🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Depois daquele vexame

Ex-diretor do IRB (IRBR3) entra na mira da xerife do mercado dos EUA por “fake news” sobre Warren Buffett

SEC decidiu acusar formalmente Fernando Passos, ex-diretor do IRB, por plantar a história na imprensa e divulgar documentos falsos sobre investimento de Buffett na empresa

Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
18 de abril de 2022
17:06 - atualizado às 17:07
Prédio IRB Brasil RE
Prédio do IRB Brasil RE - Imagem: Divulgação

O ex-diretor do IRB Brasil (IRBR3) apontado como responsável pela disseminação de notícias falsas sobre um investimento do bilionário Warren Buffett na empresa entrou na mira da xerife do mercado de capitais dos Estados Unidos.

A Securities and Exchange Commission (SEC) decidiu acusar formalmente Fernando Passos, ex-vice-presidente executivo de finanças e diretor de relações com investidores do IRB.

Passos foi o responsável por plantar a história na imprensa e divulgar documentos falsos alegando que a Berkshire Hathaway teria investido em ações do IRB, segundo a SEC. O órgão é equivalente à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) dos EUA.

Dias depois da divulgação das notícias, a própria holding que reúne os investimentos de Warren Buffett veio a público informar que nunca teve, não tem e não pretende ter ações da empresa brasileira.

IRB: vexame internacional

O vexame internacional contribuiu para afundar as ações do IRB, que começaram a cair em fevereiro de 2020. O estopim para o movimento de queda foi a publicação de uma carta da gestora carioca Squadra apontando problemas nos balanços da companhia.

Até então, o IRB era praticamente uma empresa intocável na bolsa. Sinônimo de sucesso desde a oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês) em 2017, a resseguradora vinha de um histórico de lucros crescentes e uma rentabilidade de fazer inveja às maiores empresas globais do ramo.

A Squadra apontou, porém, que esses resultados eram turbinados por itens extraordinários que somaram R$ 1,5 bilhão. Ou seja, os chamados lucros recorrentes eram "significativamente inferiores" aos lucros contábeis reportados pela companhia.

O que diz a acusação contra o diretor do IRB

De acordo com a acusação da SEC, Passos fabricou a história sobre o investimento de Warren Buffett em meio à forte queda das ações do IRB após a divulgação do documento da gestora.

Passos então criou e compartilhou uma lista de acionistas falsa que mostrava investimentos "substanciais" da Berkshire Hathaway em ações do IRB, ainda segundo a CVM norte-americana.

O ex-diretor do IRB ainda divulgou a informação falsa a analistas e investidores durante reuniões no Reino Unido e Estados Unidos.

A estratégia inicialmente funcionou, já que as ações do IRB subiram 6% nas 24 horas seguintes às notícias sobre o investimento de Warren Buffett. Mas depois que a Berkshire desmentiu a informação, os papéis afundaram mais de 40%.

Fake news com Warren Buffett derrubou diretor

Fernando Passos deixou o IRB após o vexame, que também é investigado pela CVM brasileira. Cinco meses depois do questionamento da Squadra, a empresa reapresentou os balanços de 2019 e 2018, que mostraram um lucro líquido R$ 670 milhões menor do que o apresentado originalmente.

As ações do IRB (IRBR3) então seguiram em trajetória de queda. Desde a divulgação dos problemas no balanço, a companhia perdeu mais 90% do valor de mercado.

Na tarde desta segunda-feira, os papéis da empresa de resseguros eram negociados em alta de 0,66%, cotadas a R$ 3,06. Leia nossa cobertura completa de mercados.

“Passos se envolveu em um esquema descarado para fraudar investidores e fez um grande esforço para perpetuar seu esquema, incluindo adulterar uma lista de acionistas”, disse Jason J. Burt, diretor do Escritório Regional de Denver, em um comunicado da SEC. “Continuaremos a perseguir maus atores, localizados nos EUA ou no exterior, cuja conduta fraudulenta afete os investidores dos EUA.”

Leia também:

Compartilhe

SUBIU NO TELHADO

Petrobras (PETR4): a fala do CEO sobre dividendos que derruba as ações da estatal hoje na B3

28 de fevereiro de 2024 - 14:47

Em entrevista à Bloomberg, Jean Paul Prates defendeu que a Petrobras tenha “cautela” na distribuição de dividendos; ações reagem em forte queda

PROBLEMAS NOS HOTÉIS?

Por que os dividendos do fundo imobiliário HTMX11 tiveram um corte brusco em fevereiro? Confira a explicação da gestão

28 de fevereiro de 2024 - 12:17

O fundo de hotéis comunicou, no início do mês, que pagaria R$ 0,86 por cota aos investidores, contra R$ 3,25 em janeiro.

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa cai a 130 mil pontos, pressionado pela desvalorização de Petrobras (PETR4) após falas de Prates sobre dividendos; dólar sobe a R$ 4,97

28 de fevereiro de 2024 - 7:24

RESUMO DO DIA: A bolsa brasileira terminou a sessão desta quarta-feira (28) no vermelho, com o cenário corporativo roubando os holofotes do calendário de indicadores econômicos no exterior. O Ibovespa encerrou o dia em baixa de 1,16%, aos 130.155 pontos. Por sua vez, o dólar fechou próximo das máximas do dia, com um avanço de […]

PORTFÓLIO DE GIGANTES

XPML11 fecha acordo com empresa da B3 e pagará mais de R$ 1,8 bilhão por ‘pacotão’ de shoppings centers

27 de fevereiro de 2024 - 18:41

O fundo imobiliário assinou um memorando para ficar com participações detidas pela Syn Prop & Tech em seis shoppings centers

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa fecha em alta e sustenta os 131 mil pontos, ajudado por Vale (VALE3) e IPCA-15 abaixo do esperado; dólar recua a R$ 4,93

27 de fevereiro de 2024 - 7:14

RESUMO DO DIA: Diversos tons de verde tingiram a sessão da bolsa brasileira nesta terça-feira (27), que conseguiu escapar do ritmo de cautela do exterior e atingiu os 131 mil pontos. Por aqui, o foco dos investidores esteve no IPCA-15, que subiu em fevereiro, mas menos do que estimavam os analistas de mercado. A prévia […]

FIIs HOJE

Os dividendos deste fundo imobiliário saltaram mais de 1200% após venda de ativo e devem seguir em alta no semestre, mas o FII já tem data para acabar

26 de fevereiro de 2024 - 15:39

O FII em questão distribuiu R$ 0,41 por cota para seus pouco mais de 2.400 cotistas neste mês, contra cerca de R$ 0,03 em janeiro

SAIBA MAIS SOBRE O NEGÓCIO

Fundo imobiliário TRXF11 troca oito lojas por três, mas vai lucrar mais de R$ 100 milhões com a transação e reduzir dívidas

26 de fevereiro de 2024 - 11:23

O FII fechou um acordo para vender oito imóveis atualmente locados para o Assaí e o GPA e comprar três lojas cuja inquilina é a Decathlon

MAIS DINHEIRO NO BOLSO

Nubank: cofundadora e executivos embolsam R$ 60 milhões em nova venda de ações

26 de fevereiro de 2024 - 10:01

Cris Junqueira vendeu o equivalente a US$ 8,450 milhões (R$ 42 milhões) em ações do Nubank após resultado do quarto trimestre do banco digital

MERCADOS HOJE

Bolsas hoje: Ibovespa fecha em leve alta, ajudado pela valorização da Petrobras (PETR4); dólar recua a R$ 4,98

26 de fevereiro de 2024 - 7:37

RESUMO DO DIA: A bolsa brasileira conseguiu escapar do tom de cautela do exterior e encerrou a segunda-feira (26) no campo positivo. Lá fora, os mercados financeiros globais terminaram o dia mistos.  O Ibovespa fechou o pregão em leve alta de 0,15%, aos 129.609 pontos. Já o dólar recuou 0,23%, cotado a R$ 4,9815 no […]

FINALMENTE

Um rombo ainda maior para Lemann: Americanas (AMER3) reporta aumento da dívida, prejuízo bilionário e vendas em queda

26 de fevereiro de 2024 - 7:25

Vendas nos canais digitais da Americanas despencaram 79,2% — e um dos motivos foi a perda de credibilidade da varejista

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies