Menu
2019-10-26T10:14:43-03:00
dinheiro mais cedo

BNDES vai antecipar R$ 4,6 bi para o tesouro

Pela lei, empresas abertas são obrigadas a repassar no mínimo 25% do lucro líquido aos acionistas – no caso do BNDES, a União é o único acionista

26 de outubro de 2019
10:14
BNDES
Imagem: Shutterstock

O BNDES aprovou a antecipação de mais R$ 4,6 bilhões referentes ao lucro líquido parcial deste ano, ajudando o Tesouro a conseguir receitas extras para fechar as contas públicas sem mudar a meta fiscal. O Conselho de Administração do banco deliberou o pagamento ontem, disse o presidente do conselho, Carlos Thadeu de Freitas. O banco já havia antecipado R$ 3,3 bilhões em dois repasses, em agosto e setembro. Agora, o total antecipado chegará a R$ 7,9 bilhões, além do R$ 1,6 bilhão do lucro de 2018 repassado em maio.

No esforço para conseguir receitas extras, o Ministério da Economia contava com R$ 13 bilhões do lucro dos bancos estatais, como revelou o Estadão/Broadcast em agosto. Desse total, R$ 9 bilhões viriam do BNDES, mas o banco de fomento estava com dificuldades de ampliar os repasses por causa de restrições de sua política de dividendos (forma pela qual uma empresa repassa o lucro aos acionistas).

Segundo Freitas, a deliberação levou em conta a previsão de fluxo de caixa esperado, na hora de avaliar o gerenciamento de risco de capital, permitindo ao BNDES repassar o lucro no limite máximo previsto na política de dividendos. "A política atual já prevê o pagamento de 25% a 60% de dividendos sobre o lucro líquido após a reserva legal de 5%. A decisão de hoje (ontem) deliberou o pagamento no limite máximo", informou o BNDES, em nota.

Pela lei, empresas abertas são obrigadas a repassar no mínimo 25% do lucro líquido aos acionistas - no caso do BNDES, a União é o único acionista. Geralmente, no início do ano, as empresas pagam dividendos referentes ao lucro líquido do ano anterior. Mas a legislação permite antecipações parciais num mesmo ano. Só que, para além da lei, o BNDES instituiu política de dividendos, na gestão de Maria Silvia Bastos Marques. Pelas regras, o repasse à União ficou limitado a 60% do lucro líquido e deveria observar também o gerenciamento de riscos de capital. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

40,5% de queda em relação a 2019

Venda de veículos novos cresce 113,6% em junho ante maio, diz Fenabrave

O volume registrado em junho, se comparado a igual mês do ano passado, apresenta queda de 40,5%

para enfrentar a crise

Embraer quer implementar PDV para funcionários em licença remunerada

Desde março, a fabricante de aeronaves já adotou trabalho remoto integral (home office), concessão de férias coletivas, suspensão de contratos de trabalho e redução de jornada, por conta da crise causada pela pandemia

questões do emprego

Governo estuda novo marco do trabalho com menores custos de contratação

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, disse que o governo está trabalhando em um novo marco do trabalho, com redução de custos para contratação

meta da infraestrutura

Governo quer fazer três concessões e 11 arrendamentos portuários até fim do ano

Entre as concessões planejadas, está a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), cujo edital deve ser publicado até o fim do 3º trimestre, segundo a pasta

contas públicas

Ministério da Economia passa a estimar déficit do setor público de R$ 828,6 bilhões

Em maio, a estimativa era de resultado negativo de R$ 708,7 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements