🔴 SEM JOGUINHOS, NEM APOSTAS: ESTA FERRAMENTA PODE GERAR GANHOS DE ATÉ R$ 3 MIL POR DIA – CONHEÇA

Ricardo Gozzi
POR UNA CABEZA

Fora do páreo: Alberto Fernández anuncia que não vai buscar a reeleição na Argentina; veja o pronunciamento

Com inflação fora de controle e dólar em alta, Alberto Fernández informou que entregará o cargo em 10 de dezembro

Ricardo Gozzi
21 de abril de 2023
11:34 - atualizado às 12:28
Alberto Fernández, presidente da Argentina
Alberto Fernández, presidente da Argentina - Imagem: Shutterstock

A inflação fora de controle e a alta do dólar custaram caro ao presidente da Argentina, Alberto Fernández.

O mandatário argentino anunciou na manhã desta sexta-feira (21) que não buscará a reeleição ao cargo nas eleições de outubro.

Em uma mensagem de vídeo de mais de 7 minutos de duração publicada em suas redes sociais, Fernández disse que vai entregar a faixa presidencial em 10 de dezembro a quem vencer o pleito.

Alberto Fernández afirmou ter tomado a decisão “com a certeza de não ter tomado uma única medida contra o nosso povo”.

Comprometeu-se ainda a concentrar  “seu esforço, seu empenho e seu coração na resolução dos problemas dos argentinos”.

Fala mais, Alberto Fernández

“Quando comecei a militar na política, na década de 1970, nunca coloquei a missão pessoal antes da necessidade do todo”, disse Fernández.

“Como militante peronista, sempre soube que primeiro vem a pátria, depois o movimento e por último os homens. Por isso vou cumprir essa escala de prioridades”, argumentou o presidente no vídeo.

Ainda de acordo com ele, o contexto econômico o obriga “a dedicar todos os esforços para atender aos momentos difíceis que o país atravessa”.

Decisão abre disputa no campo peronista

Com a decisão, o chefe de Estado argentino abriu caminho para que os diferentes setores que compõem a Frente de Todos decidam quem será o candidato da centro-esquerda argentina à sucessão.

Isso pode acontecer por acordo entre as facções políticas do campo peronista ou por meio de eleições primárias.

Nos últimos meses, Fernández vinha tomando uma série de medidas com a intenção de apresentar alguma melhora econômica na Argentina.

Entre essas ações, numa tentativa de estimular setores produtivos, o governo criou uma sucessão de taxas de câmbio preferenciais.

A seis meses das eleições, entretanto, as medidas mostraram-se inócuas.

Enquanto o governo renegocia um acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), o país vizinho atravessa um momento no qual a inflação anual supera os 100% e a depreciação cambial acentua-se cada vez mais.

As atenções voltam-se agora a como vai se posicionar a ex-presidente e atual vice-presidente Cristina Kirchner, líder da ala peronista à qual pertence Fernández.

Apesar da situação periclitante no país, a imprensa local tem apontado o ministro da Economia, Sergio Massa, como um possível presidenciável para outubro.

Compartilhe

AMIZADE ARDENTE

Poucos amigos, mas perigosos: o saldo da visita de Putin à Coreia do Norte que deixou o mundo em alerta

19 de junho de 2024 - 18:35

Isolados por severas sanções internacionais, Moscou e Pyongyang juntam forças para continuarem de pé; entenda toda essa história

BATEU ARREPENDIMENTO?

Pesou no bolso? Elon Musk volta atrás nos ataques a anunciantes do X — meses após mandar as empresas irem se f****

19 de junho de 2024 - 17:45

Para analistas do mercado, o tom mais brando do bilionário sinaliza o primeiro passo em direção à tentativa de reconquistar o dinheiro publicitário para a plataforma

TIC TAC TIC…

Desativando a bomba-relógio: o que está por trás da mudança que a China quer fazer nos juros

19 de junho de 2024 - 16:12

O presidente do Banco do Povo da China (PBoC), Pan Gongsheng, anunciou nesta quarta-feira (19) que está estudando uma série de alterações na estrutura de política monetária; entenda o que pode acontecer na segunda maior economia do mundo

ELEIÇÕES DE 2024

Inteligência Artificial para prefeito? OpenIA encerra chatbots de políticos de IA

19 de junho de 2024 - 14:58

Cidadão norte-americano candidatou um chatbot de inteligência artificial para concorrer às eleições no estado de Wyoming. A OpenAI revelou que encerrou atividades de ferramentas do tipo nos EUA e no Reino Unido

ADEUS, BYE BYE

Para onde estão indo as fortunas? Por que os milionários estão fugindo de um dos maiores destinos de super-ricos no mundo — e não é um paraíso fiscal

18 de junho de 2024 - 18:55

Pesquisa mostra que esse país sofrerá uma perda líquida de 9.500 indivíduos de altíssima renda em 2024 — mais do dobro do número do ano passado de 4.200, que por si só foi um número recorde

SONHO AMERICANO?

Concessão de visto de trabalho a brasileiros bate recorde nos EUA – mas oportunidades podem chegar ao fim se Trump ganhar

17 de junho de 2024 - 19:30

Os vistos para trabalhadores brasileiros qualificados também registraram número recorde. Porém, com discurso mais inflamado de Trump, o cenário pode mudar; veja como conseguir o seu green card

Energia renovável

Espanha produz eletricidade demais — e agora não sabe o que fazer com tanta energia

17 de junho de 2024 - 17:43

Investimentos em energia solar e eólica levaram o país a produzir mais energia do que necessita

O VALOR DA BANDEIRA BRANCA

Putin não aguenta mais? Rússia diz qual é o preço para acabar com a guerra na Ucrânia — e Ocidente manda a própria fatura

16 de junho de 2024 - 15:34

Pelo menos 90 países e organizações se reuniram na Suíça — sem a participação de Moscou — para tentar encontrar o caminho para a paz

NINGUÉM SEGURA

Efeito Godzilla: por que as tarifas não vão conseguir parar os carros elétricos made in China?

16 de junho de 2024 - 14:16

O presidente dos EUA, Joe Biden, introduziu no mês passado impostos elevados sobre os carros elétricos da China, efetivamente duplicando o preço de tabela — mas há quem diga que nem assim será possível freá-los

O PODER DA LOIRINHA

Efeito Eras Tour: como Taylor Swift pode impedir que um dos maiores bancos centrais do mundo corte os juros agora?

15 de junho de 2024 - 17:02

Termos como “Swiftflation” e “Swiftonomics” surgiram para se referir ao aumento nos gastos em serviços como hotéis, voos e restaurantes em torno das apresentações da cantora — e agora isso virou um problema para a política monetária

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar