Menu
2019-06-11T10:05:52+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
xi...

Aéreas brasileiras tiveram prejuízo de R$ 1,9 bilhão em 2018, diz Anac

Entre os maiores custos e despesas estão o combustível, 32,6%, manutenção e seguro de aeronaves, 19,6%, e custos de pessoal em geral, com 15,5%

11 de junho de 2019
8:44 - atualizado às 10:05
Latam – Gol – Azul
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

As quatro principais empresas aéreas brasileiras (Latam, Gol, Azul e Avianca) tiveram um prejuízo acumulado de R$ 1,93 bilhão em 2018. É o que diz a Agência Nacional de Aviação (Anac), que divulgou nesta segunda-feira, 10, uma compilação dos relatórios com demonstrações contábeis das empresas aéreas.

Segundo a Anac, no acumulado de 2018, apenas a Azul teve lucro líquido positivo, de R$ 170,2 milhões. Avianca, Gol e Latam registraram juntas prejuízo da ordem de R$ 2,1 bilhões. A Gol foi a campeã: registrou um  prejuízo de R$ 1,1 bilhão, seguida pela Avianca, com R$ 491,9 milhões, e pela Latam, com R$ 442,8 milhões.

Ainda de acordo com a agência, a receita operacional líquida agregada das quatro empresas, no acumulado do ano, cresceu 15,3% em relação ao mesmo período de 2017, com registro de R$ 40,7 bilhões. Os custos dos serviços prestados apresentaram aumento de 25,2%, no total de R$ 35,9 bilhões.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

"Desta forma, com o incremento dos custos dos serviços prestados em percentual maior do que o crescimento da receita operacional líquida, o lucro bruto das quatro empresas, conjuntamente, caiu 28%, passando de R$ 6,5 bilhões em 2017, para R$ 4,7 bilhões em 2018", diz a agência em nota divulgada à imprensa.

Cenário macroeconômico: combustível e câmbio

O preço do combustível de aviação (QAV), na média anual, foi 37,3% maior em 2018 que no mesmo período de 2017. Esse item de maior impacto entre os custos e despesas de 2018 foram: 32,6%. Em seguida, aparece arrendamento, manutenção e seguro de aeronaves, com 19,6%, e custos de pessoal em geral, com 15,5%.

Já a taxa de câmbio do real frente ao dólar também manteve sua tendência de aumento em relação aos números apurados para cada mês em 2017. O câmbio (R$/US$), na média do último trimestre do ano, foi 17,3% superior ao verificado no mesmo período em 2017. Esse indicador tem forte influência nos custos de combustível, arrendamento, manutenção e seguro de aeronaves, que, em conjunto, representam cerca de 50% das despesas dos serviços aéreos.

Outros números

Ainda de acordo com o relatório da Anac, a receita operacional do 4º trimestre de 2018, em comparação com o mesmo período de 2017, registrou aumento de 13,9%. O valor passou de R$ 9,8 bilhões para R$ 11,1 bilhões.

Já os custos dos serviços prestados tiveram incremento de 26,6% no 4º trimestre de 2018 em comparação com o mesmo período do ano anterior, atingindo R$ 9,7 bilhões, causando, desta forma, uma queda de 32% no lucro bruto.

O EBIT (do inglês Earnings Before Interest and Taxes) das empresas aéreas piorou no acumulado de 2018 quando comparado com o mesmo período de 2017. O item caiu de R$ 1,45 bilhão para R$ 296,2 milhões. O resultado financeiro acumulado em 2018 apresentou piora de 39,1% quando comparado com o ano anterior, com prejuízo de R$ 2,19 bilhões, ante prejuízo de R$ 1,5 bilhão em 2017.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Agenda cheia até na folga

De frango assado a passeios com Warren Buffett: como foram as férias do bilionário Bill Gates

Com uma agenda lotada de eventos, Bill Gates fez do verão 2019 um momento para colocar compromissos e metas pessoais em dia

Voando

Startups do Cubo Itaú atraem R$ 480 milhões

Resultado é mais que o dobro em relação ao ano anterior, quando as startups faturaram R$ 230 milhões

Para levar no bolso

5 regras que qualquer investidor deve seguir, do iniciante ao profissional

Independentemente da fase em que você está quando o assunto é investimento, algumas regras nunca vão mudar

Assembleia da ONU

Bolsonaro diz que participará de jantar com Trump nos EUA

Comitiva do presidente partirá de Brasília às 7h da próxima segunda-feira para participar da Assembleia Geral da ONU

A tal da B3

O ponto de encontro dos investidores: saiba como funciona a bolsa de valores brasileira e conheça a sua história

Com mais de 120 anos, a bolsa de valores brasileira é o centro de negociação de ações e contratos futuros no mercado financeiro

O caminho do dinheiro

Os primeiros passos na bolsa: Entenda o processo de compra e venda de uma ação

Conheça cada etapa do caminho do dinheiro e entenda como ocorre o processo de compra e venda de uma ação na bolsa brasileira

Economia aquecida?

Empresários esperam queda na inadimplência e mais investimentos até o fim do ano

Pesquisa também mostra que 55% das empresas têm a intenção de aportar recursos em novos produtos e serviços, 53% querem dar um upgrade tecnológico e 46% capacitar seus profissionais

Seu Dinheiro na sua noite

O elefante na loja de cristais dos mercados

No seu livro Princípios – leitura obrigatória (ao lado do meu romance Os Jogadores, é claro…) –, Ray Dalio afirma que o importante para quem investe não é prever o futuro, mas captar mudanças no ambiente econômico enquanto elas estão acontecendo. O bilionário gestor do maior “hedge fund” do mundo sabe que é natural os […]

Sete blocos envolvidos

MPF entra com ação para impedir leilão de petróleo ao lado de Abrolhos

MPF na Bahia sustenta que blocos não deveriam ir a leilão sem os devidos estudos ambientais prévios

Papel passado

Bolsonaro sanciona com vetos MP da liberdade econômica

Presidente disse durante a cerimônia de sanção que o governo avalia projeto para incentivar a abertura de empresas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements