Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2018-10-08T09:17:13-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Contenção de gastos

Futuro presidente herdará BNDES com orçamento apertado

Presidente do BNDES diz que orçamento do Tesouro Nacional não abre espaço para cobrir “subsídios pesados”

8 de outubro de 2018
9:09 - atualizado às 9:17
Dyogo Oliveira
Segundo o presidente do BNDES, instituição não tem orçamento para subsídios pesados - Imagem: Antonio Cruz/Agência Brasil -

O próximo presidente da república herdará um Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) menor e menos capaz de bancar subsídios pesados. Isso é o que disse o presidente do BNDES, Dyogo Oliveira, ao Estado de S. Paulo.

Segundo Oliveira, a reorientação política do banco, conduzida durante o governo do presidente Michel Temer, "veio para ficar" e afirmou que não há espaço no orçamento do Tesouro Nacional para uma mudança na Taxa de Longo Prazo (TLP), que substitui a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP).

"Uma coisa é subsidiar com uma taxa de juros de 15% e aí dar subsídio para baixar para 9%, 7% ou como se chegou a fazer a 2,5%. Outra coisa é fazer com taxa de 6,5%. Vai baixar para zero?", pondera. Segundo ele, um projeto que não é viável com uma taxa de 6,5% precisa ser melhor avaliado.

Empréstimos

Anteriormente com empréstimos equivalentes a 4,3% do Produto Interno Bruto (PIB), o BNDES deve fechar o ano com esse valor chegando a 1%.  A reorientação também alterou o perfil de empresas financiadas. A previsão é que ao final de 2018 os desembolsos para as micro e pequenas empresas feche em 49% do volume de financiamento do banco e 41% para infraestrutura.

No auge, entre 2012 e 2013, o financiamento para as micro e pequenas empresas não passava de 20% e só começou a subir em 2016 com a nova orientação. Esse é o perfil que o banco dever seguir para frente, na avaliação de Oliveira.

O presidente do BNDES lembra que antes havia uma concentração de recursos em grandes projetos e aplicações em empresas que tinham acesso ao mercado de capitais e que acabavam fazendo "arbitragem" no mercado com o dinheiro do BNDES: "Pegava o dinheiro barato e aplicava no mercado ganhando com a diferença de mercado."

Projeção

A estimativa de orçamento do banco é de chegar a R$ 1 trilhão em investimentos entre 2018 e 2021, valor que não tinha sido alcançado desde 2014. Ele admite que a baixa demanda, após quatro anos de recessão, é o grande nó do banco. Ele avalia que após as eleições o investimento volta se houver uma agenda econômica que alimente a confiança.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Comandante do navio

Em meio à crise econômica, Bolsonaro se isenta de culpa pela situação do país: ‘se é assim, ache um cara melhor’

Como de costume, o presidente voltou a jogar a culpa da crise nas medidas restritivas adotadas por governadores e prefeitos para conter o novo coronavírus

Quem não tem teto de vidro...

Governo cancela lançamento do Auxílio Brasil; veja por que o programa social fez a bolsa despencar e o dólar disparar hoje

Ainda não há uma nova data para o lançamento do programa, que levou o Ibovespa as mínimas antes do sinal vermelho para o anúncio

Juntando forças

Saiba mais sobre a Novi, carteira de criptomoedas criada pela parceria entre Facebook e Coinbase

Essa wallet ainda está em uma versão piloto, mas já está disponível para download e algumas pessoas estranharam a ausência da criptomoeda Diem

Desanimou

Prévias operacionais fracas derrubam ações da MRV; veja 3 motivos para a decepção dos investidores

Inflação dos custos de construção se refletiram em aumentos nos preços dos imóveis, impactando negativamente as operações da companhia no terceiro trimestre

GUERRA DAS MAQUININHAS NA BOLSA

Por que a Cielo (CIEL3) cai forte enquanto a Getnet (GETT11) engata mais um dia de alta expressiva no Ibovespa?

Enquanto o principal índice da bolsa cai mais de 2%, as units da Getnet avançam 23,45%, aos R$ 9,53, mesmo após terem subido mais de 65% na sessão de ontem.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies