Menu
2018-11-29T18:48:02-02:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Câmbio

Banco Central comunica rolagem de US$ 10,4 bilhões em swaps cambiais

Contratos que venceriam em janeiro de 2019 serão rolados para outras datas, evitando um “efeito compra” de dólares no mercado futuro

29 de novembro de 2018
18:48
Dólar
Imagem: Shutterstock

O Banco Central (BC) anunciou que fará a rolagem integral dos contratos de swap cambial que venceriam em 2 de janeiro de 2019. O montante vincendo é de US$ 10,373 bilhões.

A operação começa na segunda-feira, dia 3 de dezembro, com a oferta de até 13.830 contratos, equivalentes a US$ 691,5 milhões, distribuídos entre os vencimentos de maio, julho e novembro de 2019. As operações serão realizadas até o dia 21 de dezembro.

Quando o BC promove a rolagem integral dos contratos de swaps ele se mantém “neutro” no mercado, sem alterar o atual estoque total de US$ 68,9 bilhões. Se a opção fosse por não realizar a rolagem ou mesmo pela rolagem parcial, o efeito líquido no mercado seria de compra de dólares no mercado futuro.

O swap é um derivativo que relaciona a variação cambial com a taxa de juros em determinado período de tempo. Ele é engenhoso pois é capaz de prover proteção cambial aos agenda de mercado com toda sua liquidação acontecendo em reais. Não se gasta um centavo das reservas.

Outras intervenções

Depois de uma disparada do dólar na segunda-feira, o BC também fez atuações no mercado à vista nesta semana. Na terça e quarta feira foram dois leilões de linha com compromisso de recompra totalizando US$ 3 bilhões. Hoje foi feita a rolagem de US$ 1,25 bilhão de linhas que venceriam no dia 4 de dezembro.

Nessa modalidade de atuação, o BC oferta uma espécie de financiamento ao mercado, “emprestando” os dólares das reservas internacionais que posteriormente serão devolvidos à autoridade monetária.

Esse tipo de leilão é comum no fim de todo ano, pois é um período em que as empresas estrangeiras remetem dólares para fechamento de balanços anuais.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Orçamento em foco

Presidente da Câmara defende a desvinculação total do orçamento

Arthur Lira (PP-AL) rejeita tese segundo a qual desvinculação deixaria setores essenciais sem recursos

Liminar

Tribunal de Contas de São Paulo suspende leilão de linhas da CPTM

Leilão estava previsto para a próxima terça-feira

Contra a pandemia

Câmara dos EUA aprova pacote de US$ 1,9 trilhão

Projeto de lei segue agora para o Senado

IPO registrado

Rio Branco Alimentos protocola pedido de registro de oferta pública de ações

Oferta será primária e terá como coordenador-líder o Citi, além da coordenação do Bank of America Merril Lynch e do BTG Pactual

Boleto salgado

Aneel mantém bandeira amarela em março; conta de luz continua com taxa adicional

É o terceiro mês consecutivo que o órgão regulador aciona bandeira neste patamar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies