🔴 EVENTO GRATUITO: COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE

Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Levantamento da Boa Vista SCPC

Inadimplência dos brasileiros sobe 1% em outubro, mas acumulado em 12 meses aponta para baixo

Tendência apontada na pesquisa é de que o nível de endividamento no País tende a se manter estável nos próximos meses

Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
8 de novembro de 2018
15:31 - atualizado às 14:41

Apesar de subir 1,0% em outubro na comparação com setembro, o índice de inadimplência do consumidor no Brasil acumula queda de 1,9% no acumulado em 12 meses. Os dados da pesquisa elaborada pela Boa Vista SCPC e divulgada nesta quinta-feira, 8, mostram que o endividamento também cresceu 1,1% na comparação com o mesmo mês do ano passado.

A avaliação da Bos Vista é de que a inadimplência no País, depois de registrar forte queda nos últimos anos, está em fase de estabilização. Segundo o estudo, a recente crise econômica que afetou o Brasil gerou um sentimento de cautela nas famílias, inibindo o consumo e a tomada de crédito e contribuindo para a diminuição do fluxo de inadimplência.

A entidade citou em nota que, passado o período mais intenso da crise econômica, o indicador demonstra sinais de que caminha para ficar estável. O relatório da Boa Vista ressalta também que a manutenção de um ritmo estável do estoque de inadimplência está condicionada por uma recuperação mais forte do mercado de trabalho, a diminuição dos juros e a evolução da renda.

Na pesquisa CNC, endividamento estável

Alta de um lado, manutenção do outro. A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada nesta quinta-feira, 8, pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mostrou que a proporção das famílias com dívidas se manteve estável em 60,7% na passagem de setembro para outubro. Já na comparação com outubro de 2017, houve queda de 1,1 ponto porcentual.

A Peic mostrou ainda que o porcentual de famílias com dívidas ou contas em atraso recuou em outubro de 2018, na comparação com o mês anterior, passando de 23,8% para 23,5%. A inadimplência também registrou queda em relação a outubro de 2017, quando chegou a 26,0% do total.

Já o porcentual de famílias que declararam não ter condições de pagar as contas ou dívidas em atraso e que, portanto, tendem a seguir inadimplentes, ficou estável em 9,9% na passagem de setembro para outubro, mas caiu em relação aos 10,1% de outubro de 2017.

Cartão de crédito: o vilão do consumidor

Nas entrevistas com os consumidores, o cartão de crédito, mais uma vez, foi apontado como principal tipo de dívida, citado por 77,4% das famílias entrevistadas. Em seguida, vêm os carnês (14,5%) e, em terceiro lugar, o financiamento de carro (10,1%).

Além disso, a proporção das famílias que se declararam "muito endividadas" diminuiu em relação a setembro, passando de 13,3% para 12,9%. Na comparação anual, também houve queda de 1,7 ponto porcentual. Já o tempo médio de atraso para o pagamento de dívidas foi de 65,3 dias em outubro de 2018, acima dos 63,8 no mesmo período do ano passado. Em média, o comprometimento com as dívidas foi de sete meses, sendo que 32,1% das famílias possuem dívidas por mais de um ano.

*Com Estadão Conteúdo.

Compartilhe

CRÉDITO MAIS CARO

Economia parada leva juros ao consumidor às alturas; entenda

28 de dezembro de 2021 - 18:36

“Não dá para manter a taxa de juros com a inadimplência mais alta”, afirma o supervisor geral das Lojas Cem, José Domingos Alves

Aprecie com moderação

Ainda vale correr algum risco na renda fixa para ganhar um pouco mais que o CDI?

3 de junho de 2020 - 5:30

Títulos emitidos por empresas e papéis de bancos com cobertura do FGC prometem pagar mais que a renda fixa conservadora, mas com a Selic no chão e num cenário de crise, não ficaram arriscados demais?

Tá faltando grana

Endividamento de lares paulistanos cresce mais de 4 pontos porcentuais em julho

5 de agosto de 2019 - 14:36

Estudo da FecomercioSP mostra que a alta foi maior entre os que ganham menos de dez salários mínimos, que representam 59,6% dos endividados

recuou

Inadimplência do consumidor cai 1,9% em junho ante maio

12 de julho de 2019 - 13:18

Em relação a junho do ano passado, o indicador recuou 2%. Com isto, ele acumula queda de 5,3% no ano e 3% no acumulado 12 meses encerrados em junho

Devo, não nego...

Reestruturou dívidas com o banco? Tem 50% de chance de dar certo

21 de maio de 2019 - 11:58

Banco Central apresenta detalhado estudo sobre quem deve, não consegue pagar e tenta acerto com os bancos. São mais de 250 mil pessoas por mês

nome na praça

Inadimplência do consumidor tem leve queda em abril

14 de maio de 2019 - 10:24

Índice de inadimplência do consumidor brasileiro registrou queda de 0,4% no mês passado na comparação com março, de acordo com a Boa Vista

quem tá bem na praça?

Inadimplência das empresas cai 9,8% no 1º trimestre, diz Boa Vista SCPC

9 de maio de 2019 - 12:46

Na comparação com o último trimestre de 2018, porém, houve ligeira alta de 0,1%, na série com ajuste sazonal

seu nome na praça

Inadimplência sobe 0,13% no 1º tri e atinge 62,7 milhões, diz CNDL e SPC

15 de abril de 2019 - 13:03

Em março de 2019 em relação ao terceiro mês do ano passado, houve desaceleração na quantidade de consumidores inadimplentes, alta de 2,1%, ante 3,13% anteriormente

Mais famílias endividadas

61,5% das famílias relataram ter dívidas em fevereiro, diz CNC

13 de março de 2019 - 12:11

Aumento do percentual de famílias com dívidas é o segundo consecutivo. Nível de fevereiro é o maior patamar desde dezembro de 2017

Cautela nas compras

Índice de inadimplência do consumidor cai 3% em fevereiro, diz Boa Vista

13 de março de 2019 - 11:50

Segundo a companhia, as adversidades ocorridas na economia ao longo dos últimos anos geraram grande cautela nas famílias, contribuindo para a queda da inadimplência

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar