🔴 DÓLAR A R$5,38 E PODE SUBIR MAIS – VEJA COMO PROTEGER O SEU PATRIMÔNIO

Carolina Gama
Formada em jornalismo pela Cásper Líbero, já trabalhou em redações de economia de jornais como DCI e em agências de tempo real como a CMA. Já passou por rádios populares e ganhou prêmio em Portugal.
LONGE DO FIM

Figurões de Wall Street: Bill Ackman, Jeffrey Gundlach e Mohamed El-Erian fazem alerta sobre a próxima crise

Depois que o PacWest Bancorp informou que estava avaliando opções estratégicas para evitar o colapso, economistas e investidores voltaram a enviar avisos sobre o setor bancário norte-americano

Próxima Vítima de Jerome Powell quem é o PacWest Bancorp, banco que está na na corda bamba
Imagem: Montagem Seu Dinheiro / Divulgação

Silicon Valley Bank (SVB), Signature Bank, Silvergate, First Republic Bank — é cada vez maior o número de bancos regionais que estão entrando em colapso nos EUA e alimentando uma crise que se avizinha. Mais recentemente, o PacWest Bancorp apareceu como a bola da vez para aumentar essa lista.

A série recente de falências levou os principais economistas e investidores a alertar mais uma vez que a turbulência bancária está longe de terminar.

Figurões como Bill Ackman, Jeffrey Gundlach e Mohamed El-Erian expressaram preocupações renovadas sobre a estabilidade dos bancos de médio porte dos EUA, depois que o PacWest Bancorp informou que estava avaliando opções estratégicas após abandonar um esforço para levantar capital.

  • Ainda tem dúvidas sobre como fazer a declaração do Imposto de Renda 2023? O Seu Dinheiro preparou um guia completo e exclusivo com o passo a passo para que você “se livre” logo dessa obrigação – e sem passar estresse. [BAIXE GRATUITAMENTE AQUI]

A crise dos bancos norte-americanos

O setor bancário dos EUA tem enfrentado incertezas crescentes desde o colapso do SVB e do Signature Bank em março, com a recente falência do First Republic Bank e sua subsequente aquisição pelo JPMorgan alimentando as preocupações sobre a estabilidade do setor.

O cenário devolveu os investidores a 2008, quando os bancos regionais também começaram a entrar em colapso na chamada crise do subprime que se espalhou por todo o setor financeiro, com a quebra do Lehmann Brothers em setembro daquele ano como o maior símbolo desse período. 

Na quarta-feira (03), o presidente do Federal Reserve (Fed) afastou temores sobre a fragilidade dos bancos norte-americano, afirmando que o sistema financeiro dos EUA segue sólido. 

  • VEJA TAMBÉM: Adeus, Serasa: “se eu deixar de pagar minhas dívidas por 5 anos, elas simplesmente somem e meu nome volta a ficar limpo?” Descubra a resposta para este e outros problemas envolvendo dinheiro no novo episódio de A Dinheirista, que resolve suas aflições financeiras com bom humor:

O que pensam os figurões de Wall Street

Mas será que os principais economistas e investidores de Wall Street concordam com a visão do chefão do BC norte-americano? Abaixo o que eles pensam e os alertas sobre a crise bancária que se avizinha.

  • Bill Ackman, investidor bilionário

"O fracasso da FDIC [Federal Deposit Insurance Corporation, o FGC dos EUA], em atualizar e expandir seu regime de garantias martelou mais pregos no caixão", disse Ackman na quarta-feira no Twitter. 

Segundo ele, o First Republic não teria falhado se a FDIC garantisse temporariamente os depósitos enquanto um novo regime fosse criado. 

“Em vez disso, vemos os dominós caírem com um grande custo sistêmico e econômico", afirmou.

  • Mohamed El-Erian, principal consultor econômico da Allianz

El-Erian levantou dúvidas sobre a sugestão de Powell de que o pior da turbulência bancária já passou.

“Temo que isso acabe sendo adicionado à lista de comunicações infelizes do Federal Reserve nos últimos anos que corroeram a credibilidade do banco central, minaram a orientação e a eficácia política e arriscaram a autonomia”, afirmou. 

  • Paul McCulley, ex-economista-chefe da PIMCO

"A economia desacelerou. A inflação está indo na direção certa. Temos um problema bancário crônico generalizado", disse McCulley.

Ele afirmou ainda que a "fase aguda" da crise bancária, em que os credores entram em colapso e provoca pânico entre os investidores de Wall Street, está começando a diminuir. 

Mas, segundo McCulley, a economia dos EUA agora está prestes a enfrentar a "fase crônica" dos problemas bancários, já que os bancos que enfrentaram enormes perdas nos últimos meses devem recuar nos empréstimos, fazendo com que as condições de crédito fiquem mais apertadas e desacelerem ainda mais a economia.

  • Jeffrey Gundlach, CEO da DoubleLine

Para ele, os problemas com os bancos regionais norte-americanos estão longe de terminar e a solução está nas mãos do Federal Reserve.

"Os depósitos vão continuar caindo, não acho que este seja o último capítulo desse problema bancário regional... realmente não vejo o que vai fazer isso parar, a menos que o Fed corte as taxas de juros", disse Gundlach.

*Com informações da CNBC e do Markets Insider

Compartilhe

O PODER DA LOIRINHA

Efeito Eras Tour: como Taylor Swift pode impedir que um dos maiores bancos centrais do mundo corte os juros agora?

15 de junho de 2024 - 17:02

Termos como “Swiftflation” e “Swiftonomics” surgiram para se referir ao aumento nos gastos em serviços como hotéis, voos e restaurantes em torno das apresentações da cantora — e agora isso virou um problema para a política monetária

DESDE 1950…

Argentina está em crise, mas… desde quando? Banco Mundial aponta país como recordista de anos em recessão 

14 de junho de 2024 - 19:15

Em 1948, PIB per capita da Argentina era de cerca de 84% daquele das dez maiores economias do mundo; hoje, é de 34%

OS BRITÂNICOS VÃO ÀS URNAS

Quem leva a melhor no Reino Unido? A carta na manga dos trabalhistas para derrubar os conservadores nas eleições de julho

13 de junho de 2024 - 20:01

Os trabalhistas lideram as pesquisas de intenção de voto com a ajudinha de fórmulas conhecidas pelo centro

presidente motoserra

Milei consegue conter preços e inflação Argentina baixa para 4,2% em maio

13 de junho de 2024 - 18:10

Apesar da queda em maio, índice de preços ainda acumula 276% de alta em 12 meses

EM MEIO AO CAOS

Todo poder a Milei? Com voto de Minerva e repressão a manifestantes, Senado da Argentina aprova pacote ultraliberal

13 de junho de 2024 - 11:16

O projeto concede amplos poderes ao Executivo, dando prerrogativas de interferência ao presidente, mas foi desidratado na Casa

PEDIU O MERCADO EM NAMORO?

De Powell, com amor (mas nem tanto): o que a decisão do Fed diz sobre os juros nos EUA

12 de junho de 2024 - 15:12

Em decisão amplamente esperada, o banco central norte-americano manteve a taxa referencial na faixa entre 5,25% e 5,50% ano — foi o gráfico de pontos que mandou a mensagem aos mercados

GUERRA COMERCIAL

Todos contra a China? União Europeia sai à caça dos elétricos chineses com aumento de impostos

12 de junho de 2024 - 14:38

Medida anunciada nesta quarta-feira (12) pelo bloco europeu vai elevar tarifas em até 38% para os EVs asiáticos e pode afetar a BYD e até a Tesla de Elon Musk

EM ANO DE ELEIÇÃO

Hunter Biden pode ser preso? Filho do presidente dos EUA é condenado por posse ilegal de arma — e o que isso significa para a campanha de Joe Biden

11 de junho de 2024 - 18:14

Hunter, de 54 anos, pode pegar até 25 anos e pagar US$ 750 mil em multas

Política Europeia

Decisão de Macron de dissolver Parlamento e convocar eleições antecipadas é aposta política de alto risco

10 de junho de 2024 - 11:13

Atitude de Macron vem após avanço do partido de extrema direita Reunião Nacional nas eleições do Parlamento Europeu

DEPOIS DO ULTIMATO

E agora, Netanyahu? Ministro de guerra de Israel renuncia ao cargo em meio a conflitos em Gaza

9 de junho de 2024 - 17:48

Benny Gantz deu um ultimato a Netanyahu em maio para que o gabinete de guerra adotasse um “plano de ação” para acabar com a batalha em Gaza

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar