🔴 TCHAUZINHO, NUBANK: Itaú BBA revela ação que pode colocar o roxinho para comer poeira; CLIQUE AQUI  e descubra a resposta no nosso Telegram

2022-08-16T09:37:58-03:00
Carolina Gama
Ricardo Gozzi
BALANÇO

IRB (IRBR3) confirma as piores expectativas e reporta prejuízo de R$ 373 milhões no segundo trimestre

Com o novo prejuízo, IRB fica abaixo do limite regulatório para operar e tem até o fim de outubro para regularizar a situação; emissão de ações está entre os planos

16 de agosto de 2022
7:10 - atualizado às 9:37
Prédio IRB Brasil RE
Prédio IRB Brasil RE - Imagem: Divulgação

Os resultados do IRB Brasil (IRBR3) no segundo trimestre confirmaram o que muitos já imaginavam: a companhia passa por um período delicado.

Os papéis da empresa de resseguros lideraram as baixas do Ibovespa no pregão de segunda-feira, e o movimento na bolsa foi um prenúncio do balanço da companhia no segundo trimestre, divulgado quando restavam apenas nove minutos para a meia-noite de ontem.

Entre abril e junho, o IRB registrou prejuízo líquido de R$ 373,3 milhões, o que representa um aumento de 80,4% em relação às perdas de R$ 206,9 milhões do mesmo período do ano anterior. 

Nos primeiros seis meses de 2022, o prejuízo líquido somou R$ 292,9 milhões ante perda de R$ 156,1 milhões nos primeiros seis meses de 2021.

O resultado já vinha sendo antecipado pelos relatórios mensais divulgados pelo IRB.

IRB precisa de capital

Com os prejuízos sucessivos, o IRB voltou a ficar abaixo do limite de enquadramento da cobertura de provisões técnicas e liquidez regulatória necessário para operar. A resseguradora encerrou o segundo trimestre precisando de R$ 729,7 milhões para fechar essa conta.

Em outras palavras, a empresa terá de buscar esse dinheiro para regularizar o balanço e tem até o fim de outubro para se adequar aos limites regulatórios.

Para isso, o IRB encaminhou um plano à Susep, o órgão regulador do mercado de seguros. Entre as providências que a companhia pretende tomar está a emissão de novas ações, a venda de ativos e participações societárias, além de operações estruturadas de retrocessão.

Plano de oferta derruba ações

Antes da confirmação dos números do balanço, a notícia de que o IRB (IRBR3) faria uma oferta de ações para levantar recursos derrubou as ações da resseguradora na bolsa ontem.

De acordo com reportagens publicadas no Brazil Journal e na Bloomberg, a oferta pode movimentar cerca de R$ 1 bilhão. As conversas com bancos de investimento inclusive já estariam avançadas.

A expectativa é que o valor da ação seja fixado em R$ 1 — desconto de 56,5% se considerado o fechamento de sexta-feira. Em comunicado, o IRB Brasil confirmou que essa é uma possibilidade para financiar as operações da empresa.

IRB (IRBR3): prêmios e sinistros 

De volta ao resultado, o IRB emitiu R$ 1,685 bilhão em prêmios no segundo trimestre. Trata-se de uma queda de 22% em relação ao mesmo período de 2021.

Já no acumulado dos seis primeiros meses de 2022, o prêmio emitido caiu 9,8% na comparação com o mesmo período do ano passado, para  R$ 3,7 bilhões.

Por sua vez, as despesas com sinistro ficaram em R$ 1,66 bilhão no segundo trimestre de 2022. Esse número ficou 0,3% acima do registrado no mesmo período do ano passado.

Ao mesmo tempo, o índice de sinistralidade passou de 95,7% no segundo trimestre de 2021 para 124,2% um ano depois. Segundo o IRB, o principal impacto veio do segmento agro.

"O efeito das questões climáticas no agronegócio causou quebras de safra importantes, que resultaram em sinistros vultosos para os produtores rurais e, consequentemente, para as seguradoras e resseguradoras", afirma o IRB no relatório.

Veja também: Bolsonaro ou Lula — quem a Faria Lima apoia nas eleições?

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

MERCADO EM 5 MINUTOS

Mercado em 5 Minutos: O terror sem fim das bolsas internacionais

28 de setembro de 2022 - 9:32

Bolsas globais caem para o patamar mais baixo em dois anos, refletindo as taxas de juros mais elevadas, que intensificaram os temores de uma recessão global

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa futuro abre em queda e acompanha aversão ao risco do exterior; dólar sobe

28 de setembro de 2022 - 9:04

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam em tom negativo nesta quarta-feira (28). Os investidores seguem com maior cautela com a expectativa de recessão global no radar. Nos EUA, os discursos de dirigentes do Federal Reserve (Fed), dentre eles o do presidente Jerome Powell, devem continuar influenciando as bolsas americanas. Com a agenda esvaziada no […]

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O efeito do abraço de urso: a volta dos IPOs na B3, dividendos milionários, inverno cripto e outras notícias que mexem com seus investimentos

28 de setembro de 2022 - 8:17

A sucessão de baixas dos ativos de risco nos mercados financeiros levou os investidores a uma caça às pechinchas — e cada vez mais analistas consideram que é hora de ir às compras nas bolsas

DE OLHO NA BOLSA

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais caem antes de falas de Jerome Powell e dirigentes do Fed; Ibovespa acompanha Campos Neto e Guedes hoje

28 de setembro de 2022 - 7:40

Por aqui, a última rodada da pesquisa Genial/Quaest antes do primeiro turno das eleições presidenciais mostra chances de que Lula ganhe no primeiro turno

REPORTAGEM ESPECIAL

Nova safra de IPOs vai ficar só para 2023 — e terá uma cara bem diferente da última janela

28 de setembro de 2022 - 7:00

Após um período difícil para IPOs, setores mais preparados para abertura de capital em breve são de energia, infraestrutura e saneamento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies