de consumo, os bens duráveis tiveram alta de 0,14% em maio, ante aumento de 1,02% no mês anterior. Os bens de consumo semiduráveis e não duráveis avançaram 1,08% em maio, após a alta de 1,84% registrada em abril.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Como ficam as ações dos países emergentes com a recuperação nos EUA?

Como as ações acompanham os lucros, há um fluxo de recursos para os EUA em detrimento do que foi verificado no final do ano passado

Entrevista exclusiva

PicPay chega aos 50 milhões de usuários e fundador fala dos planos para chegar aos celulares de todos os brasileiros

Com IPO no radar, aplicativo segue a trilha aberta pelo chinês WeChat e acelera crescimento com novos serviços e a contratação de pesos-pesados do mercado

IR 2021

Até quem já morreu precisa prestar contas ao Leão: como fazer declaração de espólio e informar herança no IR

Declarar espólio é obrigatório quando este se enquadra nas regras de obrigatoriedade e quando ocorre a conclusão do processo de inventário; herdeiros também precisam informar valores recebidos nas suas declarações

seu dinheiro na sua noite

Fidelidade em baixa com a pandemia

Não, não estou falando da fidelidade entre casais. Até porque, por mais que a convivência excessiva em família na quarentena tenha abalado alguns casamentos, o momento não anda muito propício às puladas de cerca. Estou falando do setor de fidelidade, que abarca as empresas de programas de pontos e milhagem, sobretudo aqueles ligados às companhias […]

Empresa ligada à Vale

Justiça aprova pedido de Recuperação Judicial da Samarco

RJ não terá impacto nas atividades operacionais da mineradora, nem nas ações de reparação e compensação pela tragédia de Mariana

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies