Menu
2019-12-19T18:48:13-03:00
Mudanças aqui e em NY

CPFL Energia aprova deslistagem na NYSE e fechamento de capital da CPFL Renováveis

Segundo a empresa, o racional econômico para manter a listagem em Nova York diminuiu tendo em vista o crescimento do volume de negociação na B3

19 de dezembro de 2019
10:46 - atualizado às 18:48
CPFL, energia
Estação de distribuição da CPFL Paulista, localizada em Marília - Imagem: Shutterstock

O começo do ano que se aproxima será agitado e trará algumas mudanças significativas para a CPFL Energia (CPFE3).

A companhia informou que o conselho de administração da empresa, em conjunto com a CPFL Geração de Energia, aprovou a realização de uma oferta pública de aquisição (OPA) das ações ordinárias da CPFL Energia Renováveis (CPFL-R).

  • Novo projeto do Seu Dinheiro: Tacadas de Mestre: a chance da década para você se tornar um grande investidor

Hoje a CPFL Geração de Energia possui 53,18% da Renováveis, enquanto a CPFL Energia detém 46,76%. O objetivo da ação é converter o registro da CPFL-R de companhia aberta categoria "A" para categoria "B" e retirar a empresa do Novo Mercado, o mais alto nível de governança da bolsa.

A transação será composta pela aquisição de 291.550 ações ON da CPFL-R em circulação, ao preço de R$ 16,85, movimentando cerca de R$ 4,9 milhões.

O valor é equivalente ao preço pago na OPA de 2018. O prazo para acionistas titulares de, no mínimo, 10%, requererem a convocação de uma assembleia especial para revisão do preço por ação se encerra em 3 de janeiro de 2020.

A notícia mexeu com as duas empresas na B3. As ações da CPFL Renováveis dispararam 10,58% e as da CPFL Energia fecharam em alta de 2,57%.

Bye, Bye New York

Além do processo de OPA da Renováveis, a CPFL Energia, que negocia os seus papéis na bolsa de Nova York desde 2004, deixará a NYSE.

Com a diminuição dos números de operações realizadas com os ADRs, American Depositary Shares, da companhia e o crescimento do volume de negociação na B3, a bolsa brasileira, o racional econômico para manter a listagem na NYSE diminuiu.

Em 2004, quando a empresa decidiu pela listagem em Nova York, a CPFL queria promover a negociação ordinárias e aumentar a visibilidade da marca 'CPFL' nos Estados Unidos.

O último dia de negociação será em 27 de janeiro, quando o processo de rescisão do contrato de depositário com o Citibank será concluído.

Fique de olho

Hoje a empresa também aparece nos noticiários pela sua participação no leilão de transmissão de energia promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A expectativa é que a operação movimente cerca de R$ 4 bi em investimentos.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Sinal vermelho

Bolsa fecha em queda e dólar sobe forte com deterioração nos mercados financeiros internacionais

Em sessão marcada por aversão generalizada ao risco, ‘quadruple witching’ em Wall Street aprofundou recuo do Ibovespa e impulsionou o dólar

é bra de casa

Bradesco fecha acordo com funcionários para regulamentar home office

O Bradesco fechou um acordo com seus funcionários para regulamentar o home office, algo que cresceu de forma obrigatória por conta da pandemia de covid-19, mas que valerá de forma permanente

sem apoio, sem emprego

United alerta para risco de corte de 16 mil empregos caso não tenha ajuda

Em carta endereçada ao secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, e a lideranças no Congresso americano, o CEO da United Airlines, Scott Kirby, alertou que a aérea poderá ter que cortar até 16 mil empregos caso o governo e o Legislativo não aprovem novo pacote de apoio financeiro ao setor

veja ao vivo!

Podcast Touros & Ursos: Onde investir após a ressaca de juros?

Overdose de decisões de política monetária movimentou a semana dos mercados. Onde pôr o dinheiro em um mundo de taxas reais negativas? Veja no nosso podcast ao vivo

diga lá, presidente

Agronegócio evitou que Brasil entrasse em colapso econômico, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro voltou a enaltecer a participação do agronegócio na manutenção da economia brasileira durante o período da pandemia da covid-19

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements