Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-02-28T09:58:24-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Expectativas

Confiança empresarial cai 0,7 ponto em fevereiro ante janeiro, revela FGV

Segundo a FGV, o objetivo é que ICE permita uma avaliação mais consistente sobre o ritmo da atividade econômica

28 de fevereiro de 2019
9:49 - atualizado às 9:58
Empresário com rosto oculto
Imagem: Shutterstock

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) caiu 0,7 ponto em fevereiro ante janeiro, para 97,0 pontos, o primeiro recuo após quatro meses de avanço, informou nesta quinta-feira, 18, a Fundação Getulio Vargas (FGV). Na métrica de médias móveis trimestrais, o índice ainda cresceu 0,7 ponto no mês.

"A queda da confiança empresarial em fevereiro foi motivada pela calibragem das expectativas, que vinham evoluindo favoravelmente nos meses anteriores. Apesar da queda no mês, o Índice de Expectativas permaneceu ligeiramente acima dos 100 pontos, retratando um otimismo tímido em relação aos próximos meses. O resultado sustenta a tese de que, passado o período de lua de mel com o novo governo, a retomada da confiança empresarial será limitada enquanto os níveis de incerteza econômica permanecerem elevados", avaliou Aloisio Campelo Junior, superintendente de Estatísticas Públicas do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV), em nota oficial.

O Índice de Confiança Empresarial reúne os dados das sondagens da Indústria, Serviços, Comércio e Construção. O cálculo leva em conta os pesos proporcionais à participação na economia dos setores investigados, com base em informações extraídas das pesquisas estruturais anuais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo a FGV, o objetivo é que ICE permita uma avaliação mais consistente sobre o ritmo da atividade econômica.

Em fevereiro, o Índice de Situação Atual (ISA-E) subiu 0,9 ponto, para 92,2 pontos, o maior nível desde junho de 2014. Já o Índice de Expectativas (IE-E) recuou 1,5 ponto, para 101,7 pontos, após avançar por sete meses seguidos.

Entre os componentes do ICE, houve melhora apenas na confiança da Indústria, que avançou 0,8 ponto, para 99,0 pontos.

A coleta do Índice de Confiança Empresarial reuniu informações de 4.381 empresas dos quatro setores entre os dias 1º e 22 de fevereiro.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

ÚLTIMO ADEUS?

De malas prontas para deixar a B3, Banco Inter (BIDI11) reverte prejuízo em lucro líquido de R$ 19,2 milhões no terceiro trimestre

O banco digital também celebrou a marca de 14 milhões de clientes no período, um salto de 94% na comparação com o terceiro trimestre de 2020

Tecnologia em foco

As big techs na balança: veja como foi o trimestre de Google, Microsoft e Twitter

Três das principais big techs americanas reportaram seus balanços nesta noite; veja como se saíram Alphabet/Google, Microsoft e Twitter

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Pressão nos juros, Elon Musk mais rico e o brilho das ações das elétricas

As projeções de bancos e economistas para a alta da Selic não param de subir. É possível ver essa tendência semanalmente no boletim Focus, divulgado toda segunda-feira pelo Banco Central, em relatórios de diversas casas de análise e na curva dos juros futuros — que não param de ser revisados para patamares cada vez mais […]

ACIONISTAS FELIZES

Farra dos dividendos: Santander (SANB11), Klabin (KLBN11) e Porto Seguro (PSSA3) anunciam proventos; banco espanhol vai pagar R$ 3 bilhões aos acionistas

Confira mais detalhes sobre os valores por ação, previsão para o pagamento e a data-limite para entrar na festa de cada uma das três empresas

MERCADOS HOJE

Ibovespa volta a cair mais de 2% na véspera da decisão do Copom; inflação salgada e fiscal deteriorado comandaram o dia

O mercado financeiro aguarda ansioso pelas palavras do BC, que devem pesar a recente deterioração do cenário fiscal e a elevação dos preços. O Ibovespa teve novo dia de perdas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies