Menu
2018-11-21T16:38:19-02:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Edital a vista

Mais 12 aeroportos do Brasil vão entrar na rota das concessões nos próximos dias

Os terminais recebem, juntos, 19,6 milhões de passageiros por ano e respondem por 9,5% do mercado nacional de aviação

21 de novembro de 2018
16:23 - atualizado às 16:38
aeroporto-recife
Aeroporto Internacional do Recife (PE) - Imagem: Ana Araújo/Fotos Públicas

Está programado para o dia 29 de novembro o lançamento de um edital do Ministério dos Transportes para a concessão de mais 12 aeroportos brasileiros à iniciativa privada. Segundo o ministro Valter Casimiro, o plano original era ter feito a licitação dos terminais no primeiro semestre deste ano, mas atrasos sucessivos na divulgação do edital comprometeram o cronograma.

A ideia do governo é licitar de uma só vez 12 aeroportos regionais, que recebem 19,6 milhões de passageiros por ano e respondem por 9,5% do mercado nacional de aviação. Os aeroportos foram divididos em três blocos: o bloco Nordeste é formado por seis terminais: aeroporto internacional do Recife (PE), aeroporto de Maceió (AL), aeroporto de Aracaju (SE), aeroporto de João Pessoa (PB), aeroporto de Juazeiro do Norte (CE) e aeroporto de Campina Grande (PB). Esse lote processa aproximadamente 13,2 milhões de passageiros ao ano, dos quais quase 60% passam por Recife.

Já o bloco do Centro-Oeste conta com os aeroportos mato-grossenses de Cuiabá, Rondonópolis, Alta Floresta e Sinop, com aproximadamente 3,3 milhões de passageiros ao ano, sendo que 85% desse fluxo passa por Cuiabá. No terceiro bloco (Sudeste) estão os aeroportos de Vitória (ES) e de Macaé (RJ), que processam 3,2 milhões de passageiros por ano, com 94% desse fluxo em Vitória.

O Tribunal de Contas da União (TCU) também pediu ajustes no edital da Secretaria de Aviação Civil (SAC), vinculada ao Ministério dos Transportes. A publicação do edital não assegura, porém, a realização efetiva do leilão, já que esta decisão ficará a cargo do próximo governo.

Ferrovia e portos também entram na lista

Além dos 12 aeroportos, Valter Casimiro  afirmou que a concessão da Ferrovia Norte-Sul e de mais quatro terminais portuários também terão seus editais divulgados no próximo dia 29. Sobre a ferrovia, serão 1,5 mil quilômetros de trilhos de malha pronta concedidos, entre os municípios de Porto Nacional (TO) e Estrela D'Oeste (SP).

Já em relação aos portos, serão três terminais em Cabedelo (PB) e um em Vitória (ES), todos voltados para o armazenamento de graneis líquidos.

O capitão aprova?

É importante ressaltar que, dentro desses processos, a aprovação do novo governo é peça fundamental para a conclusão das concessões. Na prática, será o governo Bolsonaro que decidirá o destino das ofertas, já que o prazo mínimo para a realização do leilão é de 100 dias a partir da divulgação do edital, no caso dos aeroportos.

De acordo com Casimiro, a equipe do presidente eleito está ciente dos projetos e não enviou qualquer proposta de mudança em relação ao escopo original.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Esperança renovada

Após novidades sobre vacina, ações da Moderna sobem 4% em NY

Por volta da 11h40, as ações da Moderna subiam cerca de 4%, a US$ 72,73. No ano, os papéis da companhia já acumulam uma alta de 273%

CULPA DO CORONAVÍRUS

PIB dos EUA sofre contração de 31,4% no 2º trimestre

Analistas ouvidos pelo jornal “Wall Street Journal” previam recuo um pouco maior, de 31,7%

Pnad Contínua

Taxa de desemprego fica em 13,8% no trimestre até julho, afirma IBGE

A renda média real do trabalhador foi de R$ R$ 2.535 no trimestre encerrado em julho

EXILE ON WALL STREET

Já que o senhor pediu, Presidente

Em essência, o problema fiscal brasileiro é conhecido e sabemos o caminho para endereçá-lo

HORA DE SE POSICIONAR

Credit Suisse recomenda compra de CSN e ações sobem mais de 9%

Banco também elevou preço-alvo dos papéis para R$ 19, um potencial de alta de 24%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements