Menu
2019-03-19T08:52:20-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Devolução

BNDES vai devolver R$ 126 bilhões à União em 2019, de acordo com jornal

As informações são do jornal “O Estado de S.Paulo”. Em entrevista, o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues Júnior, disse que é preciso destravar o canal de crédito do país e garantir maior participação do setor privado

19 de março de 2019
8:52
BNDES
Imagem: Agência Brasil

Em entrevista publicada hoje (19) pelo jornal "O Estado de S.Paulo", o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues Júnior, disse que o BNDES tem condições de fazer a devolução de R$ 126 bilhões à União agora em 2019, na íntegra.

Ele comentou que já enviou ofício com a solicitação de devolução antecipada de R$ 100 bilhões, além dos R$ 26 bilhões previstos para este ano. A ideia é "retornar para os cofres da União os valores que foram emprestados na forma de subsídios, extremamente caros ao país, ao emprego e renda".

Em sua justificativa, Júnior disse que "os recursos que o BNDES recebeu em governos anos anteriores levaram a um funcionamento disfuncional do banco. Ele tem ainda R$ 270,9 bilhões de recursos que foram emprestados pelo Tesouro e que geraram subsídios de R$ 170,3 bilhões. Um custo gigantesco para União. Os R$ 270,9 bilhões a receber tem um custo de R$ 30,3 bilhões. O ofício foi cristalmente claro. O pagamento poderá ser feito em tranches (parcelas): 50%, mais 30% e 20% ou 40%, mais 40% e 20%. O quanto antes melhor".

Mas o secretrário destacou também que o Brasil precisa "destravar o canal de crédito e garantir uma maior participação do setor privado, de modo que isso seja compatível com o tamanho da economia brasileira". E ressaltou ainda que "o gigantismo do banco provocou um efeito deletério no mercado de capitais do país".

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Mudanças

BB confirma Ieda Cagni para presidência do Conselho de Administração

Nesta quarta-feira, foi realizada a primeira reunião do novo Conselho do Banco do Brasil. Na ocasião, os membros eleitos na assembleia definiram os ocupantes dos cargos de presidente e vice-presidente do colegiado.

Seu Dinheiro na sua noite

A receita do dr. Copom: +0,75 ponto de Selic na veia

O Copom cumpriu as expectativas e aumentou a Selic ao nível de 3,5%. No entanto, o comunicado trouxe algumas surpresas

Ficou para 31 de maio

Bolsonaro veta novo adiamento de prazo para entrega do Imposto de Renda

O presidente aceitou a recomendação feita pelo Ministério da Economia, que previa um impacto negativo na arrecadação da União e estados com uma nova data

Mudança nos juros

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom

Veja o que ficou igual e o que mudou na decisão do Copom a respeito da taxa Selic, elevada ao patamar de 3,5% ao ano

CRYPTO NEWS

O mercado está cheio de bitcoin, mas as prateleiras estão vazias

O fluxo de saída da criptomoeda mais famosa das exchanges é algo inédito deste ciclo e pode representar a falta do ativo nas exchanges de cripto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies