⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-09-23T12:51:29-03:00
Carolina Gama
LUZ AMARELA ACESA

Eneva perde o gás e chega a liderar as quedas do Ibovespa — saiba o que o Itaú BBA viu e que derrubou as ações ENEV3

Banco rebaixou a recomendação para os papéis da empresa de energia de compra para neutro, com preço-alvo de R$ 17 para 2023 — o que representa um potencial de valorização de 7%

14 de setembro de 2022
13:32 - atualizado às 12:51
Funcionários da Eneva (ENEV3) andando por uma das plantas da companhia
Imagem: Divulgação

Havia um leilão no meio do caminho, no meio do caminho havia um leilão. E é por causa dele que o Itaú BBA acendeu a luz amarela para a Eneva (ENEV3).

Segundo o banco, a empresa tem uma das melhores equipes de gestão do setor de energia, um excelente histórico de alocação de capital e uma perspectiva de crescimento brilhante. 

Mas, diante das expectativas elevadas para o leilão de térmicas e das chances de decepcionar os investidores, o Itaú BBA passou a olhar para a Eneva com mais cautela. 

O banco rebaixou nesta quarta-feira (14) a recomendação para as ações da empresa de compra para neutro, com preço-alvo de R$ 17 para 2023 — o que representa um potencial de valorização de 7% em relação ao fechamento de terça-feira (13). 

A mudança teve impacto na performance dos papéis da Eneva na B3. Mais cedo, eles chegaram a cair mais de 3% e a liderar o bloco de maiores baixas do Ibovespa. Mas, acabaram fechando com queda de 2,52%, cotados a R$ 15,47.

Os motivos do rebaixamento

Na prática, além do leilão, foram três os motivos que levaram o Itaú BBA a rebaixar a recomendação para as ações da Eneva (ENEV3). 

  • avaliação pouco atraente; 
  • maior concorrência no leilão, potencialmente reduzindo a criação de valor; 
  • pior perspectiva para o despacho térmico em 2022-2023; 
  • demora além do previsto do negócio envolvendo o Polo Bahia Terra.

Sobre a valorização, as ações da Eneva subiram 16% desde o anúncio do follow-on, que ocorreu em 15 de junho, e o Itaú BBA acredita que grande parte do potencial de alta ligada ao leilão de 30 de setembro já foi precificado.  

Com o edital aprovado pela Aneel no final de agosto, o leilão contratará 2 gigawatts (GW) de projetos termelétricos movidos a gás natural, sendo 1 GW na região Norte e 1 GW nos estados do Maranhão e Piauí. 

Para o banco, a Eneva pode não estar sozinha para a contratação de 1 GW de capacidade na região amazônica. Segundo a própria empresa, a Petrobras (PETR4) pode ter negociado um contrato de gás do polo de Urucu com outros desenvolvedores de termelétricas, permitindo a participação no certame. 

Soma-se a esse quadro, a piora na perspectiva para o despacho térmico em 2022-2023, devido aos prováveis níveis baixos de preços no mercado à vista. 

E, por fim, o Itaú BBA afirma que o negócio envolvendo Bahia Terra, da Petrobras, está demorando mais do que o esperado. O processo de venda do Polo foi paralisado em junho após decisão judicial. 

Os cenários para a Eneva (ENEV3)

O cenário base do Itaú BBA leva em conta um preço por ação de R$ 17 e assume os ativos existentes, considerando ainda que a Eneva (ENEV3) venda 600 MW de capacidade no leilão pelo preço máximo. 

No melhor cenário, o papel vai a R$ 20,40 e considera a venda de 900 MW no leilão pelo preço máximo e R$ 1 por ação de valor presente líquido (NPV) da aquisição do Bahia Terra, bem como maior despacho térmico. 

Mas, no pior cenário, o preço da ação da Eneva cai a R$ 12,50, considerando apenas projetos existentes e nenhum potencial de valorização do leilão de 30 de setembro, além de menor despacho térmico de longo prazo. 

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Eleições 2022: Confira os últimos passos dos presidenciáveis na véspera das eleições

1 de outubro de 2022 - 8:02

Acompanhe a cobertura ao vivo das eleições 2022 com as principais notícias sobre os principais candidatos à Presidência e nos Estados

ENTREVISTA

Elon Musk não está sozinho: o home office pode acabar com o fim da pandemia, alerta um dos principais gurus de carreiras do mercado

1 de outubro de 2022 - 7:23

A exemplo do dono da Tesla um número cada vez maior de empregadores quer os profissionais de volta ao escritório, afirma o mentor de carreiras e escritor Luciano Santos

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Ibovespa fecha setembro no azul, o potencial da Weg (WEGE3) e a semana do bitcoin; confira os destaques do dia

30 de setembro de 2022 - 19:19

O último pregão do mês foi também o último antes da definição do primeiro turno das eleições presidenciais de 2022. Apesar disso, levou um tempo até que a política fosse o principal gatilho para os negócios.  Isso porque o debate final entre os candidatos à chefia do Executivo não trouxe grandes mudanças no cenário-base, já […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa fecha setembro no azul por um triz após nova onda do ‘efeito Meirelles’; dólar vai a R$ 5,39

30 de setembro de 2022 - 18:53

O Ibovespa deixou a política parcialmente de lado no último pregão antes do pleito de domingo

Balanço do mês

Os melhores investimentos de setembro: dólar tem a maior alta do mês, e Brasil vai na contramão do mundo com valorização de quase todos os ativos

30 de setembro de 2022 - 18:42

Títulos prefixados vêm logo em seguida, beneficiados pelo fim do ciclo de alta da Selic no Brasil. Veja o ranking completo dos melhores e piores investimentos do mês

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies