🔴 NOVA META: RENDA EXTRA DE ATÉ R$ 2 MIL POR DIA – SAIBA COMO

Uma dolorosa revisão de expectativas: Entenda como a crise bancária nos EUA impacta o mercado

Com a quebra do banco SVB e uma possível crise de crédito, o mercado financeiro teve que revisar as expectativas

16 de março de 2023
11:07
Ibovespa mercados em queda
Imagem: Shutterstock

Dizem que, desde que o Fed começou seu atual ciclo de alta de juros, era questão de tempo para aparecerem corpos boiando no mercado financeiro dos Estados Unidos. Esse momento chegou na quinta-feira passada, quando o SVB (Silicon Valley Bank) anunciou que precisaria de um aumento de capital.

Na sexta, houve uma verdadeira corrida bancária contra a instituição e no domingo o banco estava liquidado pelas autoridades — que prometeram também garantir todos os seus depósitos, e não apenas aqueles que estavam cobertos pelo fundo garantidor local.

Mas este não é um texto sobre o SVB, esse é um texto sobre mudanças forçadas de expectativas do mercado (a história da derrocada do banco foi contada brilhantemente pelo Matheus Soares na Compoundletter de terça, com clareza e profundidade não vistas em agências e jornalões).

As expectativas do mercado

O gráfico abaixo representa as variações diárias de preços dos títulos de dois anos do tesouro americano. Veja como na segunda-feira houve a maior variação negativa do gráfico, de cerca de 60 pontos base, ou 0,6 ponto percentual.

Essa queda mostra que o mercado mudou de expectativas. Com a quebra do banco e uma possível crise de crédito, o mercado já viu sinais suficientes de redução de demanda e de que, portanto, o Fed pode aumentar menos os juros ou até baixá-los no segundo semestre. E começou a projetar um juro mais baixo no futuro.

Antes da liquidação do SVB, a expectativa era de que os juros chegassem a 5,9% nos Estados Unidos. Depois, essas expectativas caíram para 5%. Hoje a taxa básica de juros por lá é entre 4,5% e 4,75% ao ano. É o que mostra a imagem abaixo, da Bloomberg.

Esses gráficos também contam uma história sobre stop loss. Como quase todos os fundos trabalham com metas de volatilidade e como quase todos estão expostos ao tesouro americano, uma mudança brusca nos preços dos títulos faz com que muitos sejam forçados a vender os títulos, derrubando ainda mais o preço.

Quem não mudou de expectativa antes, foi obrigado a mudar depois, na marra.

E agora, Fed?

Então agora podemos ter certeza que o Fed vai segurar a mão nos juros, correto? Ninguém quer uma quebradeira de bancos, como em 2008.

Não exatamente. O problema é que o principal mandato do Fed não é salvar bancos, e sim segurar a inflação. E isso ainda não aconteceu.

O índice de preços ao consumidor nos Estados Unidos de fevereiro saiu ontem e ficou acima do esperado, em 0,4%. Em termos anuais, a inflação está em 5,9% por lá.

O Fed decide na quarta-feira o que vai acontecer com os juros norte-americanos.

  • Quer ter a chance de construir uma fortuna com criptomoedas? Conheça os 3 ativos digitais de inteligência artificial que, segundo o analista Vinicius Bazan, são os melhores candidatos a valorizações extremas neste ano. [ACESSE AQUI]

O Brasil e as incertezas do mercado

Enquanto isso, no Brasil, mais incerteza. Se por um lado o Copom ainda tem que lidar com expectativa de inflação causada por gastos do governo, por outro o mercado não para de falar de uma possível crise de crédito gerada pela inadimplência de empresas que não aguentam os 13,75% ao ano, mais spread, e pela fraude das Americanas (até a Verde citou em sua carta um possível credit crunch).

Com tantos sinais dispersos, não surpreende que os tomadores de decisão do mercado financeiro estejam em espera até a megaquarta da semana que vem, que concentra Copom, Fomc e a apresentação do arcabouço fiscal de Haddad. 

Até lá, recomenda-se cautela.

Abraços,
Renato Santiago

Compartilhe

CRYPTO INSIGHTS

Tudo o que você precisa saber sobre os ETFs de Ethereum (ETH) que acabaram de ser lançados

23 de julho de 2024 - 17:36

Segue um dashboard da Bloomberg mostrando as gestoras que estão criando seus respectivos ETF´s de Ether, tickers, taxas, exchanges de negociação e custodiantes

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Ibovespa fica a reboque do exterior antes dos balanços das big techs

23 de julho de 2024 - 8:02

Enquanto temporada de balanços ganha tração em meio a agenda fraca, Ibovespa se prepara para os resultados dos bancões

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Uma rotação setorial está em andamento — e ela conversa com o ‘Trump Trade’

23 de julho de 2024 - 6:37

Rotação setorial coincide com esgotamento da valorização das ‘big techs’ em Wall Street e inflação desacelerando nos EUA

EXILE ON WALL STREET

Felipe Miranda: Erro de design na indústria de multimercados

22 de julho de 2024 - 20:03

O que aconteceu para os conhecedores de política monetária restritiva perderem tanto dinheiro no começo de 2024?

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O poder dos fatos novos: Ibovespa reage a desistência de Biden e corte de juros na China

22 de julho de 2024 - 8:04

A bolsa brasileira tem pela frente uma agenda carregada, com os balanços da Vale e do Santander e o IPCA-15; lá fora, PCE é o destaque

Mande sua dúvida!

Meus pais fizeram dívidas no meu CPF e fiquei com o nome sujo; terei que processá-los?

20 de julho de 2024 - 8:00

Muitos pais usam o CPF dos filhos menores de idade indevidamente, mas isso pode configurar fraude! Veja o que a vítima deve fazer

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Ibovespa repercute Orçamento congelado, privatização da Sabesp e pane em sistemas da Microsoft

19 de julho de 2024 - 8:17

Governo anuncia congelamento de R$ 15 milhões no Orçamento de 2024 em tentativa de cumprir meta fiscal

SEXTOU COM O RUY

Aumento de capital bilionário e aquisição de 4 usinas: o que isso significa para os acionistas da Eneva (ENEV3) e por que você deveria comprar as ações agora

19 de julho de 2024 - 6:07

Por 9x Valor da Firma/Ebitda, novos ativos entrando em operação e um cenário hidrológico que começou a ficar mais favorável, o papel é uma opção para a carteira

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Com Biden e Trump tão diferentes e tão iguais, Ibovespa começa o dia a reboque do exterior em dia de decisão do BCE

18 de julho de 2024 - 8:10

Ibovespa retomou caminho das altas ontem e hoje flerta com os 130 mil pontos; suspeitas de intervenção no iene pressionam moedas emergentes, inclusive o real

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Qual o real significado das séries invictas?

17 de julho de 2024 - 20:00

No futebol, ficamos tentados a avaliar o potencial preditivo das séries invictas, bem como de suas quebras

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar