Menu
2019-06-21T19:04:24-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Mistério sobre nomes

Doria diz que empresas interessadas na fábrica da Ford devem investir pelo menos R$ 1 bilhão

Valor é uma das condições necessárias para que o comprador possa fazer parte do programa do governo estadual de incentivo fiscal ao setor automotivo

23 de maio de 2019
20:31 - atualizado às 19:04
João Doria
Imagem: Shutterstock

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta quinta-feira, 23, que as duas empresas interessadas em comprar a fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (Grande São Paulo) estão dispostas a investir pelo menos R$ 1 bilhão na planta e a gerar no mínimo 400 empregos novos, condições necessárias para que o comprador possa fazer parte do programa do governo estadual de incentivo fiscal ao setor automotivo, chamado Incentivauto.

"Sem isso (as duas condições), nós nem teríamos sentado para conversar (com essas empresas)", disse o governador, que desde fevereiro tem ajudado a Ford a encontrar um comprador para a fábrica. "E muito provavelmente o investimento (a ser anunciado pelo comprador) será superior a R$ 1 bilhão", acrescentou.

A Ford anunciou em fevereiro que encerraria as atividades da planta ao longo de 2019, após decisão de sair do segmento de caminhões - a fábrica de São Bernardo é a única da empresa no mundo que produz veículos pesados.

A declaração de Doria foi dada à imprensa após o governador participar de reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, no escritório do ministério em São Paulo.

Também participou do encontro o dono do grupo Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, um dos interessados em adquirir a fábrica.

A outra empresa prefere se manter em sigilo. Até o fim do mês de junho haverá uma definição sobre o futuro da fábrica, disse Doria.

Ainda segundo o governador, as duas empresas interessadas, além de terem se comprometido a gerar 400 novos empregos na fábrica, também estão dispostas a preservar todos os atuais empregados da Ford. A fábrica tem cerca de 3 mil pessoas empregadas.

A montadora, no entanto, abriu um programa de demissão voluntária, após um acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

executivo de carreira

Vice-presidente do BB, Walter Malieni, morre aos 50 anos

Executivo de carreira do BB, com mais de 35 anos de casa, Malieni completaria 51 anos em novembro

números da covid

Covid-19: Brasil tem 2,96 milhões de casos e 99,5 mil mortes

Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.079 óbitos, segundo o balanço diário do Ministério da Saúde divulgado hoje (7)

Reserva de R$ 1,3 bi para gastos

Iguatemi vai recomprar até 1,3 milhão de ações

Quantidade representa 1,5% dos papéis em circulação da companhia. Ações acumulam queda de mais de 30% no acumulado de 2020

seu dinheiro na sua noite

Uma conversa sobre investimentos para o meu pai

O primeiro salário que recebi na vida foi em julho de 1994, mês inaugural do Plano Real. Foi com esse dinheiro que saí pelas lojas do bairro do Gonzaga, em Santos, em busca de um presente para dar no Dia dos Pais. Desde então, esse sempre foi um problema para mim, porque meu pai não […]

Preferência

Oi fecha acordo de exclusividade com Vivo, Claro e Tim para venda de operação móvel, diz jornal

Após fim da exclusividade da Highline, que desistiu de fazer nova oferta, teles brasileiras passam à frente, com oferta de R$ 16,5 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements