🔴 03/06 – ‘GATILHO’ PARA BUSCAR ATÉ R$ 2 MILHÕES COM CRIPTOMOEDAS PODE SER DISPARADO – SAVE THE DATE

Camille Lima
Camille Lima
Repórter no Seu Dinheiro. Estudante de Jornalismo na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Já passou pela redação do TradeMap.
PANDORA FICOU PARA TRÁS?

Recado para Putin? Diretor de Avatar e Titanic, James Cameron quer lançar filme sobre tragédia nuclear

Segundo o Los Angeles Times, o cineasta pretende tirar férias temporariamente de Avatar após o lançamento do terceiro filme para retratar os desastres em Hiroshima e Nagasaki

Camille Lima
Camille Lima
22 de fevereiro de 2023
13:02
James Cameron, diretor de “Avatar: O Caminho da Água”
James Cameron, diretor de “Avatar: O Caminho da Água” - Imagem: Divulgação

À luz do fúnebre aniversário de um ano da guerra na Ucrânia e de um “relógio do fim do mundo” cada vez mais próximo da última badalada, James Cameron quer interromper a produção das sequências de Avatar para dar vida a um novo projeto voltado ao mundo real — desta vez, levando os holofotes para um dos maiores desastres já vividos no Japão.

Uma das máximas adotadas por Cameron em sua carreira profissional remonta ao século XVIII: “Aqueles que não conhecem a história estão fadados a repeti-la”, disse um dia o filósofo irlandês Edmund Burke. 

Segundo um relatório do jornal Los Angeles Times, o diretor pretende tirar férias temporariamente da saga ambientada em Pandora após o lançamento de Avatar 3, marcado para o final do próximo ano, para retratar os desastres em Hiroshima e Nagasaki.

Depois de recriar nos cinemas a história do naufrágio do Titanic, o diretor de Avatar quer dirigir uma adaptação cinematográfica do livro “O Último Trem de Hiroshima”.

Escrito por Charles R. Pelegrino, o livro conta com depoimentos dos sobreviventes dos bombardeios em Hiroshima e Nagasaki — inclusive o falecido Tsutomu Yamaguchi, que sobreviveu às duas bombas atômicas durante a Segunda Guerra Mundial.

A história se repete?

Com a guerra na Ucrânia prestes a completar um ano desde o início dos ataques russos, ainda ontem, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou a suspensão da participação de Moscou no New Start, o último grande tratado de controle de armas nucleares entre norte-americanos e russos.

Em conversa com o LA Times, o diretor James Cameron ressaltou que o ultranacionalismo — aquele sentimento de “nós versus eles”... conhece? — aumentou à medida que os conflitos entre Ucrânia e Rússia se agravaram.

“Vivemos em um mundo mais precário do que pensávamos. Acho que o filme de Hiroshima seria mais oportuno do que nunca, se não mais. Isso lembra às pessoas o que essas armas realmente fazem quando são usadas contra alvos humanos.”

Diretor de Avatar e a história de Hiroshima

A ideia de transformar em filme o livro sobre as bombas em Hiroshima e Nagasaki não surgiu agora. Em 2010, James Cameron já havia manifestado interesse em adaptar a história para as telonas. 

Segundo o Mainichi, um dos importantes jornais diários mais importantes do Japão, na época, o diretor chegou a visitar no hospital e entrevistar Tsutomu Yamaguchi, o único sobrevivente conhecido dos dois atentados em Hiroshima e Nagasaki.

Pouco tempo depois, Yamaguchi faleceu, o que fez qualquer plano de Cameron para a adaptação voltar para as gavetas.

O diretor retomou o projeto após garantir o sucesso de “Avatar: O Caminho da Água” e de “Titanic” nos cinemas, que hoje ocupam a terceira e quarta posições na lista de maiores bilheterias da história, respectivamente.

Como o possível “hiato” de James Cameron deve acontecer somente após o terceiro filme de Avatar, a adaptação do livro sobre Hiroshima ainda não conta com data de lançamento definida.

  • O SEGREDO DOS MILIONÁRIOS: as pessoas mais ricas do Brasil não hesitam em comprar ações boas pagadoras de dividendos. Veja como fazer o mesmo neste treinamento exclusivo que o Seu Dinheiro está liberado para todos os leitores. 

As bombas de Hiroshima e Nagasaki

Durante a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos usaram de armas nucleares para forçar uma “rendição incondicional” do Japão.

Em 26 de julho de 1945, o presidente dos EUA, Harry Truman, fez um ultimato: ou os japoneses se rendiam ou enfrentariam "uma destruição rápida e absoluta".

Com a negativa asiática em se render, os americanos decidiram usar pela primeira vez na história uma bomba atômica em 6 de agosto daquele ano.

O primeiro alvo foi Hiroshima, uma cidade localizada na ilha de Honshu, que já havia sido bombardeada outra vez e servia de base militar para o Japão. 

A bomba atômica, apelidada de “Little Boy”, teve uma força equivalente a 15 mil toneladas de dinamite e resultou na morte de 50 mil a 100 mil pessoas no dia da explosão, com uma área de cerca de 10 quilômetros quadrados devastada.

Apesar da destruição, o Japão não deu sinais de rendição. Três dias depois, os Estados Unidos decidiram realizar outro ataque nuclear.

Desta vez, a cidade de Nagasaki, localizada mais ao sul do país, foi quem sofreu com a explosão: com uma bomba 50% mais poderosa que a de Hiroshima, o ataque matou mais de 40 mil pessoas. 

Os dois ataques nucleares, que entraram para a lista de momentos mais sombrios da história, resultaram na rendição dos japoneses em 14 de agosto de 1945.

Cameron desistiu de Avatar?

Em entrevista ao DigitalSpy, Cameron disse projetar que o terceiro filme da saga estreie nos cinemas em 20 de dezembro de 2024 — desde que não haja atrasos na pós-produção.

Como Avatar 3 dará sequência à história retratada em “O Caminho da Água”, as filmagens foram feitas simultaneamente. Desse modo, falta apenas realizar o processo de pós-produção das filmagens do longa-metragem — que ainda deve tomar muito trabalho.

Os novos planos do filme de Hiroshima e a “folga” de Avatar devem atrasar os dois últimos filmes da franquia ambientada em Pandora. 

Enquanto algumas filmagens de Avatar 4 já foram feitas, o último filme da saga ainda não começou a ser gravado, mas já conta com o roteiro escrito.

Até então, a expectativa era de que a franquia contasse com cinco filmes até 2028. As produções deveriam ser lançadas a cada dois anos, com Avatar 5 chegando às salas de cinema em 22 de dezembro de 2028.

*Com informações de LA Times

Compartilhe

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar