Menu
2019-10-14T14:15:06-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
o futuro já chegou

Carros elétricos são estrelas em evento de Frankfurt

No Salão de Frankfurt, praticamente todos os estandes tem os automóveis movidos a energia elétrica ou híbridos como atrações principais

14 de setembro de 2019
9:50 - atualizado às 14:15
frankfurt
Volkswagen ID.3; ao fundo Chanceler Alemã Angela Merkel visita o estande. - Imagem: ADR (televisão pública alemã)

A montadora Tesla, do bilionário Elon Musk, é o tipo de companhia que desperta, no mínimo a curiosidade dos investidores. Isso porque, entre outras coisas, a companhia de carros elétricos é tida como 'disruptiva' - explora campos ainda pouco conhecidos no setor.

O mercado aprova os movimentos da Tesla: o esportivo elétrico Model 3, por exemplo, aparece em várias listas de mais vendidos no ano passado, incluindo um levantamento da empresa de dados JATO Dynamics, conforme informa o portal The Verge.

Por isso, não causa surpresa o fato de que, na mais recente edição do Salão de Frankfurt - maior evento automotivo do mundo - um dos grandes destaques foram, justamente, os carros elétricos - e não por algum anúncio do bilionário Elon Musk.

Sem Tesla

É bom lembrar que diversas montadoras trabalham com seus modelos elétricos, embora a Tesla praticamente monopolize o assunto para o público mais leigo. E foram justamente outras companhias que se destacaram no Salão de Frankfurt.

Em praticamente todos os estandes do evento, os modelos elétricos eram exibidos com uma clara intenção de mostrar que o futuro virou presente - sem ideias conceituais para um futuro distante.

Nas apresentações feitas pelos executivos para jornalistas na cidade alemã, ao longo da semana, as palavras mais usadas foram eletromobilidade e sustentabilidade.

Mas ao mesmo tempo que apresentam o carro elétrico como o futuro do setor, as empresas se deparam com grandes barreiras. Entre elas, estão a falta de infraestrutura para recarga dos automóveis e o custo alto para a produção. Tudo isso eleva o preço ao consumidor.

Chega mais, Volkswagen

Conhecida no Brasil e no mundo por ser uma marca popular, a Volkswagen mostrou em Frankfurt que quer levar o carro elétrico às classes médias.

O compacto ID.3 será inicialmente vendido na Europa por menos de 30 mil euros. O valor é considerado mediano para o mercado europeu. Não à toa, a empresa apelidou o carro de "o elétrico popular".

Para minimizar a questão da infraestrutura, a montadora tem no continente a própria rede de recarga, que, em parceria com a Ionity, que soma mais de 100 mil pontos. Mesmo assim, o tempo que o motorista levará para fazer a recarga ainda é um problema. A razão é a demora para encher o tanque em um posto de gasolina.

O ID.3 tem autonomia de 550 quilômetros e precisa de uma carga de 30 minutos, em uma tomada de 100 kW, para rodar mais 290 quilômetros.

Como atrativo, a Volkswagen vai oferecer aos compradores do automóvel a opção de carregar gratuitamente por um ano, desde o primeiro dia de registro do carro, até um máximo de 2 mil kWh.

Fatia pequena do mercado

Mas a verdade é que iniciativas como a de Tesla, de Elon Musk, seguem como algo distante para o brasileiro. Se na Europa os elétricos representam menos de 2% do mercado, no Brasil chega apenas a 0,02%.

A Volkswagen acredita que é possível lançar um carro elétrico no País somente no fim de 2021. Não seria necessariamente o ID.3, mas um automóvel da mesma família. E, diferentemente da Europa, o modelo miraria as classes mais altas, em razão do preço.

Na infraestrutura, um grupo de cinco montadoras, que inclui a marca alemã, tem conversado com empresas de energia e tecnologia para viabilizar uma rede de recarga no Brasil.

A ideia seria começar pelo Estado de São Paulo, com um ponto a cada 100 ou 200 quilômetros. À medida que o mercado for crescendo, novos pontos seriam instalados para diminuir a distância entre um e outro.

Honda, Ford e Mercedes-Benz

Marcas como Honda, Ford e Mercedes-Benz também mostraram carros elétricos e híbridos em seus estandes durante o evento.

Em quase todas o automóvel era acompanhado de um ponto de recarga com tomada para demonstração, num esforço das empresas em mostrar para os consumidores que se trata de um modelo viável para o curto prazo.

Em coletiva de imprensa, a Mercedes-Benz apresentou a meta de chegar a 2039 só com carros elétricos no mercado, sem vender mais modelos movidos a combustão.

Antes, em 2030, a montadora quer que metade das vendas seja de elétricos. Mais cedo ainda, em 2022, pretende que todo o processo de produção dos veículos seja neutro em relação à emissão de gás carbono.

Com informações do jornal O Estado de S. Paulo e Estadão Conteúdo 

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

QUEDA À VISTA?

Bolsonaro sobre carne: Estamos na entressafra e preço vai diminuir

Bolsonaro disse que está levando “pancada” pelo preço da carne. “Muitos falam, nas redes sociais, que tem de ter tabelamento. Na Venezuela está tudo tabelado: vai lá comprar carne”, disse o presidente

DE OLHO NO CHURRASCO

Carnes podem continuar subindo até fim de janeiro ou início de fevereiro, diz FGV

Em meio ao aumento das exportações para a China por causa do impacto da peste suína africana (PSA) naquele país, a inflação das carnes foi destaque na aceleração, tanto no atacado quanto no varejo

Sorriso amarelo

Veneno numa mão, antídoto na outra: a estratégia da Gol para incorporar o Smiles

A nova proposta da Gol para a incorporação do Smiles é atrativa para os atuais acionistas da companhia de fidelidade, mas deixa clara a turbulência na relação entre as empresas

a conta do benefício

Gigantes do Vale Silício deixam de pagar US$ 100 bilhões em impostos em uma década

Seis das principais empresas do Vale do Silício têm se beneficiado de estruturas governamentais ainda não preparadas para lidar com os serviços oferecidos por elas. Amazon, Facebook, Google, Netflix, Apple e Microsoft — cujo valor de mercado somado é de R$ 4,5 trilhões — deixaram de pagar ao menos de US$ 100,2 bilhões em impostos […]

OLHO NAS COTAÇÕES

BTG Pactual eleva preço-alvo das ações de Lojas Americanas e B2W, após Investor Day

No caso das Lojas Americanas, a previsão de alta é de 54,2% em relação ao fechamento da última sexta-feira. Já no caso da B2W, a valorização seria de 20,5%

Vitreo zera taxa de performance de fundos para investir no IPO da XP

Com a decisão, a Vitreo se tornou, na minha opinião, a melhor forma de você investir nas ações da XP. Resta agora saber se a gestora conseguirá participar da oferta, que acontece na bolsa norte-americana Nasdaq

banco central americano

Ex-presidente do Fed, Paul Volcker morre aos 92 anos

Volcker foi presidente do Fed entre 1979 e 1987 e, antes disso, havia comandado o a distrital do Fed de Nova York

Credit Suisse recomenda compra de ação do BMG após queda de 28% desde IPO

Os analistas do banco suíço – que foi um dos bancos coordenadores do IPO – iniciaram a cobertura das ações do BMG com preço-alvo de R$ 12,50, o que representa um potencial de alta de 50%

de olho no dólar

Fundo Verde vê medo do câmbio como infundado, mas zera posição vendida em dólar

Em novembro o fundo teve um retorno zerado e abaixo do CDI, que teve um desempenho de 0,38%. No acumulado do ano o Verde ainda tem um desempenho de 11,19%, acima dos 5,57% do índice de referência

Mercados hoje

Ibovespa fica perto do zero a zero, em linha com as bolsas globais; dólar cai a R$ 4,12

O Ibovespa abriu o pregão desta segunda-feira em alta, dando continuidade aos ganhos da semana passada. O dólar à vista oscila perto do zero a zero, com um leve viés negativo.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements