🔴 HERANÇA EM VIDA? NOVO EPISÓDIO DE A DINHEIRISTA! VEJA AQUI

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
FÊNIX CRIPTO

FTX pode voltar? Entenda rumores de retorno da corretora falida que fizeram criptomoeda FTT disparar 32%

Quem deu esperanças da volta da exchange foi o CEO responsável por consertar o estrago provocado pelo fundador da FTX; veja o que ele disse

Novo CEO da FTX, John J. Ray III, afirma que há pessoas interessadas no negócio da corretora falida
O novo CEO da FTX, John J. Ray III. - Imagem: Divulgação / Montagem Seu Dinheiro

A esperança é sempre a última que morre — e se levarmos em conta a de Sam Bankman-Fried, essa é a mais resiliente de todas. O ex-CEO da corretora falida FTX publicou recentemente em sua conta no Twitter que a exchange sempre foi solvente. 

SBF — sigla pela qual é conhecido nas redes sociais — sempre defendeu que a corretora poderia voltar a ser uma das campeãs do mercado. Naturalmente, pouca gente dava bola para o homem que precisou pagar US$ 250 milhões para ficar “de castigo” em prisão domiciliar na casa dos pais. 

Mas as palavras de John J. Ray III, que atualmente conduz a reestruturação da FTX, fizeram um pequeno milagre no mercado cripto. A criptomoeda da corretora FTT chegou a disparar mais de 32% após ele confirmar que há, sim, alguma possibilidade de a exchange voltar.

“Existem pessoas com as quais estamos trabalhando que identificam que o negócio pode ser viável”, disse ele. Por volta das 15h, o token FTT avançava 29,86%, cotado a US$ 2,36. No mesmo horário, o bitcoin (BTC) era negociado em leve alta de 0,08%, a US$ 20.963,16.

O que (em tese) torna a FTX um negócio “viável”

Aos 64 anos, John J. Ray III é um especialista em reestruturação empresarial, conhecido por sua atuação na falida Enron, companhia da qual conseguiu exprimir alguns bilhões para os credores. 

Os primeiros passos na FTX foram simples: ajustar o confuso balanço da corretora — cujos fundos se confundiam com outras empresas do grupo liderado por SBF — e liberar os recursos bloqueados dos clientes.

O foco, portanto, não é exatamente fazer a companhia renascer. Contudo, “as cartas estão na mesa”, nas palavras do executivo. 

Organizando a papelada

Apesar de constantemente trocar farpas públicas com seu antecessor, Ray tem desempenhado um papel importante à frente da corretora. Com 30 terabytes e de informações da FTX à disposição, ele conseguiu revelar que a companhia possuía US$ 5,5 bilhões em “ativos líquidos”

É esperado também que Ray consiga ter um balanço mais preciso da dívida ao longo do processo de reestruturação.

Um número preliminar indica que a FTX deve cerca de US$ 3 bilhões para seus 50 principais credores, um número que pode facilmente chegar aos US$ 8,8 bilhões em outras estimativas.

Uma profecia autorrealizável para a FTX

Algumas especulações sobre o retorno da FTX incluem o próprio token FTT. 

Não é novidade que o mercado de criptomoedas é altamente especulativo — é só lembrar do caso Terra (LUNA): vez ou outra, o token aparece entre os maiores ganhos do dia devido a alta especulação, mesmo que a moeda não tenha nenhum valor em si. 

Uma hipótese seria o uso do token FTT para estimular os investidores a colocar dinheiro em uma nova corretora. Os ganhos obtidos com essa valorização seriam usados para pagar os investidores lesados pela falência da exchange anterior.

Este cenário é mera especulação, mas já aconteceu com a nova Terra (LUNA): nas máximas histórias, o projeto chegou a valer mais de US$ 7 bilhões, ou um quinto do projeto original — mas, ainda assim, é algum dinheiro para o fugitivo criador do protocolo.

*Com informações do The Wall Street Journal

Compartilhe

MAR CALMO

Recuo antes do tsunami: bitcoin (BTC) se aproxima dos US$ 60 mil antes do evento que pode fazer criptomoeda disparar 150%

17 de abril de 2024 - 14:44

As atenções se voltam para o halving, quando a recompensa pela mineração da criptomoeda cai pela metade

crypto insights

O que a guerra no Oriente Médio significa para o bitcoin (BTC)? E quais criptoativos devem se sair bem logo após o halving?

16 de abril de 2024 - 20:00

O susto da guerra foi um gatilho de volatilidade que fez com que os preços do bitcoin e das altcoins corrigissem com força. Mas isso abriu uma oportunidade de compra

PRESSÃO NOS PREÇOS

Bitcoin (BTC) cai e atinge menor nível em quase um mês — mesmo depois de uma ótima notícia para o mercado de criptomoedas

16 de abril de 2024 - 10:48

A maior moeda digital do planeta é um ativo sensível às variações macroeconômicas e as tensões internacionais não facilitam

IRÃ X ISRAEL

Bitcoin (BTC) despenca: aumento da tensão no Oriente Médio cria ‘flash crash’ no mercado de criptomoedas; entenda

14 de abril de 2024 - 14:41

Depois do avanço de drones e mísseis balísticos sobre o território israelense, o mercado de criptomoedas reduziu a queda, mas segue pressionado

DE ELEVADOR

Por que o bitcoin (BTC) zerou os ganhos da semana faltando menos de 7 dias para o halving? Criptomoedas caem até 13% no período

13 de abril de 2024 - 9:02

Nos últimos dias, o mercado financeiro tradicional avaliou que o Federal Reserve (Fed, o Banco Central norte-americano) só deve cortar os juros do país em setembro

QUEM LACRA NÃO LUCRA?

Briga entre Elon Musk e Alexandre de Moraes faz criptomoeda disparar mais de 9.500% em menos de uma semana

12 de abril de 2024 - 17:46

A moeda-meme foi criada por internautas no último domingo (7) — e já se valorizou 9.550% em três dias de lançamento

CONTRA O RELÓGIO

Menos de dez dias para o halving do bitcoin (BTC): depois de impulsionar, ETFs estabilizam criptomoedas; até onde os preços vão agora?

10 de abril de 2024 - 10:57

Em 2016 e 2020, por exemplo, quando ocorreram os últimos dois halvings, o preço do BTC subiu 123,80% e 304,10% respectivamente

CRYPTO INSIGHTS

O problema das três… Camadas? Entenda o que são e por que você deveria olhar para as L3s, nova tecnologia do mercado de criptomoedas

9 de abril de 2024 - 16:42

A nova discussão do momento é a Camada 3 (ou L3s), que representam uma evolução no desenvolvimento de soluções de escalabilidade no ecossistema blockchain

DÉCIMA MAIOR DO MUNDO

Como Toncoin (TON), criptomoeda do Telegram, tomou o lugar da Avalanche (AVAX) com alta do mercado

8 de abril de 2024 - 12:40

A integração com o Telegram impulsionou as cotações da moeda este ano, mas um anúncio de hoje também ajudou na valorização

RALI ANTECIPADO

Faltando onze dias para o halving, bitcoin (BTC) se aproxima das máximas históricas a US$ 72 mil; ethereum (ETH) e outras criptomoedas também saltam hoje

8 de abril de 2024 - 9:33

Esse é um dos eventos mais importantes do mercado de criptomoedas porque limita a oferta de BTC para o mercado; mantida a demanda, os preços tendem a subir

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar