🔴 MELHORES MOMENTOS DO MACRO SUMMIT BRASIL 2024 – ASSISTA AQUI

Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Menos trabalho

Bradesco lança fundos de previdência com investimento no exterior e rebalanceamento automático da carteira

Novos planos de previdência investem em renda fixa, ações e ativos estrangeiros e ainda reduzem o risco e o custo da carteira conforme se aproxima a data da aposentadoria

Telefone celular com tela do aplicativo do Bradesco sobre um teclado de computador Bradesco (BBDC4) dividendos
Nova família de fundos de previdência do Bradesco pode investir até 20% da carteira no exterior. Imagem: Shutterstock

O Bradesco acaba de lançar uma nova família de fundos de previdência do tipo data-alvo que promete facilitar a vida do investidor e ainda pode investir no exterior.

Os planos de previdência data-alvo são aqueles que contam com uma data de “vencimento”, a partir da qual o titular passa a receber a sua renda de aposentadoria; assim, eles podem rebalancear a carteira automaticamente, migrando para ativos cada vez menos arriscados, conforme a data de vencimento se aproxima.

  • Quer investir no exterior? Então se prepare, pois é preciso ter coragem para encarar a volatilidade do mercado internacional em 2023. Conheça as melhores estratégias que você pode adotar para se expor a esses ativos CLICANDO AQUI.

Trata-se de uma automatização bastante bem-vinda para um investimento de longo prazo e com algumas regras não muito simples, como é o caso da previdência privada.

Facilita para o investidor manter a disciplina e os benefícios tributários adquiridos com o tempo e sem se preocupar em ter ele mesmo que pedir portabilidade para planos menos arriscados à medida que o tempo passa.

No caso dos novos fundos data-alvo do Bradesco, eles estarão disponíveis nas modalidades PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre) e poderão ter quatro vencimentos programados: 2030, 2040, 2050 e 2060.

Quanto aos tipos de ativos que irão compor a carteira, os fundos poderão investir em renda fixa, ações, além de manter até 20% do portfólio em ativos no exterior, limite estabelecido para os planos previdenciários.

A ideia é que o balanceamento entre as classes de ativos seja reequilibrado à medida que o investidor se aproxima da data da aposentadoria, com uma proporção de renda variável maior no início do plano do que no final.

“O benefício principal de um produto de longo prazo é o tempo. A gente ajusta a estratégia desse produto de acordo com o prazo”, disse Rafael Barroso, superintendente executivo da Bradesco Vida e Previdência, em entrevista ao Seu Dinheiro.

Com isso, a taxa de administração do produto também cairá com o passar do tempo. À medida que um percentual maior do fundo vai sendo alocado em renda fixa, os custos do investimento tendem a ficar menores.

Assim, a taxa da nova família de fundos do Bradesco pode variar de 0,5% (com o máximo de renda fixa) até 1,30% ao ano (com o máximo de risco permitido).

Os novos fundos de previdência também desfrutam dos mesmos benefícios tributários de quaisquer outros planos previdenciários, como a ausência de come-cotas, a possibilidade de escolher entre duas tabelas distintas de tributação e, no caso do PGBL, de deduzir as contribuições feitas ao plano na declaração de imposto de renda.

Para além da aposentadoria

Segundo o Bradesco, a família de fundos data-alvo pode ser usada para outros objetivos de longo prazo além da aposentadoria, como para custear um intercâmbio, curso no exterior, período sabático, transição de carreira ou mesmo a faculdade dos filhos num futuro ainda um pouco distante.

Concorrência do Tesouro Direto?

Chama a atenção que um produto como um plano de previdência data-alvo tenha uma certa semelhança com o novo título público que Tesouro Direto vai começar a oferecer no final de janeiro, o Tesouro RendA+, voltado especificamente para a aposentadoria.

Como já mostramos aqui no Seu Dinheiro, cada Tesouro RendA+ terá uma data pré-estabelecida que marca o momento em que o investidor começará a receber uma renda mensal, a título de aposentadoria. Até lá, o investidor apenas fará aportes, sem receber qualquer rendimento.

Ou seja, assim como ocorre com os planos de previdência privada, o título será composto de um período de acumulação e um período de recebimento de renda; e, da mesma forma que nos fundos data-alvo, a data em que se passa de uma fase à outra já está estabelecida no início do investimento.

No caso dos novos fundos data-alvo do Bradesco, os primeiros vencimentos - 2030, 2040, 2050 e 2060 - inclusive coincidem com algumas das datas-alvo dos primeiros Tesouro RendA+, que começam a ser negociados em 30 de janeiro.

Perguntando sobre essa concorrência do Tesouro Direto, Rafael Barroso disse que as semelhanças entre os dois produtos estão limitadas à simplicidade do funcionamento e à forma de receber a renda e que vê com bons olhos o novo título público.

“A gente vê essa nova opção do Tesouro como algo que complementa a previdência privada e democratiza ainda mais o planejamento financeiro e previdenciário. Achamos importante que a população tenha opções. Mas ao mesmo tempo, é uma alternativa muito simples”, diz o superintendente executivo da Bradesco Vida e Previdência.

De fato, o Tesouro RendA+ não conta, por exemplo, com os benefícios tributários dos planos de previdência. “Pode ser um meio de começar a investir para a aposentadoria, mas a previdência privada é mais ampla, permite a mudança da estratégia de investimento, pode cobrir o risco de sobrevida e ajudar no planejamento sucessório, por exemplo”, completa.

Compartilhe

LOTERIAS HOJE

Sem vencedores, Mega-Sena acumula em R$ 66 milhões e ninguém fica milionário com Lotofácil ou Quina; veja resultados

14 de abril de 2024 - 11:48

Também veja o motivo para a +Milionária, a ‘loteria que nunca saiu’, nunca ter tido um ganhador da cota principal

IR 2024

Como declarar fundos imobiliários (FIIs) e fiagros no imposto de renda

12 de abril de 2024 - 7:10

Fundos imobiliários e fiagros têm cotas negociadas em bolsa, sendo tributados e declarados de formas bem parecidas

IR 2024

Como declarar fundos de investimento no imposto de renda

11 de abril de 2024 - 7:15

O saldo e os rendimentos de fundos devem ser informados na declaração de IR. Saiba como declará-los

IR 2024

Como declarar empréstimos e financiamentos no imposto de renda

10 de abril de 2024 - 7:30

Dívidas de valor superior a R$ 5 mil também devem ser informadas na declaração, mas empréstimos e financiamentos são declarados de formas distintas e que requerem cuidados

IR 2024

Como declarar doações efetuadas e recebidas no imposto de renda

9 de abril de 2024 - 6:50

Embora sejam isentas de IR, doações são acompanhadas pelo Fisco, pois modificam o patrimônio dos contribuintes. Você precisa informar ao Leão sobre a origem e o destino dos seus recursos

Viagens internacionais

Nubank anuncia conta global em dólar e euro com uma das menores taxas de conversão do mercado – e faz frente ao Inter

8 de abril de 2024 - 15:30

Nova conta para viagens internacionais é fruto de parceria com a Wise e voltada para clientes do segmento de alta renda Ultravioleta

IR 2024

Como declarar renda fixa e COE no imposto de renda

8 de abril de 2024 - 7:00

Títulos de renda fixa – mesmo os isentos! – e Certificados de Operações Estruturadas (COE) são declarados de forma semelhante. Veja como informar o saldo e os rendimentos dessas aplicações financeiras na sua declaração

IR 2024

Quais os principais gastos dedutíveis do imposto de renda

5 de abril de 2024 - 7:13

Despesas dedutíveis só podem ser aproveitadas por quem entrega a declaração completa e reduzem o IR devido; mas mesmo quem entrega a declaração simplificada precisa declará-las

A DINHEIRISTA

Ele tem um filho fora do casamento, a esposa não sabe, mas ele paga as contas da criança às escondidas — dá para abater do IR?

4 de abril de 2024 - 17:27

Ele tem um filho fora do casamento, a esposa não faz ideia! E os gastos?

IR 2024

Como declarar previdência privada no imposto de renda

4 de abril de 2024 - 7:55

Aprenda a declarar no imposto de renda as contribuições feitas a PGBL, VGBL e fundos de pensão, bem como os rendimentos recebidos dos planos de previdência privada

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies