🔴 É HOJE! COMO COMPRAR CARROS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NA TABELA FIPE – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
BALANÇO

Rombo financeiro do Magazine Luiza (MGLU3) aumenta e prejuízo da varejista chega a R$ 391 milhões no primeiro trimestre

O rombo é ainda maior que os R$ 161,3 milhões negativos que já haviam sido registrados no primeiro trimestre do ano passado

Larissa Vitória
Larissa Vitória
15 de maio de 2023
20:30 - atualizado às 0:03
lu do magalu magazine luiza
Lu do Magalu - Imagem: Reprodução Magazine Luiza

O primeiro trimestre foi excelente para o Magazine Luiza na bolsa de valores — os papéis MGLU3 subiram mais de 20% no período. A notícia é boa, mas o que os investidores e analistas querem saber é como o desempenho financeiro da empresa entre janeiro e março deste ano.

E a resposta está no balanço divulgado nesta segunda-feira (15), que mostra que a empresa registrou um prejuízo de R$ 391,2 milhões no período. O rombo é ainda maior que os R$ 161,3 milhões negativos que já haviam sido computados no primeiro trimestre do ano passado.

De acordo com a varejista, o resultado foi influenciado principalmente pela reintrodução do DIFAL — instrumento que calcula e cobra a diferença entre a alíquota interna e a interestadual de ICMS do Estado destino dos produtos ou serviços — e pelo aumento das despesas financeiras consideradas "sazonais".

Já o Ebtida (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado cresceu 3,2% na mesma base de comparação, para R$ 448 milhões. A receita líquida teve um desempenho parecido e avançou 3,5%, chegando a pouco mais de R$ 9 bilhões.

Na frente operacional, as vendas da companhia somaram R$ 15,5 bilhões, alta de 10,1% ante o 1T22. Um dos principais contribuintes para o desempenho foi o crescimento de 11,1% no e-commerce. As lojas físicas também apresentaram um avanço de 7,5% no período.

Vale destacar que o Magazine Luiza abriu 11 unidades físicas e fechou outras 186 nos últimos 12 meses — 177 destas eram quiosques — e terminou o trimestre com 1.048 lojas convencionais, 237 virtuais e 17 quiosques operados em parceria com a rede de supermercados Semar.

  • Imposto de Renda sem complicações: não passe perrengue na hora de declarar o seu IR em 2023. Baixe de forma GRATUITA o guia completo que Seu Dinheiro preparou com todas as orientações que você precisa para fazer sua declaração à Receita sozinho. [É SÓ CLICAR AQUI]

Magazine Luiza (MGLU3) vende “balcão” e participação em seguradora

Vale destacar que, alguns dias antes da publicação dos resultados financeiros, o Magazine Luiza anunciou um acordo da ordem de R$ 1 bilhão com a BNP Paribas Cardif na área de seguros.

O negócio inclui o lançamento de novos produtos, especialmente nos canais digitais, e a extensão da parceria para a oferta de seguros para os clientes do Magalu, até dezembro de 2033.

Para ceder o direito de explorar o seu valioso balcão, o Magazine Luiza vai receber em até 30 dias, um valor líquido de R$ 850 milhões, além das comissões pela distribuição de seguros.

Além da venda do balcão, o Magalu decidiu negociar a participação na Luizaseg Seguros para o NCVP, sociedade controlada pela Cardif, por R$ 160 milhões.

Compartilhe

REPORTAGEM ESPECIAL

Pão de Açúcar (PCAR3) volta às origens e tenta se reinventar após “desmanche” no fim da era Casino

21 de maio de 2024 - 6:19

Situação do Pão de Açúcar pode mudar à medida que a atual administração consiga trazer a operação de volta à rentabilidade; saiba o que esperar das ações da rede de supermercados

AVAL DOS MUNICÍPIOS

Sinal verde para privatização: Municípios de SP aprovam “último passo” para desestatizar a Sabesp (SBSP3)

20 de maio de 2024 - 18:47

No passo final do processo de desestatização, centenas de prefeitos de São Paulo assinaram um contrato unificado com a companhia de saneamento

DE OLHO NAS REDES

Interferência na Petrobras ainda vai longe? Os planos de Lula para a empresa não agradam nem um pouco o mercado — e agora? 

20 de maio de 2024 - 18:11

Os ruídos dentro na Petrobras (PETR4) não são de agora e a principal preocupação do investidor de PETR4 é a influência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na estatal.  Enquanto o governo quer que a estatal faça cada vez mais investimentos, o mercado enxerga que isso pode ser um perigo, dado o risco de […]

ENTENDA O IMBRÓGLIO

Vibra (VBBR3) compra seu edifício-sede no Rio, mas transação causa impasse para investidores de CRI e fundos imobiliários

20 de maio de 2024 - 17:02

Não se trata de um calote como os vistos no mercado de CRI no ano passado, mas sim de uma situação muito mais complexa do ponto de vista jurídico

MAIOR CAUTELA

Fusão entre Petz (PETZ3) e Cobasi anima analistas — mas esse bancão ainda vê potencial de alta limitado para ações

20 de maio de 2024 - 16:02

Bank of America elevou o preço-alvo dos papéis da Petz nesta segunda-feira (20), mas manteve recomendação neutra; entenda

DE OLHO NO AGRO

Como ficam as ações das empresas do agronegócio na B3 que atuam no RS após a tragédia climática no Estado?

20 de maio de 2024 - 6:22

Para analistas, empresas como Camil (CAML3) e 3tentos (TTEN3) podem compensar eventuais perdas com a alta dos preços em razão da restrição da oferta

UNIÃO DA MODA

Fusão da moda: Arezzo (ARZZ3) e Grupo Soma (SOMA3) acertam termos e condições para incorporação que criará gigante do varejo

19 de maio de 2024 - 9:03

De acordo com as informações mais recentes dos respectivos balanços, as empresas, juntas, faturam algo em torno de R$ 12,765 bilhões

CRISE NA ESTATAL

Justiça nega pedido por assembleia na Petrobras (PETR4) que atrasaria posse de Magda Chambriard

18 de maio de 2024 - 17:02

Em sua reclamação na Justiça, o deputado do Novo alega que, eventualmente reconhecida a queda do CA em efeito dominó após a saída de Prates

QUASE 10 ANOS DEPOIS

Vale (VALE3), BHP e Samarco fazem nova proposta de R$ 127 bilhões para compensar tragédia em Mariana, mas acordo não deve evoluir agora

18 de maio de 2024 - 14:44

Valor de R$ 127 bilhões oferecido na última proposta, do final de abril, foi mantido, mas as empresas retomariam agora obrigações que tinham ficado de fora

SUBIU, DESCEU

Volta da febre das “meme stocks”: GameStop cai quase 20% em um único pregão, mas fecha semana com ganhos de 23%

18 de maio de 2024 - 13:26

Também pressionaram os papéis da mais famosa “ação meme” a divulgação de dados trimestrais preliminares da empresa

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar