🔴 +30 RECOMENDAÇÕES DE ONDE INVESTIR EM MARÇO – ACESSE GRATUITAMENTE

Cotações por TradingView

O multiverso da B3, os dividendos da Petrobras (PETR4) e mais uma despedida da bolsa; confira os destaques do dia

2 de março de 2023
19:43 - atualizado às 19:44
Lula e Petrobras
Imagem: Montagem Beatriz Azevedo

Criado ainda na década de 50 por um laureado do Prêmio Nobel, o termo multiverso não é exatamente uma novidade dentro da pseudociência — mas é na década de 20 do terceiro milênio que o conceito se tornou realmente popular.

O súbito interesse pela ideia de múltiplos universos possíveis para além do que habitamos hoje, no entanto, está em alta após os últimos grandes sucessos de bilheteria — que vão desde os filmes de heróis da Marvel até o favorito ao Oscar de 2023 "Tudo em todo o lugar ao mesmo tempo".

Na teoria, o multiverso é o conjunto total das possibilidades que envolvem todos os elementos, sem limitações. No cinema, o conceito é divertido. No mundo real, as coisas ficam um pouco mais sufocantes.

O mercado financeiro brasileiro parece estar preso no exato momento em que todos os universos possíveis estão claros na frente dos nossos olhos, mas ainda é cedo para dizer exatamente o que acontece no plano em que estamos.

Isso porque a briga entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o Banco Central, a tentativa de barganha do ministro Fernando Haddad com o mercado e os primeiros passos de Jean Paul Prates na presidência da Petrobras (PETR3; PETR4) dividem a mesma tela.

E ninguém parece disposto a facilitar o trabalho dos analistas que tentam desemaranhar os fios das possibilidades. Os discursos das autoridades mais vigiadas do país são, em muitos momentos, conflitantes e contraditórios — sem respostas e aumentando ainda mais as dúvidas.

Nesta quinta-feira (02), todas as cartas estavam na mesa. A comprovação de que a economia brasileira desacelerou mais do que o esperado inaugurou o que deve ser mais uma queda de braço entre o alto escalão do governo e a taxa básica de juros; o ministro da Fazenda parece querer barganhar com o BC usando um projeto de âncora fiscal como trunfo; e o presidente da Petrobras não parece muito disposto a dar direções claras sobre o que será a estatal nos próximos quatro anos.

A regra é clara: quanto mais incerteza e nebulosidade no mercado, maior a cautela. E hoje não foi diferente.

Em Wall Street, os principais índices ganharam força na reta final do pregão ao vislumbrar uma realidade em que os juros deixam de subir. Já na B3, as narrativas seguem emaranhadas.

O Ibovespa até flertou com um dia de perdas limitadas, mas os investidores preferiram não arriscar. O índice acompanhou a queda das ações da Petrobras, fechando em baixa de 1,01%, aos 103.325 pontos — próximo das mínimas do pregão e no menor nível desde dezembro. O dólar à vista subiu 0,24%, a R$ 5,2039.

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta quinta-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo e as ações com o melhor e o pior desempenho do Ibovespa.

Confira outras notícias que mexem com o seu dinheiro

EFEITO CASCATA
A suspensão das privatizações da Petrobras (PETR4) vai pegar 3R Petroleum de jeito? Saiba se é hora de comprar ou vender as ações RRRP3. Na quarta-feira (1), o governo ordenou que a estatal suspenda a venda de ativos por 90 dias. 

FIM DA LINHA
Apagando a luz: EDP vai fechar capital da EDP Brasil (ENBR3) e oferece prêmio de 22% sobre as cotações na B3. No documento, a empresa portuguesa que atua no setor elétrico brasileiro cita “um ambiente internacional particularmente desafiador, devido ao cenário de altas taxas de juros”. 

A NATA DA B3
Analistas elegem as ações de um ‘bancão’ e de uma mineradora como as mais recomendadas de março. As corretoras consultadas pelo Seu Dinheiro não deram chance para o azar e escolheram papéis conhecidos pela solidez para o posto de favoritas do mês. 

NA RESSACA DO BALANÇO
C&A (CEAB3) dribla ventos contrários do quarto trimestre e ações chegam a subir 15% na bolsa — mas ainda há pontos de atenção. O resultado acima do esperado é ainda mais valorizado diante dos ventos adversos que pressionaram os últimos meses de 2022, como a Copa do Mundo e o frio fora de época. 

BANDEIRA BRANCA, AMOR
Putin deu a bênção: Brasil consegue convencer a Rússia da posição de Lula sobre a guerra. A missão, que parecia impossível, foi desempenhada pelo chanceler Mauro Vieira durante encontro do G-20 em Nova Délhi, na Índia.

Compartilhe

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Solução de quatro estados

29 de fevereiro de 2024 - 20:02

Como faremos para balancear extremos opostos por meio de um único instrumento mediano nos mercados financeiros?

Diário de Bordo

O que eu penso sobre o bitcoin?

28 de fevereiro de 2024 - 10:29

Diário de Bordo de 28 de fevereiro de 2024

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Campos Neto e Powell navegam em águas incertas: o que esperar dos próximos passos dos banqueiros centrais para os juros

27 de fevereiro de 2024 - 6:29

A trajetória das taxas de juros no Brasil e nos EUA será decisiva para as expectativas dos investidores e a direção dos ativos de risco

EXILE ON WALL STREET

Felipe Miranda: Qual o caminho mais rápido e efetivo para o sucesso no mercado?

26 de fevereiro de 2024 - 20:03

Seja lá qual for o caminho do sucesso, ele começa por uma boa educação. Nada é mais estruturante e transformacional.

LINHA D'ÁGUA

Por que FoFs de previdência privada serão os grandes vencedores das mudanças recentes na tributação

26 de fevereiro de 2024 - 18:46

Esse tipo de fundo mantem a mesma característica tributária de um exclusivo de previdência, mas, por ser um fundo coletivo, de varejo, não tem o limite de R$ 5 milhões de patrimônio

DE REPENTE NO MERCADO

Fênix à solta: Weg (WEGE3) ressurge como ‘fábrica de bilionários’; Oi (OIBR3) deixa de ser penny stock e Nvidia ‘fura’ a bolha da inteligência artificial

25 de fevereiro de 2024 - 12:00

E mais: estrategista-chefe recomenda 3 ações que estão em ‘raríssimo momento na bolsa’ e por que você deveria correr para comprar um imóvel logo

Mande sua pergunta!

Vi que posso perder minha casa para pagar dívidas de donos anteriores; e no caso de imóvel comprado em leilão, que já vem com dívidas?

24 de fevereiro de 2024 - 8:00

Quem compra imóvel em leilão também pode acabar tendo o bem penhorado para pagar dívidas não pagas atreladas a ele?

SEXTOU COM O RUY

Um Big Mac depois da academia: A ação da Petrobras (PETR4) continua subindo, mas é por causa do governo ou apesar dele?

23 de fevereiro de 2024 - 6:31

Petrobras estabeleceu recentemente um novo recorde de valor de mercado, mas a razão para isso é diferente daquela que a direção da empresa acredita ser

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Falácia da troca de narrativa

21 de fevereiro de 2024 - 20:01

Os movimentos de precificação de mercado estão cada vez mais sujeitos ao “arco narrativo”

Diário de Bordo

Bolha da internet: Nvidia rima com a história de Cisco?

21 de fevereiro de 2024 - 9:05

Qual será o próximo “choque de realidade” nas Bolsas americanas? Desde a pandemia, o mercado tenta prever o próximo. O mercado traz à tona inúmeros exemplos do passado tentando comparar o momento atual e justificar as razões pelas quais a história deveria se repetir. Porém, até agora todos eles caíram por terra. Próximo da divulgação […]

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies